"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sexta-feira, 27 de Maio de 2022
Rui Moreira "partiu a loiça toda"

... e já tem Aires Pereira, presidente da Póvoa de Varzim, como aliado na Área Metropolitana do Porto. O Município da Póvoa de Varzim promoveu ontem, no Cineteatro Garrett, um debate sobre o tema da Regionalização. A convite do presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, a conversa contou com a participação do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. O debate realizou-se no âmbito do “Póvoa Talks”, projeto que tem como objetivo envolver e dar voz ativa a todos os poveiros, criado em formato digital durante a pandemia. A entrada era livre. Após o debate, o público teve oportunidade de participar, colocando questões a ambos os convidados.

 

  JN de hoje
image.jpg
Rui Moreira não poupa nas críticas. Póvoa também já pondera sair da Associação Nacional de Municípios e diz que há vários concelhos a equacionar o mesmo.
A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) navega ao sabor de "princípios partidários" de quem tem "interesses pessoais". Quem o diz é o presidente da Câmara do Porto. Muito crítico em relação à liderança de Luísa Salgueiro, Rui Moreira esteve na Póvoa de Varzim a falar de regionalização. Sem mais poder, recusa assumir mais despesa e acusa o Estado de estar a querer asfixiar as autarquias. Tudo com a conivência da ANMP. Na Póvoa encontrou aliado. Aires Pereira também já pondera sair da ANMP e diz que há vários municípios da Área Metropolitana do Porto (AMP) a equacionar o mesmo.
"O que nos estão a passar basicamente é dívida. Isto é feito com a cumplicidade da ANMP que obedece a princípios partidários, porque tem pessoas, infelizmente, que hoje são presidentes de uma cidade, que vão chegar ao fim do seu último mandato dentro de três anos e, nessa altura, vão precisar de arranjar emprego noutro sítio qualquer. Têm outros interesses. A nós não nos podem representar", afirmou Rui Moreira, sem poupar críticas à liderança da ANMP, desde novembro, a cargo da presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro.
Numa descentralização que começa mal, sublinha, foi "violada brutalmente a lei", que tinha como pilar a neutralidade orçamental: um envelope financeiro idêntico às despesas a assumir.
"Sem aumento de competências, nós não podemos assumir mais despesa, porque ou deixamos de fazer investimento, ou pioramos o serviço", frisou, acusando a ANMP de ter negociado com o Estado em nome dos municípios sem defender os seus interesses. Precisamente por isso, o Porto bateu com a porta. Agora, é a Póvoa quem anuncia que vai fazer o mesmo.
"O município da Póvoa de Varzim não se revê da maneira como a ANMP tem negado esta necessidade de haver um reforço de verbas e não ter defendido a sustentabilidade deste processo de descentralização", diz Aires Pereira, que, caso nada mude com a proposta de Orçamento de Estado e "uma vez que a ANMP não nos representa convenientemente", vai propor, "já em junho, a saída da Póvoa".
O edil poveiro diz que "há mais municípios a pensarem desta forma" e especifica mesmo que "alguns são da AMP". Rui Moreira aponta Coimbra e Anadia.

  Júlio Gouveia no FacebookÉ evidente. O Estado quer diminuir despesas à custa das Camaras. Ou seja quer deixar de ter responsabilidades em varias áreas e atirar essas responsabilidades à Camara. Até aqui tudo bem. O problema é que o estado quer transferir essas responsabilidades mas só quer transferir metade do que atualmente gasta ou perto disso para as Camaras.RICO NEGOCIO. E isto com a condescendencia da ANM, que claro é presidida pela socialista presidente de Matosinhos, que devia zelar pelas camaras como presidente, em vez disso zela pelos interesses do governo e por isso socialistas. E não me venham dizer que digo isto porque não sou socialista, porque Camaras há como a de Gaia, socialista, que tb não está de acordo com a descentralização que o governo propõe. Como a sra dd Matosinhos não dá sequer a mínima hipotese de recuo, nada mais há a fazer do que sair desse organismo a que a senhora preside, e entao... ou o estado fica na mesma com essas responsabilidades nestas Camaras ou tem de negociar. Lá porque o PS e bem porque teve o voto popular tem maioria não quer dizer que agora sejamos todos #carneiros# e seguidistas de tudo que o PS quer e ou seja o governo, porque senão deixa de ser democracia.

  Porto Canal - 27mai2022 08h34 - O autarca da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, admitiu em declarações à comunicação social, depois de um debate sobre a regionalização com Rui Moreira, que está a considerar uma possível saída da Associação Nacional de Municípios. Aires Pereira ainda criticou o processo de descentralização referindo que o município da Póvoa de Varzim não se sente representado pela associação. 

 


Captura de ecrã 2022-05-27 183331.jpg
A Câmara Municipal do Porto vai agora apresentar uma exposição à Senhora Provedora de Justiça, que, se concordar com o argumentário, poderá recorrer ao Tribunal Constitucional.



Publicado por Tovi às 09:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 18 de Maio de 2021
Rui Moreira vai a julgamento

Captura de ecrã 2021-05-18 162239.jpg
Há mais de três anos o Tribunal Administrativo e Fiscal [TAF] mandou arquivar o processo “Selminho”… mas agora o Ministério Público “voltou à carga” e o Tribunal de Instrução decidiu que Rui Moreira vai a julgamento.

Em 29 de maio de 2017 o Presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, informou a Assembleia Municipal que “o terreno que a minha família adquiriu há dezasseis anos não tinha, em Outubro de 2013, e continua a não ter, em 2017, capacidade construtiva. Não foi, entretanto, prometida, acordada ou paga qualquer indemnização. Ao contrário, a pretensão da Selminho em garantir ou capacidade construtiva, uma indemnização, ou até ambas, foi recusada pela Câmara no meu mandato. E só no meu mandato. Só no meu mandato. A propriedade do terreno, nunca antes disputada pela CMP ao longo de decénios e em múltiplos processos, é agora questionada pelo Município. Essa questão que agora a Câmara levanta prejudica claramente os interesses da Selminho. Mas iniciou-se no meu mandato. Repito, prejudica objectivamente os interesses da Selminho. Nunca tinha sido levantada. Foi-o no meu mandato. Eu e a minha família em nada fomos beneficiados.”

 
Rui Moreira convocou os jornalistas para uma declaração, às 17 horas de hoje… aguardemos.
 
    Comentários no Facebook
Rodrigues Pereira - Muito conveniente para alguns ! Esta situação do "era e não era" do Ministério Público seria risível, se não fosse trágica ! Mas uma enorme maioria sabe que nem Rui Moreira nem a sua Família beneficiaram com isto, muito pelo contrário ! Trata-se de um vil e mesquinho ataque de baixa política !!!
Celio Alves - Ataque sabujo e cirúrgico a "dias" das eleições....
Nuno Matos PereiraSempre disse que esse terreno não tinha capacidade construtiva, mas o ataque a meses das eleições, é mesmo cirúrgico, porco e difamatório. Podemos aceitar ou não politicamente, a forma de gestão de Rui Moreira, mas jogar tão baixo, leva-nos a pensar que todos nós estamos a ser escrutinados por uma PIDE reles. Pelo menos antes do 25 de abril o povo sabia com quem podia contar, hoje o sítio onde tenho mais dúvidas é se a justiça funciona.
 
 
   17h10 de hoje - JN

Rui Moreira: ida a julgamento "não me tira razão". O presidente da Câmara do Porto disse, numa declaração emocionada, que a ida a julgamento por prevaricação e abuso de poder no caso Selminho "não tem qualquer fundamento". Moreira lamenta ainda que a decisão instrutória tenha sido conhecida tão perto das eleições autárquicas.

   17h11 de hoje - Porto Canal
Rui Moreira, autarca do Porto, afirma, esta terça-feira, em reação à notícia de que será levado a julgamento no Caso Selminho, que "aguentará inabalável como o granito pois acredita que a verdade prevalecerá". O autarca garante ainda que "não tomou decisões que prejudicassem o município".

 

   Declaração pública de Rui Moreira
Caras e Caros Portuenses,
Como sabem, a Senhora juíza de instrução decidiu hoje que o processo em que fui acusado deve ser submetido a julgamento. Fê-lo, entendendo que essa seria a sede processual adequada para se apurar o que consta da acusação, e que eu sempre refutei.
Nada de novo, portanto, resulta desta decisão. Esta decisão não me deu, nem tirou, razão.
Pura e simplesmente remeteu a discussão para outro momento, e para outros juízes.
É uma decisão que lamento, pois sei que a acusação não tem qualquer fundamento e, por isso, procurei evitar o prolongamento do processo, sem recorrer a qualquer expediente dilatório, entendendo que o mesmo tinha custos desnecessários já que, tal como há 4 anos, estamos perante um processo que surge em vésperas de eleições.
Não foi esse o entendimento da Senhora Juíza.
No entanto, esta decisão não muda absolutamente nada, nem na minha maneira de ver o processo, que continuo a entender ser completamente destituído de fundamento, nem na minha posição sobre o assunto em questão: é absolutamente inequívoco que não tive qualquer participação em qualquer processo em que estivesse envolvida a minha família e não tomei direta ou indiretamente, ou por qualquer interposta pessoa, qualquer decisão que alterasse a posição do Município em qualquer processo judicial.
Tudo o que respeita à relação do Município com a sociedade Selminho teve início em 2006 e o processo judicial entre o Município e a Selminho teve o seu início em Dezembro de 2010, muito antes de eu ser presidente da Câmara e numa altura em que nem sequer equacionava tal hipótese.
A posição do Município foi definida nessa altura e nunca foi por mim alterada. Não mudei o advogado da câmara, nem mudei qualquer Diretor ou Técnico Municipal que lidou com o assunto. Até a Vereadora que interveio já ocupara esse cargo executivo no mandato anterior ao meu.
Considero, por isso, um insulto e uma infâmia que se possa, sequer, por a hipótese de eu poder ter beneficiado a minha família; para mais num assunto em que, como toda a gente sabe, a minha família acabou por perder os seus terrenos a favor da Câmara, e isso sucedeu exatamente neste meu mandato.
Enfim... como também anteriormente já tinha dito, são tempos perigosos aqueles em que vivemos! Em que os adversários se comportam como inimigos e aceitam usar todas as armas ao seu alcance, por mais ignóbeis que sejam.
Naturalmente, não ignoro a existência do processo; nunca me refugiei e não me refugiarei em nenhum argumento processual para não falar sobre ele. E é no meu compromisso com o Porto que encontrarei forças para explicar aos portuenses que este processo não tem qualquer fundamento ou sentido.
Posto isto, quero dizer-vos e deixar bem claro, em particular àqueles que há muito me tentam afastar dos portuenses, que este processo não interferirá na avaliação política sobre a minha recandidatura a Presidente da Câmara Municipal do Porto.
Isso seria uma traição a tudo aquilo em que acredito, bem como àqueles que sempre me apoiaram e que têm estado ao meu lado, falo dos membros do “Porto, o Nosso Movimento”, mas também de milhares e milhares de portuenses anónimos que sempre confiaram e acreditaram nesta minha forma de Estar e Sentir o Porto!
Desiludam-se, portanto, os que pensam que este processo me afasta de continuar a lutar pela cidade que tanto amo, sempre na defesa dos altos valores que nos caracterizam.
Tal como qualquer portuense, sou muito cioso da minha integridade e do bom nome que tentam vilipendiar. Permitam-me que recorde o exemplo do meu Pai, hoje, no preciso dia de seu nonagésimo adversário. Sofreu na pele uma perseguição terrível. Venceu, sem nunca se ter vitimizado, sem nunca ter perdido o amor pela cidade e pela cidadania activa. É a memória dele e da sua coragem que me inspira nestas provações.
Posso assegurar-vos que aguentarei inabalável como o granito, pois acredito que a verdade prevalecerá e a Justiça, estou certo, chegará.
Muito obrigado.

 

    O l h a - m' e s t e ! . . . 
187774994_4040318809350455_2954928458940208825_n.j



Publicado por Tovi às 16:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 23 de Janeiro de 2021
Sondagens para as Presidenciais2021
Foram ontem conhecidas três sondagens para o ato eleitoral de amanhã.

    Aximage (para o JN, DN e TSF)
Marcelo Rebelo de Sousa – 59,7%
Ana Gomes – 15,4%
André Ventura – 9,7%
João Ferreira – 5,0%
Marisa Matias – 4,3%
Tiago Mayan – 3,3%
Tino de Rans – 1,5%
 
    ISCTE/ICS (para SIC e Expresso)
Marcelo Rebelo de Sousa – 58,0%
Ana Gomes – 14,5%
André Ventura – 12,5%
João Ferreira – 6,0%
Marisa Matias – 6,0%
Tiago Mayan – 2,0%
Tino de Rans – 1,0%
 
   Eurosondagem (para Porto Canal e SOL)
Marcelo Rebelo de Sousa – 61,8%
Ana Gomes – 13,6%
André Ventura – 10,0%
João Ferreira – 4,6%
Marisa Matias – 6,0%
Tiago Mayan – 2,1%
Tino de Rans – 1,7%
 
   Evolução das sondagens nos últimos dois meses

Presidenciais2021 22jan2021.jpg

 

    ´Bora lá todos votar, antes que...
captura-de-ecrc3a3-2012-01-24-c3a0s-19-26-38.png



Publicado por Tovi às 07:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 2 de Abril de 2020
Análise à forma como o Norte está a reagir ao surto

91642161_3416837118344388_6489093863632797696_o.jp

Estive ontem via Skype no Jornal Diário do Porto Canal (cerca das 21h30) a falar sobre o surto epidémico de Covid-19 na Região Norte.

Vou tentar arranjar a gravação… e depois coloco aqui.

   Comentários no Facebook

Laura Lages Brito - ...esteve muito bem David Ribero, abraço
Maria Pinto Mesquita Lacerda - Eu vi, esteve muito bem David
Jose Riobom - Eu não falei.... pelo que não foi ouvida a oposição... a voz do povo.... mais uma injustiça a favorecer o poder instalado.
Carla Afonso Leitão - Já vi! Muito bem!

 

  Estado de Emergência Renovado

Difícil de entender, para mim, os motivos da abstenção do Chega, do PCP, d’Os Verdes e da Joacine Katar Moreira na votação de hoje sobre a prorrogação do estado de emergência… mas ainda mais inconcebível é ver a Iniciativa Liberal a votar contra.

 
 

   Situação em Portugal e Região Norte

9034 casos confirmados (5338 na Região Norte)
209 mortos (107 na Região Norte)
COVID19 2abr.png



Publicado por Tovi às 00:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 27 de Novembro de 2019
Portugal, Norte e Área Metropolitana do Porto

O Porto Canal tornou ontem público um estudo de opinião – Eurosondagem “se as eleições fossem hoje” – em que se pode ver as grandes diferenças entre o que os portugueses pensam a “Nível Nacional”, no “Norte” e na “Área Metropolitana do Porto”.
Captura de Ecrã (336).png

   O que dá para ver neste gráfico:

- PS está a perder o Norte.

- PSD está mal no Porto.

- BE, CDU e PAN afirmam-se melhor nos grandes centros urbanos.

- CDS está mesmo mal.



Publicado por Tovi às 11:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013
Ouvido da boca de Rui Moreira - #7

Está a decorrer no Porto Canal um debate sobre as autárquicas na Cidade Invicta, com a presença de: Costa Pereira (MTP), José Carlos Santos (MRPP), José Soeiro (BE), Luís Filipe Menezes (PSD),  Manuel Pizarro (PS), Nuno Cardoso (Independente), Pedro Carvalho (CDU) e Rui Moreira (Independente). Este debate está a ser emitido do Teatro Helena Sá e Costa – (in Wikipédia) O Teatro Helena Sá e Costa é um teatro-escola, vocacionado para formação de Ensino Superior, pertence à Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto. O teatro tomou o nome da notável pianista portuense Helena Sá e Costa, a quem se deve um contributo cultural notável e que ainda hoje é um alto expoente na formação de sucessivas gerações de artistas. O Teatro foi construído de raiz e foi projectado pelo arquitecto português Filipe Oliveira Dias no ano de 1996. O teatro foi construído num pátio central de um edifício já existente, a Escola Normal (antigo Magistério Primário) construído em 1883, sendo o primeiro edifício ibérico destinado à formação de docentes do ensino primário.

Vamos lá ver e ouvir com atenção o que diz Rui Moreira, candidato independente à Câmara Municipal do Porto.

{#emotions_dlg.star} “A cultura representa coesão e desenvolvimento económico.“

{#emotions_dlg.star} “Para a reabilitação urbano do Porto vai haver dinheiro, mas vai ser administrado por Lisboa.”

{#emotions_dlg.star} "Eu não gostaria de ter um luna parque encostado a um hospital.”

«António Alves» no Facebook >> até agora os candidatos do sistema - moreira, menezes e pizarro - uma desilusão completa. os dos pctp-mrrpp e da cdu sâo politicamente muito mais avançados. josé soeiro também se aproxima

«Albertino Amaral» no Facebook >> Meu caro David Ribeiro, como se nota tão bem a diferença de postura entre a linha de pensamento de um Independente e o que os partidários regurgitam, segundo a bíblia por onde estudam... Que pobreza...! Parabéns David Ribeiro pela excepcional cobertura do debate...

{#emotions_dlg.star} “O desemprego só se pode combater com desenvolvimento económico.”

«Zé Carlos» no Facebook >> Naturalmente que sim. Só os bandidos pensam que é com salários de miséria que se combate o desemprego. Na verdade durante a escravatura não havia desemprego...

«António Alves» no Facebook >> la palisse não teria dito melhor. um verdadeiro truísmo. ;-)

«Diogo Sampaio» no Facebook >> Se consideramos os tempos de escravatura como alo em que toda gente tinha trabalho e era pago por isso, até não seria mau de todo! Mas a palavra escravatura é um bocado pesada

«Zé Carlos» no Facebook >> Se acha pesada tenho vários locais que lhe posso indicar para vc trabalhar 10 a 12 horas por dia, 6 dias por semana, a troco de 475 euros. Está interessado?

«Diogo Sampaio» no Facebook >> Caro Zé Carlos, se eu não tivesse nenhuma hipótese para obter dinheiro ao fim do mês, que remédio teria eu de me sujeitar a essas condições. E já estive mais longe desse cenário. Mais vale 475 euros por 12 horas de trabalho do que 300 ou 350 de rendimentos sociais como muito têm, e alguns até menos, no entanto, poderiam estar a trabalhar como qualquer outra pessoa

«Zé Carlos» no Facebook >> O problema do desemprego não pode ser baralhado com o problema de alguns oportunistas que ainda vão conseguindo sacar alguns euros de apoio social.  Aí caímos na demagogia. O problema é outro; 1 milhão de desempregados por causa de uma economia de bens não transacionáveis que destruiu a economia real e produtiva do país e foi inventada por Cavaco e terminada em glória por Sócrates.

«Diogo Sampaio» no Facebook >> Agora concordo consigo, de facto ainda existem muitos oportunistas que nos levam a cair na demagogia. Estou para ver como vão ser os próximos meses, espero que sejam feitas alterações favoráveis aos mais carenciados. Portugal esta a seguir uma estrada com muitas pedras. Mas como dizia Fernando Pessoa, "Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo…"

«Albertino Amaral» no Facebook >> O que mais me dói, é a impunidade dos responsáveis por esta situação.....Miserável justiça a nossa...

«Diogo Sampaio» no Facebook >> Verdade

«Mário Jerónimo» no Facebook >> Se o sr Rui Moreira disse...

«Manuel Rocha» no Facebook >> Tudo se diz para se estar no poleiro... depois... (farinha do mesmo saco)

«Zé Zen» no Facebook >> Inventou a pólvora David. Não é o único. Abraço ;)

{#emotions_dlg.star} “A cultura tem que ser simultaneamente popular e cosmopolita.”

{#emotions_dlg.star} “O Teatro Rivoli tem que voltar a ser o teatro municipal.”



Publicado por Tovi às 22:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Outubro 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Posts recentes

Rui Moreira "partiu a loi...

Rui Moreira vai a julgame...

Sondagens para as Preside...

Análise à forma como o No...

Portugal, Norte e Área Me...

Ouvido da boca de Rui Mor...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus