"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 5 de Julho de 2020
COVID-19 – Relatório de Situação

96_dgs_boletim_20200606-page-002.jpgSigo diariamente o Relatório de Situação - informação publicada pela DGS / COVID-19 – e com os dados disponibilizados atualizo alguns gráficos que nos dão uma visão da evolução da pandemia, não só em Portugal mas também nas regiões Norte e Lisboa e Vale do Tejo. Ainda não tenho a informação de hoje… Mas as notícias são preocupantes. O que se passará?

12h58 de hoje - O Instituto Politécnico da Guarda suspendeu os exames presenciais, transferindo-os para as plataformas digitais, após ter conhecimento da existência de estudantes infetados com covid-19. "A decisão deve-se às informações transmitidas, sábado à noite, pela Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda de que há estudantes do IPG que testaram positivo à covid-19, tendo oito ficado internados no hospital por não terem nos respetivos alojamentos condições para estarem em isolamento durante o período de quarentena", refere o IPG, em comunicado enviado à agência Lusa.

13h25 de hoje - Mais três pessoas morreram com covid-19, entre sábado e este domingo, em Reguengos de Monsaraz, na sequência do surto que terá tido origem no lar de idosos. No total, já morreram 12 pessoas naquele concelho alentejano.

14h18 de hoje - Há quase um mês que a Direção-Geral da Saúde (DGS) não reporta novos infetados com covid-19 no Porto, em Matosinhos, em Gondomar e na Maia no relatório de situação diário. Desde o dia 9 de junho que o número de casos confirmados não sofre alteração, apesar de os hospitais de S. João (Porto) e de Pedro Hispano (Matosinhos) confirmarem o tratamento de novos doentes com residência naqueles concelhos.

 


COVID-19 Norte 05jul2020.jpg



Publicado por Tovi às 14:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Junho de 2020
Assim vai o COVID-19 por cá

COVID-19 Norte 225jun2020.jpg

COVID-19 Caracterização clínica 25jun.jpg



Publicado por Tovi às 14:11
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 21 de Junho de 2020
Offshore... essa coisa esquisita

offshore.jpeg

Por cá as offshore são perfeitamente toleradas, ao que eu entendo… mas porquê?... alguém me sabe dizer? Desde já agradecido pelos vossos doutos esclarecimentos.

 

   Comentários no Facebook

Nuno Matos Pereira - É fácil! O comum mortal não sabe o que é uma offshore, e quado sabe, fica sem o graveto! Já outros até agilizam leis para o dinheiro regressar a Portugal... Lavadinho!

Jose Bandeira - O que são as offshores senão máquinas de lavar dinheiro?

Joaquim Figueiredo - Vou abrir as hostilidades. Declaração de princípio, sou anti off shores. A criação de off shores aconteceu porque seria uma forma de captar investimento estrangeiro com alguns benefícios e o cumprimento de algumas regras, entre as quais a criação de emprego. É-lhes atribuído um estatuto fiscal favorável e o dinheiro que circula deve ser limpo. Todos os benefícios foram cumpridos, as regras não. E o dinheiro que circula não é todo limpo. Porque há os expert a saber contornar a lei e bancos a ajudar...

Da Silva Carvalho José - ÁTão Felizménia, tá-se mesmo a bêre, 🤔  É quando o choro pára, eles é dizem off 🤣

David Ribeiro - Segundo dizem Portugal é o terceiro país da União Europeia com mais riqueza em paraísos fiscais, estimando-se este desvio em cerca de 50 mil milhões de euros entre 2001 e 2016. E, ao que parece, poucos portugueses se insurgem com isto… mas eu ainda me recordo de não há muito tempo e a propósito de um mediático processo urbanístico, Rui Moreira ter lembrado aos portuenses que tem “vida, história e negócios” na sua cidade, “bem conhecidos e não dissimulados em offshores”. E quantos empresários e/ou políticos do Norte poderão afirmar o mesmo?

Mario Ferreira Dos Reis - Gostaria de saber o que o IL diz sobre os Off Shore, é que, ou eu não estava atento ou ainda não disseram nada!

David Ribeiro – Não sei o que o IL diz sobre a matéria, Mário Ferreira Dos Santos, mas recentemente o nosso Parlamento aprovou, na generalidade, uma proposta de lei do Governo que transpõe uma diretiva europeia sobre prevenção da utilização do sistema financeiro para branqueamento de capitais ou de financiamento do terrorismo. Esta mesma lei faz igualmente a transposição da diretiva relativa ao combate ao branqueamento de capitais através do direito penal. E este diploma foi aprovado pelo PS, PSD, CDS, BE, PAN e pela deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira e teve a abstenção do PCP, PEV e Iniciativa Liberal.

David Ribeiro – E recentemente…
Offshore ajudas Covi-19.jpg

Celestino Neves - Sobre o silêncio dos nossos políticos-administradores de insolvência do País relativamente às 'offshore' ocorre-me apenas uma explicação simples: "quem não 'shora' não mama e eles têm de continuar a mamar... Mas que já vai sendo tempo de darem um pouco de descanso ao úbere da vaca e passarem à 'teta' do boi, lá isso vai!

Jorge Veiga - Não tenho dinheiro suficiente para saber o que é um Off Choras. Por isso remeto a resposta para Lisboa (é mais fácil encontrar quem saiba por % de mil habitantes).

Jose Luis Soares Moreira - Salvemos Portugal dos lobos



Publicado por Tovi às 09:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 17 de Junho de 2020
O incêndio de Pedrógão foi há exatamente três anos

800.jpg

   Paula Santos, Diretora-adjunta do Expresso

Ao todo morreram 66 pessoas, nove eram crianças. O incêndio começou num sábado à hora do almoço sem que ninguém o travasse nas horas que se seguiram. Galgou muros, ruas, atravessou casas, espalhou-se pela floresta e pelo mato, apanhou tudo e todos de surpresa e alimentou-se de falhas de outros tantos. A começar pelos serviços de emergência e segurança, sob alçada do Estado.



Publicado por Tovi às 11:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 1 de Junho de 2020
Desconfinar... mas com cuidado

coronavirus-covid-4.jpg

Estamos a entrar na terceira fase de desconfinamento, mas o que sabíamos sobre o vírus SARS-CoV-2 no início da pandemia é o que sabemos hoje, ou seja, quase nada. E até podemos entrar numa “segunda vaga” a saber o mesmo. Por isso é fundamental ter CUIDADO, descartando obviamente um medo aterrador mas também evitando uma “descontração” que nos pode vir a ser fatal. Dizia há uns dias um amigo meu: “Mais vale sobrar meia pipa que faltar um quartilho”.

 

   Dados atualizados ao dia de ontem

norte 31mai.jpg

mundo 31mai.jpg



Publicado por Tovi às 07:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 7 de Maio de 2020
Segurança Social a "rebentar pelas costuras"

sc.jpg

Felizmente nos últimos dois meses não se registou em Portugal o colapso do sistema nacional de saúde, mas vendo o que está a acontecer esta semana o mesmo não se pode dizer da Segurança Social. O próprio primeiro-ministro já se viu obrigado a defender na praça pública a ministra do Trabalho: “cento e oitenta e sete anos seria o tempo que a Segurança Social levaria a processar os pedidos de apoio extraordinário que chegaram em mês e meio se o fizesse ao ritmo do tempo pré-pandemia”, mas sendo fácil de acreditar que tem havido uma enorme “pressão extraordinária” sobre a máquina do Estado, não nos podemos esquecer que uma das funções de qualquer executivo ministerial é prever as situações e antecipadamente minimizar os efeitos negativos de uma maior carga de trabalho.



Publicado por Tovi às 10:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 6 de Maio de 2020
O Estado vai ser a salvação

covid-1.jpg

Sem querer ser alarmista, mas tentando ser o mais racional possível, estou em crer que os danos colaterais da pandemia deste novo coronavírus que nos tem atormentado, acabarão por empobrecer uma considerável parte dos portugueses. Ouvimos todos os dias falar de empresas a pedirem ajuda, seja por meio do lay-off ou mesmo por empréstimos a fundo perdido, sindicatos a exigirem subsídios de desemprego a quem está sem trabalho, e todos terão razão para “estenderem a mão de pedinte” a um Estado que num passado recente alguns gostavam de ver “menos Estado”, mas que nas horas de aflição terá que ser a salvação. Haja no Governo da Nação (este ou outro que lhe venha a suceder) quem tenha “tininho” nestes próximos amargos tempos que se avizinham… e já agora, que a oposição não seja tonta.

 

 Previsões de Bruxelas apontam para queda do PIB de 6,8% em Portugal

As primeiras projeções da Comissão Europeia, já tendo em conta o impacto económico do coronavírus, estimam para Portugal no ano de 2020, uma recessão de 6,8%, um valor negativo, mas ainda assim menos grave do que as previsões do Fundo Monetário Internacional, que já tinha antecipado uma contração de 7,5% na zona Euro e de 7,1% no conjunto da União. A Comissão Europeia acredita que Portugal pode recuperar 5% já em 2021.



Publicado por Tovi às 09:39
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 5 de Maio de 2020
Donald Trump e a origem do surto do novo coronavírus

95613708_3205861619447069_688192264924561408_n.jpg

O presidente dos Estados Unidos da Amérca afirmou recentemente que viu provas que lhe dão "um alto grau de confiança" de que o covid-19 foi produzido num instituto de virologia em Wuhan, na China, mas recusou-se a entrar em pormenores. No entanto esta declaração contradiz aquilo que terá sido apurado pelos serviços secretos americanos, cujo diretor, algumas horas antes desta declaração de Trump, anunciou esta a ser feito um "exame rigoroso" sobre o que esteve na origem do surto de coronavírus, acrescentando que ainda não existem conclusões. Outras fontes, citadas pela estação de televisão CNN, garantem não haver qualquer teoria comprovada sobre o facto de a pandemia ter tido origem num acidente de laboratório ou através de animais. Ainda assim, questionado sobre se tem informações se o surto é de origem laboratorial, Donald Trump disse: "Sim, eu tenho." Mas sobre o grau de fiabilidade dessa informação, respondeu: "Não lhe posso dizer isso. Não tenho permissão para lhe dizer isso."

 

   COVID-19 - Dados da WHO ao dia de ontem
mundo 4mai.jpg

  COVID-19 - Situação em Portugal e na Região Norte em 5mai2020

25702 casos confirmados (15199 na Região Norte)
1074 mortos (613 na Região Norte)

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), registaram-se na Região Norte nas últimas 24 horas mais 4 mortes, o número mais baixo das últimas semanas, sendo preciso recuar a 21 de março para encontrar um valor inferior. Mas a má notícia é que o boletim epidemiológico da DGS indica que houve, pela primeira vez, um óbito abaixo dos 30 anos. Até agora, todas as vítimas mortais da pandemia no país tinham mais de 40, sendo que a esmagadora maioria (87%) tinha mais de 70.
norte 5mai.jpg



Publicado por Tovi às 10:32
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 28 de Abril de 2020
Lei de Bases da Proteção Civil

Já se fala em Declaração de Calamidade... vejam o que diz a Lei sobre esta matéria:

sem nome.png

Lei de Bases da Proteção Civil
4ª versão - a mais recente (Lei n.º 80/2015, de 03ago)

Artigo 3.º - Definições de acidente grave e de catástrofe
1 - Acidente grave é um acontecimento inusitado com efeitos relativamente limitados no tempo e no espaço, suscetível de atingir as pessoas e outros seres vivos, os bens ou o ambiente.

2 - Catástrofe é o acidente grave ou a série de acidentes graves suscetíveis de provocarem elevados prejuízos materiais e, eventualmente, vítimas, afetando intensamente as condições de vida e o tecido socioeconómico em áreas ou na totalidade do território nacional.

Artigo 8.º - Alerta, contingência e calamidade
1 - Sem prejuízo do caráter permanente da atividade de proteção civil, os órgãos competentes podem, consoante a natureza dos acontecimentos a prevenir ou a enfrentar e a gravidade e extensão dos seus efeitos atuais ou expectáveis: a) Declarar a situação de alerta; b) Declarar a situação de contingência; c) Declarar a situação de calamidade.

(…)
4 - A declaração de situação de alerta, de situação de contingência e de situação de calamidade pode reportar-se a qualquer parcela do território, adotando um âmbito inframunicipal, municipal, supramunicipal, regional ou nacional.

Artigo 9.º - Pressupostos das situações de alerta, contingência e calamidade
1 - A situação de alerta pode ser declarada quando, face à ocorrência ou iminência de ocorrência de algum ou alguns dos acontecimentos referidos no artigo 3.º, é reconhecida a necessidade de adotar medidas preventivas e ou medidas especiais de reação.

2 - A situação de contingência pode ser declarada quando, face à ocorrência ou iminência de ocorrência de algum ou alguns dos acontecimentos referidos no artigo 3.º, é reconhecida a necessidade de adotar medidas preventivas e ou medidas especiais de reação não mobilizáveis no âmbito municipal.
3 - A situação de calamidade pode ser declarada quando, face à ocorrência ou perigo de ocorrência de algum ou alguns dos acontecimentos referidos no artigo 3.º, e à sua previsível intensidade, é reconhecida a necessidade de adotar medidas de caráter excecional destinadas a prevenir, reagir ou repor a normalidade das condições de vida nas áreas atingidas pelos seus efeitos.

Artigo 13.º - Competência para declaração de alerta
1 - Cabe ao presidente da câmara municipal declarar a situação de alerta de âmbito municipal.

2 - Cabe à entidade responsável pela área da proteção civil, ou à respetiva entidade nas regiões autónomas, declarar a situação de alerta, no todo ou em parte do seu âmbito territorial de competência, precedida da audição, sempre que possível, dos presidentes das câmaras municipais dos municípios abrangidos.

Artigo 14.º - Ato e âmbito material de declaração de alerta
1 - O ato que declara a situação de alerta reveste a forma de despacho e menciona expressamente: a) A natureza do acontecimento que originou a situação declarada; b) O âmbito temporal e territorial; c) Os procedimentos adequados à coordenação técnica e operacional dos serviços e agentes de proteção civil, bem como dos recursos a utilizar; d) As medidas preventivas a adotar adequadas ao acontecimento que originou a situação declarada.

2 - A declaração da situação de alerta determina o acionamento das estruturas de coordenação institucional territorialmente competentes, as quais asseguram a articulação de todos os agentes, entidades e instituições envolvidos nas operações de proteção e socorro.
3 - A declaração da situação de alerta determina ainda o acionamento das estruturas de coordenação política territorialmente competentes, as quais avaliam a necessidade de ativação do plano de emergência de proteção civil do respetivo nível territorial.
4 - A declaração da situação de alerta determina uma obrigação especial de colaboração dos meios de comunicação social, em particular das rádios e das televisões, bem como das operadoras móveis de telecomunicações, com as estruturas de coordenação referidas nos n.os 2 e 3, visando a divulgação das informações relevantes relativas à situação.

Artigo 16.º - Competência para declaração de contingência
A declaração da situação de contingência cabe à entidade responsável pela área da proteção civil no seu âmbito territorial de competência, precedida da audição, sempre que possível, dos presidentes das câmaras municipais dos municípios abrangidos.

Artigo 19.º - Competência para a declaração de calamidade
A declaração da situação de calamidade é da competência do Governo e reveste a forma de resolução do Conselho de Ministros.



Publicado por Tovi às 08:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Abril de 2020
Assalto violento travado pela Polícia Municipal

515c668a-2213-46f2-97e8-3fada27ff9e1.jpg

A Polícia Municipal do Porto deteve esta noite dois assaltantes do supermercado Continente na Rua Serpa Pinto. Os agentes da PM, que são oriundos da Polícia de Segurança Pública e estão destacados no contingente municipal, agiram em contexto de flagrante delito. O assalto deu-se com uma carrinha furtada que entrou pela montra do supermercado. Agentes da Polícia Municipal em patrulha, detiveram os dois assaltantes envolvidos que foram entregues ao cuidado da PSP. O trânsito na rua Serpa Pinto esteve temporariamente cortado, entre as 23h30 e as 0h30, por esse motivo. O supermercado possui uma caixa multibanco junto à entrada, desconhecendo-se se era esse o alvo dos assaltantes.

 

 COVID-19 - Situação em Portugal e Região Norte

22797 casos confirmados (13707 na Região Norte)
854 mortos (491 na Região Norte)
No Norte de Portugal as melhoras não são muitas… o vírus ainda está para durar.
norte 24abr.jpg



Publicado por Tovi às 09:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 23 de Abril de 2020
Os desafios do pós-COVID-19

mw-860.jpg

Os desafios do pós-COVID-19 não serão apenas económicos, financeiros ou sociais, serão também políticos. Muito provavelmente vamos ter que alterar a maneira de compreendermos o ambiente, conceber novas instituições que garantam a investigação das grandes incógnitas da ciência virológica, mas também teremos que desencorajar, ou até proibir, o aparecimento de areia na engrenagem das máquinas das nossas vidas. Assim uma das tarefas políticas será a de se perder o medo de exercer controlo sobre os empresários, sejam eles de que áreas forem, compartilhando-se as agências governamentais e universidades com empresas ou laboratórios onde se criem as necessárias inovações tecnológicas. O caso da dependência da China, para o abastecimento de equipamento hospitalar, da esmagadora maioria dos países é qualquer coisa que devemos prevenir no futuro. Mas para tudo isto o que é fundamentalmente necessário?... O fim de políticos e empresários corruptos, uma “raça” que nos tem atormentado e com custos sociais enormes.

  Comentários no Facebook

Jose Riobom - Tudo quimeras, tudo sonhos... para tal desiderato muito sangue teria que correr nas ruas. Não bastaria precaver o futuro sem se apagar completamente o passado. O regime de 25 anos de pena máxima teria que acabar. Os crimes económicos teriam que ser equiparados a crimes de sangue. Os crimes de abuso de funções públicas severissimamente punidos. Passar simplesmente um pano pelo passado. Nunca ..... O futuro que não julgar o passado alguma coisa poderá mudar, para que, como sempre, tudo fique na mesma com os mesmos de sempre. Faça-me um favor não insulte a minha inteligência...

David Ribeiro - Lá está, Jose Riobom... "teremos que desencorajar, ou até proibir, o aparecimento de areia na engrenagem das máquinas das nossas vidas."

Jose Riobom - David Ribeiro mas isso conduzirá a uma ditadura... não tenhas ilusões e necessariamente à pena de prisão perpétua ou até à de morte. Ou haverá dúvidas que estamos perante um genocídio? Um estado que descuida os seus cidadãos em favor de interesses privados é um estado assassino, um estado criminoso. Um estado que descuida os seus cidadãos para valer aos interesses bancários privados é um estado criminoso, um estado assassino, um estado criminoso. Um estado que solta criminosos e detém cidadãos nas ruas é um estado criminoso. Tenho pena, lamento por mim e pelos pobres e pelos que morreram que não haja uma consciência cidadã especializada em direitos do homem que os leve ao tribunal de Haia acusados de genocídio.

David Ribeiro - As proibições não são exclusivo das ditaduras... seja a "proibição" em favor do Povo e é perfeitamente legitimada. O "é proibido proibir" deu mau resultado, apesar de nos parecer (a mim, à época, até pareceu) o máximo da Liberdade.

Nuno Moreira - Das melhores coisas que escreveste! Passa por aí a solução, e este é o momento.

João Pedro Maia - Amanhã é um dia muito importante.

Rogerio Parada Figueiredo - Essa poderá ser a parte mais complicada do problema! Seria bom acordar essa gentinha para a realidade!

 

  COVID-19 - Situação em Portugal e Região Norte

22353 casos confirmados (13382 na Região Norte)
820 mortos (475 na Região Norte)
Dizia eu ontem que no Norte de Portugal estávamos numa tendência de descida no número de mortes por dia… mas hoje voltamos a números elevados, prova provada que não podemos baixar a guarda, até porque deste vírus ainda sabemos pouco.
norte 23abr.jpg



Publicado por Tovi às 08:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Abril de 2020
Regressar a um «Estado de Natureza»

94419323_10217117774884374_6068907381884977152_o.j

Alvin Toffler escreveu isto no início do século XXI, na sua obra "Choque do Futuro"... e continua a ter carradas de razão.

  Comentários no Facebook

Ana Alyia - Já acabou de ler David Ribeiro? Gostou?

David Ribeiro - Ainda não acabei, Ana Alyia... mas é uma visão demasiado "americana" para o meu gosto.

Ana Alyia - David Ribeiro sim é verdade também concordo. Ainda assim acho que vale a pena ser lido. Algumas partes têm uma visão que nos faz pensar, refletir... Há outra obra dele que também merece ser lida (na minha opinião): a terceira vaga

 

   COVID-19 - Stuação em Portugal e Região Norte

21982 casos confirmados (13150 na Região Norte)
785 mortos (454 na Região Norte)
Tudo leva a crer que no Norte de Portugal estamos já numa tendência de descida no número de mortes por dia, mas não podemos baixar a guarda, que deste vírus ainda sabemos pouco.
norte 22abr.jpg



Publicado por Tovi às 08:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 19 de Abril de 2020
Dias difíceis

554d-2280-4565-9469-51e9ebcb0b85.jpg

Já está na hora de se começar a pensar seriamente nas medidas que teremos de adotar para reduzir os impactos da COVID-19 sobre a economia. Durante o isolamento social, seguramente necessário numa primeira fase da pandemia, houve vários choques de opinião da sociedade civil portuguesa, cada um a opinar sobre a melhor abordagem para enfrentar o dia seguinte à quarentena, apesar de eu considerar que ainda é cedo para medir o verdadeiro impacto da pandemia na economia portuguesa e até europeia. Assim sendo, não será tarefa fácil decidir com uma certeza absoluta quais as medidas que terão de ser adotadas pelo Terreiro do Paço no sentido de minimizar os impactos da COVID-19 na economia dos portugueses, muitos deles a precisarem já de desenvolver uma qualquer atividade no dia-a-dia para terem algum tipo de receita que lhes garanta a subsistência. Não vamos ter dias fáceis no futuro próximo… mas até os dias difíceis acabam, mais tarde ou mais cedo.

 

   Situação em Portugal e Região Norte

20206 casos confirmados (12143 na Região Norte)
714 mortos (409 na Região Norte)
COVID19 PortNorte 19abr.jpg



Publicado por Tovi às 07:37
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 18 de Abril de 2020
Açorda de Camarão

Nestes dois últimos dias sobrou muito pão cá em casa… vai daí hoje ao almoço fiz AÇORDA DE CAMARÃO. A receita “roubei-a” na NET à Rute Marques e vem publicada na página da Pescanova.

   Receita para 2 pessoas; tempo de preparação à volta de 30 minutos

DSCF7075_(2).jpg

Ingredientes: 1 emb. de Miolo de Camarão Gigante 15/30 Pescanova; Sal q.b.; 3 dentes de alho e 1 cebola; Pão de véspera (3 carcaça de bicos); Coentros; Azeite q.b.; Sal e pimenta q.b.; Piripíri Flocos q.b.; 1 Ovo.

Preparação:
1. Coloque meio litro de água a ferver numa panela com um pouco de sal e o miolo de camarão e deixe-o a cozer apenas durante um minuto. Retire-o e reserve esta água.
2. Depois de escorrido, disponha o miolo de camarão numa frigideira com azeite e alho laminado fresco. Saltei-o com piripíri em flocos, um pouco de pimenta e reserve.>
3. À parte, numa panela refogue uma cebola média picada num pouco de azeite, junte o miolo de camarão salteado, os coentros previamente picados e incorpore as carcaças de bicos previamente cortadas aos pedaços, adicionando gradualmente a água fervida do miolo de camarão enquanto mexe, até que o pão comece a ficar mole.
4. Após ter envolvido tudo, retire do lume, coloque num recipiente de barro se possível, caso contrário pode ser na própria panela ou noutro recipiente.
5. Abra um ovo e coloque-o inteiro no preparado. Mexa energeticamente e sirva de imediato.

 

O “planalto” já se prolonga há demasiado tempo na Região Norte…

...esperemos melhores dias. Mas o que me irrita é que já se lançam foguetes pelos indicadores nacionais, esquecendo-se que pelo NORTE a coisa ainda está negra… apesar do gigantesco esforço dos autarcas desta Região.
Captura de Ecrã (131).png



Publicado por Tovi às 13:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 15 de Abril de 2020
Indústria e densidade explicam mortes no Norte

Captura de Ecrã (118).png

No JN de hoje, em artigo assinado por Alexandra Figueira, analisa-se porque é que com pouco mais de um terço dos habitantes do país e uma população menos envelhecida do que o Centro e o Alentejo, a Região Norte sozinha tem mais mortes e infetados com Covid-19 do que a soma do resto do país. As principais razões são a industrialização, a densidade populacional e a estrutura familiar e etária, avançam os diretores das faculdades de Medicina do Porto, Altamiro da Costa Pereira, e do Minho, Nuno Sousa. (…) Uma das principais causas é o peso que o emprego no setor da indústria tem no Norte. Quase metade do emprego industrial está no Norte, mais do que no Centro (24%) e muito acima de Lisboa (17%) ou nas restantes regiões do país. "Uma indústria não pode funcionar em teletrabalho", diz Nuno Sousa. Ao contrário dos serviços, que empregam a larga maioria dos trabalhadores de Lisboa (muitos em organismos públicos, em teletrabalho) ou no Algarve (onde domina o turismo, um dos setores que mais usou o lay-off). (…) Acresce o contacto próximo com Espanha, que fez disparar as infeções em locais como Bragança.

Notícia completa aqui

 

   Situação em Portugal e Região Norte

18091 casos confirmados (10751 na Região Norte)
599 mortos (339 na Região Norte)
COVID19 PortNorte 15abr.jpg



Publicado por Tovi às 10:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts recentes

COVID-19 – Relatório de S...

Assim vai o COVID-19 por ...

Offshore... essa coisa es...

O incêndio de Pedrógão fo...

Desconfinar... mas com cu...

Segurança Social a "reben...

O Estado vai ser a salvaç...

Donald Trump e a origem d...

Lei de Bases da Proteção ...

Assalto violento travado ...

Os desafios do pós-COVID-...

Regressar a um «Estado de...

Dias difíceis

Açorda de Camarão

Indústria e densidade exp...

Mais um disparate da TVI

Estou farto das fantástic...

Ópera Rock Jesus Christ S...

Situação do COVID-19... e...

Assim vai a nossa luta co...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus