"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 24 de Janeiro de 2021
Eleições Presidenciais Portuguesas

eleies-presidenciais-2021-debate-com-todos-os-cand

Votei esta manhã (Escola Rodrigues de Freitas, por volta das 9h30 - 4 minutos na fila) em circunstâncias de grande cuidado, para evitar ao máximo uma eventual contaminação pelo vírus SARS-CoV-2, mas dou comigo a pensar que continuo a ter as maiores dúvidas que a nossa Constituição não permitisse o adiamento deste ato eleitoral. Veremos qual será a abstenção e se esta for elevadíssima teremos um resultado destorcido e perverso da realidade democrática portuguesa.

 

    13h09 de hoje
A afluência às urnas para a eleição do próximo Presidente da República situava-se, até às 12h00 de hoje, nos 17,07%, segundo dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna. Nas últimas eleições presidenciais, em 24 de janeiro de 2016, e à mesma hora, a afluência às urnas foi de 15,82%.

    17h03 de hoje
Até às 16h tinham votado 35,44%, uma afluência acima de 2011, mas já pior do que em 2016.

 

    Resultado final (provisório - falta apurar 3 Consulados)
PRESIDENCIAIS Resultado final .jpg

   
Os comunistas saem sempre vencedores… João Ferreira venceu a Liga dos Últimos.
Liga dos últimos.jpg



Publicado por Tovi às 10:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 23 de Janeiro de 2021
Sondagens para as Presidenciais2021
Foram ontem conhecidas três sondagens para o ato eleitoral de amanhã.

    Aximage (para o JN, DN e TSF)
Marcelo Rebelo de Sousa – 59,7%
Ana Gomes – 15,4%
André Ventura – 9,7%
João Ferreira – 5,0%
Marisa Matias – 4,3%
Tiago Mayan – 3,3%
Tino de Rans – 1,5%
 
    ISCTE/ICS (para SIC e Expresso)
Marcelo Rebelo de Sousa – 58,0%
Ana Gomes – 14,5%
André Ventura – 12,5%
João Ferreira – 6,0%
Marisa Matias – 6,0%
Tiago Mayan – 2,0%
Tino de Rans – 1,0%
 
   Eurosondagem (para Porto Canal e SOL)
Marcelo Rebelo de Sousa – 61,8%
Ana Gomes – 13,6%
André Ventura – 10,0%
João Ferreira – 4,6%
Marisa Matias – 6,0%
Tiago Mayan – 2,1%
Tino de Rans – 1,7%
 
   Evolução das sondagens nos últimos dois meses

Presidenciais2021 22jan2021.jpg

 

    ´Bora lá todos votar, antes que...
captura-de-ecrc3a3-2012-01-24-c3a0s-19-26-38.png



Publicado por Tovi às 07:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2021
Falou-se de Regionalização

tsf.jpg

Os candidatos à presidência participaram ontem, segunda-feira, num debate radiofónico em simultâneo na TSF, Antena 1 e Renascença. Só André Ventura esteve ausente, alegando motivos de agenda.

 

   JN, 09h26 de 18jan
Ana Gomes abordou, de seguida, o tema da regionalização, recordando que, apesar de estar inscrita na Constituição, esta ainda não conheceu "passos decisivos", responsabilizando Marcelo por isso mesmo.
Em resposta, o presidente recandidato lembrou que essa temática está dependente de um referendo e que este é "iniciativa do Governo ou do Parlamento". Ana Gomes insistiu que Marcelo está a "boicotar" o processo, levando Marcelo a esclarecer: o papel do chefe de Estado não é criar "obstáculos" a essa questão, pelo que aceitará sempre convocar o referendo ou rever a Constituição para eliminar a necessidade dessa consulta, caso seja essa a vontade dos partidos.
João Ferreira lembrou que o PCP apresentou, recentemente, uma proposta para calendarizar a regionalização e acelerar o processo, e que foi rejeitada pelo Parlamento. Marisa Matias deseja o referendo e afirmou que a regionalização pode ajudar a diminuir a pobreza, lembrando também que Marcelo disse, em tempos, que este processo seria um "erro irreversível".
Tiago Mayan assumiu-se como partidário da regionalização. No entanto, defendeu que a discussão sobre a regionalização "está sempre inquinada", já que o "estado central nunca discute aquilo de que quer abdicar". Vitorino Silva também disse ser favorável à regionalização - vincando, contudo, a necessidade de um referendo.



Publicado por Tovi às 07:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 17 de Janeiro de 2021
Presidenciais - Voto antecipado

presidenciais 17jan aa.jpg
Mais de 246 mil eleitores pediram para votar antecipadamente este domingo, uma semana antes das presidenciais de 24 de janeiro.

 

  10h11 JN - Marco Gomes queria ser o primeiro a votar no Porto, mas houve alguém que teve ideia igual. Apanhou fila na assembleia de voto instalada no pavilhão do Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores da Câmara do Porto, na rua Alves Redol, na Invicta. "Havia alguma fila, mas andou", disse Marco Gomes ao JN, momentos depois de votar. "Agora há mais gente à espera, do lado de fora do pavilhão, mas quando cheguei ainda havia poucos" eleitores. A votar antecipadamente em tempo de pandemia, Marco Gomes considera que o vírus não é desculpa para faltar às eleições. "Senti-me seguríssimo. Está tudo muito bem organizado, com marcações no exterior, com sentidos de entrada e saída, e entradas controlada para o interior", acrescentou.
voto antecipado bb.jpg

 

  10h13 JN - Algumas dificuldade em organizar as filas e manter o distanciamento no exterior da escola Augusto Gomes, em Matosinhos. No interior, a votação decorre de forma ordeira, numa altura de grande afluência.

 

  10h20 JN - Idílio Viana de Viana do Castelo votou, este domingo, pela primeira vez antes do tempo. Foi um dos 1407 eleitores que pediram voto antecipado para as eleições presidenciais naquele municípios. E foi dos primeiros a votar, logo pela manhã, no Pavilhão de Santa Maria Maior, um novo local com mais espaço, precisamente por causa da maior afluência.

 

  10h46 JN - Em Braga, com mais de seis mil pessoas de todos os distritos do país registadas para votar este domingo, formam-se filas para entrar na assembleia de voto.

 

  11h06 JN - Funcionários da câmara medem a temperatura à entrada [na Escola Básica Júlio Dinis] e encaminham os eleitores para a respetiva fila, por ordem alfabética. A impressão que fica é que grande parte dos eleitores inscritos em Gondomar optaram por vir exercer o seu direito de voto antecipado durante a manhã. As distâncias de segurança estão a ser cumpridas mas afiguram-se tempos de espera consideráveis. Em Gondomar estão inscritos para votar hoje cerca de seis mil pessoas.

 

   11h43 LUSA -  A votação antecipada das eleições presidenciais, que decorrer desde as 08h00 de hoje, está a ter boa afluência e não se registou qualquer incidente, refere João Tiago Machado, da Comissão Nacional de Eleições. Apesar das longas filas em muitos locais de voto.

 

  13h02 JN - O processo de voto antecipado em mobilidade é mais demorado do que o voto tradicional, porque implica que o boletim seja guardado em dois envelopes, para garantir o sigilo.

 


Pelas 15h30 passeio pelo local de voto na Invicta (Centro Cultural e Desportivo dos Trabalhadores da Câmara do Porto) para ver como corriam as coisas… e encontrei o Presidente Rui Moreira na fila para votar, ao fundo da rua de Cervantes, quase junto à travessa de Salgueiros. A fila sobe pela Alves Redol, vai pela Damião de Góis e desce pela Rua de Cervantes. "A fila vai até lá ao fundo, a que horas vou sair daqui?" - era o que mais se ouvia.



Publicado por Tovi às 10:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021
Presidenciais em Portugal e as Cowboyadas nos USA

137513934_10218935315801761_6421636879789898587_n.

Partilhado à má fé… ou seja, sem ter pedido autorização à autora do texto.




Publicado por Tovi às 07:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021
É absolutamente impensável eleições assim

covid.jpg

A Câmara Municipal do Porto (e provavelmente as outras também) recebeu um documento da Direção-Geral da Saúde, em que é indicado às câmaras municipais a composição dos kits de equipamentos de proteção individual para o levantamento do voto de pessoas confinadas, implicando a sua substituição em cada visita domiciliária. Isto vai obrigar, além de gastos associados, a que as equipas voluntárias com esta tarefa se desloquem, por cada visita, às instalações do Batalhão de Sapadores do Porto para proceder à troca de equipamentos, porque não o podem fazer na via pública. Rui Moreira gostaria que a diretora da DGS nos explicasse como pode isto ser feito… e se houver por aqui alguém que saiba como será possível, eu e muitos outros ficaríamos agradecidos.

 

    Comentários no Facebook
Oscar Felgueiras - Espectacular... quase tão bom como o homem das compotas da dgs
Jorge Veiga - que tal levarem uma tenda de campismo para trocarem as vestimentas? A tenda também ia para o lixo claro, mas entretanto comiam um pãozinho com compota de qualquer coisa.
Mario Ferreira Dos Reis - Nem o Super Homem conseguiria, apesar da prática que tem em tirar a gravata e pôr o pijama!
David Riibeiro - Segundo a informação dada pela DGS às Câmaras Municipais a composição dos kits de equipamentos de proteção individual (EPI) para o levantamento do voto de pessoas confinadas, deverão constar de máscara, viseira, batas, luvas, solução à base de álcool, além da obrigatoriedade do cumprimento de regras de colocação e remoção dos EPI rigorosas, implicando a sua substituição a cada nova visita domiciliária. A malta do Terreiro do Paço nem diz o que sabe nem sabe o que diz.

 

    Marcelo tem Covid-19 e está assintomático
Teste rápido da manhã  de ontem deu negativo, enquanto o PCR feito posteriormente deu positivo. O Presidente foi informado pelas 21h40 de segunda-feira.



Publicado por Tovi às 00:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2021
Primeiras sondagens do ano da Pitagórica

   Se as Legislativas fossem hoje
Partido Socialista lidera com uma vantagem de perto dos 15 pontos percentuais sobre o PSD.
Sondagens 08jan2021.jpg

 

   Presidenciais 2021
Uma clara indicação da reeleição de Marcelo Rebelo de Sousa (67,9%) e um empate no segundo lugar para Ana Gomes e André Ventura (11,4%).
Presidenciais2021 07jan2021.jpg



Publicado por Tovi às 11:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 5 de Janeiro de 2021
Debate das presidenciais - Marcelo vs Tiago Mayan

marcelo tiago.png

Este debate do passado domingo à noite, entre os candidatos presidenciais que teoricamente disputam o mesmo eleitorado (de direita), não me pareceu que tenha sido mais do que um claro confronto entre um (inesperado?) defensor do Estado Social ‘tout court’ e um paladino do Estado Liberal que não me parece pretender mesmo ser mais do que isso. E se, como já alguém disse, a missão da candidatura da Iniciativa Liberal nestas eleições não é ganhá-las mas evitar que André Ventura sugue todo o voto à direita de Marcelo, então eu estou com Tiago Mayan.

 

   Evolução das sondagens - Presidenciais2021
Presidenciais2021 04jan2021.jpg



Publicado por Tovi às 07:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2020
Está a ficar bravo o Presidente da República

...mas é capaz de vir um pouco tarde, não acham?

Anotação 2020-12-22 101138.jpg
  Toda a notícia aqui



Publicado por Tovi às 10:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2020
Fundamentos de um apoio convicto

Como já por várias vezes por aqui afirmei eu não morro de amores por Marcelo Rebelo de Sousa... mas Raul Almeida tem carradas de razão no que diz neste seu artigo no Jornal Económico.

Anotação 2020-12-17 160146.jpg

Em face de quatro candidatos que, de diferentes formas, se afirmam pela divisão, a recandidatura de Marcelo representa exactamente o oposto. Mais do que nunca, o país precisa de estabilidade e unidade.
Aproximamo-nos das eleições presidenciais, num momento crítico para a nossa vida colectiva. A crise pandémica em que nos encontramos imersos pode desencadear uma cascata de outras crises, que terão sempre um impacto superlativo num país frágil como o nosso. É o pior dos momentos para sermos levianos ou caprichosos na altura de preencher o boletim de voto.
Será uma eleição onde teremos um único candidato a Presidente da República, em contraponto a cinco candidatos de nicho; dois populistas, um estalinista, uma trotskista e uma inexistência. A grande opção a fazer é entre entregar um voto de confiança e missão a Marcelo ou, neste momento crítico, desperdiçar o voto numa qualquer afirmação pessoal ou partidária inconsequente.
Mais do que nunca, o país precisa de estabilidade e unidade. Em face de quatro candidatos que, de diferentes formas, se afirmam pela divisão, pelo exacerbar da diferença, pela promoção da desconfiança e da conflitualidade, a recandidatura de Marcelo representa exactamente o oposto. Marcelo exerceu um permanente magistério de pacificação, exaltou a união que nos fortalece, combateu sem tréguas a conflitualidade e o divisionismo. Foi o Presidente de todos os portugueses, sem excepção. Os outros concorrentes assumem-se como os representantes da sua tribo contra a tribo inimiga.
O estilo dos Presidentes nunca é consensual. Apesar de gostar do estilo de Marcelo, compreendo perfeitamente que possa haver quem não goste. Por vezes, a hiperactividade do Presidente é difícil de acompanhar, por vezes, parece demasiado. Compreendo quem faz esta crítica. Mas, se também eu considero excessivo um telefonema presidencial em directo para uma entertainer televisiva, depressa o relevo em face de todos os telefonemas que levam uma palavra de conforto a muitos portugueses em aflição, ou de todos os que encorajam e exaltam as virtudes individuais ou colectivas do povo até agora invisível.
Marcelo não se cansa de puxar por tudo o que é bom, por tudo o que possa servir de exemplo, por tudo que reforce o espírito português. Nenhum Presidente o fez desta maneira. Não é qualquer síndrome de snobeira parola, apodando o Presidente de popularucho, que belisca esta aposta no melhor de Portugal e dos Portugueses. Sim, o Presidente também o representa, também tem um vínculo, com cada uma das pessoas com quem tira uma das inúmeras selfies. E, ainda bem que fica genuinamente feliz ao fazê-lo. Ainda bem que quebrou a distância, o hermetismo e, em alguns casos, a arrogância distante de alguns dos seus antecessores.
Tenho um enorme respeito pelo Presidente que troca o conforto lisboeta pelo Natal junto àqueles que em cada momento mais sofrem. O Presidente que sai à rua noite dentro para levar apoio aos que a sociedade esqueceu, confrontando-nos com as nossas próprias falhas. O Presidente que é Católico, mas investe seriamente no diálogo Inter-religioso como via para a paz social. O Presidente que está rigorosamente sempre onde é preciso, junto de quem mais precisa. O Presidente que partilha com uma acessibilidade rara a sua cultura, estimulando cada um a valorizar o conhecimento. Há quem diga que é uma banalização do papel presidencial; Marcelo será tudo menos banal.
Acredito na força e no potencial de uma nova Portugalidade. As visitas presidenciais à África que já foi portuguesa, e continua nossa irmã, foram um sucesso cultural e diplomático sem precedentes. Nenhum português pode ficar indiferente ao que aconteceu em cada sítio por onde Marcelo passou. O carinho infinito dos nossos irmãos africanos só encontrou rival na ternura sem reserva nem medida que Marcelo pôs em cada beijo, em cada abraço, em cada troca de olhares. Se quisermos ser honestos, facilmente admitimos que só Marcelo consegue construir este tipo de irrepetíveis pontes.
Por fim, no plano político interno. Marcelo fez o que prometeu. Promoveu a estabilidade possível em cada momento. Sim, foram dois governos maus, da esquerda coligada com a extrema-esquerda; mas não cabia ao Presidente demiti-los ou provocar crises de consequências imprevisíveis. A dura verdade é que, em momento algum, o conjunto da direita se constituiu como alternativa sólida, capaz de gerar uma maioria parlamentar em resultado de uma crise e consequente ruptura.
Nos momentos de fragilidade governativa, nunca houve indício de que a maioria dos portugueses estivesse com vontade de virar à direita com o peso que permitisse resgatar o país das esquerdas. O Presidente foi inteligente ao não abrir crises que pudessem resultar no reforço dos culpados por essas mesmas crises.
Não há memória ou registo de uma presidência com tantos vetos e devoluções. Todos eles sérios e pertinentes, todos eles manifestos políticos que sublinham um homem estruturalmente do centro direita humanista, mas consciente de ser o Presidente de todos os Portugueses.
Não há mandatos sem falhas. Não gostei do comportamento presidencial na crise da Procuradora Geral da República, na crise do Governador do Banco de Portugal, nalguma brandura com erros graves do governo socialista. Foram actos que me deixaram incómodo, nos quais não me revi. Mas, feito um exercício de memória, infinitamente menos e menos graves do que os que se podem facilmente encontrar em cada uma das anteriores presidências.
Por fim, recordo o resultado histórico da segunda eleição de Mário Soares. Recordo que Soares, no primeiro mandato, negou aos seus a formação do governo Constâncio, daí resultando a longa era cavaquista e uma enorme travessia do deserto para os socialistas. Recordo que na sua recandidatura, o MASP II era um verdadeiro albergue espanhol onde cabia tudo, da extrema esquerda à direita conservadora. Teve o apoio e o voto massivo do centro e da direita. Ao contrário das franjas da direita que hoje enjeitam Marcelo, a esquerda teve sempre a inteligência de fazer lembrar que Soares era o seu símbolo maior, a grande referência, a ponto de até a direita se render às suas qualidades e encantos.
Eu fico feliz por ver a esquerda rendida a um Presidente estruturalmente de centro-direita. Serão sempre bem vindos a votar nos nossos!
O autor escreve de acordo com a antiga ortografia.



Publicado por Tovi às 07:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 13 de Dezembro de 2020
Conselho Nacional do CDS

Anotação 2020-12-13 100741.jpg

Neste Conselho Nacional do CDS o "André Ventura foi o elefante dentro da sala", conforme lhe chamou Cecília Meireles. E de tudo o que li deste Conselho Nacional dos centristas não há dúvida que o caldo está entornado entre a direção do CDS e o seu grupo parlamentar.

   Expresso, 8h30 de 13dez2020

 

   O que se disse sobre as Presidenciais
Anotação 2020-12-13 100607.jpg



Publicado por Tovi às 10:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 3 de Novembro de 2020
Marcelo com via aberta para Belém

Marcelo Rebelo de Sousa está em via aberta para segundo mandato em Belém. (Sondagem da Aximage para JN e TSF)

Marcelo R. Sousa – 62,7%
Ana Gomes – 17,2%
André Ventura -7,6%
Marisa Matias – 4,6%
João Ferreira – 1,6%
Tiago Mayan – 1,5%

Presidenciais2021 02nov2020.jpg

Pois eu, como o “menu” não me agrada, muito provavelmente irei fazer um risco do cantinho inferior esquerdo do boletim de voto para o canto superior direito. Não aquece nem arrefece, mas fico em paz com a minha consciência.



Publicado por Tovi às 07:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2020
Evolução das sondagens para as Presidenciais2021

Presidenciais2021 16set2020.jpg
No gráfico a evolução das sondagens para as Presidenciais2021, após ser conhecido ontem um estudo de opinião da Intercampus (para Correio da Manhã e Jornal de Negócios):
Marcelo Rebelo de Sousa 60,3%
Ana Gomes 14,0%
André Ventura 9,4%
Marisa Matias 6,2%
João Ferreira 2,9%
Tiago Mayan 0,5%



Publicado por Tovi às 07:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Quinta-feira, 4 de Junho de 2020
Eleitores socialistas querem PS a apoiar Marcelo

Captura de Ecrã (267).png
Marcelo Rebelo de Sousa não é e dificilmente será o meu candidato nas Presidenciais2021… mas como o que “gostaríamos” que acontecesse não é forçosamente o que “achamos” que vai ser, já dou por adquirido que teremos o “vichyssoise” mais uns anitos em Belém.



Publicado por Tovi às 07:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Posts recentes

Eleições Presidenciais Po...

Sondagens para as Preside...

Falou-se de Regionalizaçã...

Presidenciais - Voto ante...

Presidenciais em Portugal...

É absolutamente impensáve...

Primeiras sondagens do an...

Debate das presidenciais ...

Está a ficar bravo o Pres...

Fundamentos de um apoio c...

Conselho Nacional do CDS

Marcelo com via aberta pa...

Evolução das sondagens pa...

Eleitores socialistas que...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus