"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2024
Eleições Regionais nos Açores

Resultados finais (provisórios)

Captura de ecrã 2024-02-04 233843.png

Tenho uma dúvida: Esta vitória da coligação PSD+CDS+PPM irá ter influência nas Legislativas2024?... O que vocês acham?

  
Paulo NevesVentos de mudança. PNS já disse tudo: não querem o Chega no governo, mas também não viabilizam um governo da AD. Conclusão: o maior aliado dos socialistas é o Chega.
Júlio Gouveia
Paulo Neves se a direita tiver maioria e os socialistas não viabilizarem governo da AD , infelizmente que remédio vão ter eles senão aguentarem com o Chega. Ao fim e so cabo foi o que eles fizeram com a geringonça. É pegar ou largar: ou apoias ou levas com o Chegq . Há outra solução?
Fernando PeresAquando das últimas legislativas o PS levantou o problema das sondagens que nunca deram maioria ao PS resultado que veio a obter. Será que hoje também vão pedir a cabeça das mesmas agências de sondagens que nunca deram a vitória da AD, colocando sempre o PS á frente?
Paulo Teixeira
Fernando Peres boa malha Peres
Paulo NevesSim, as sondagens e os comentadores são também os derrotados da noite.

  Reação da AD
"Governarei com uma maioria relativa. É com este cenário que vou tentar a estabilidade governativa durante 4 anos", diz José Manuel Bolieiro. O líder da AD Açores diz que está feliz e alegre e refere que a AD aumentou 5297 votos. "É a crescer que vemos a confiança do povo, o povo adere em massa à nossa governação", disse. O vencedor das eleições acusa o PS de fazer coligação negativa e "ainda assim sair derrotado". "Bolieiro é, de facto, o vencer da noite. Obteve para esta coligação uma vitória que não alcançávamos há 32 anos. É uma inspiração para dia 10 de março", começa por dizer Luís Montenegro. "Estes resultados dão condições de governabilidade", afirma.

 Reação do PS Açores
Vasco Cordeiro começa por dizer que já felicitou José Manuel Bolieiro pela vitória da AD nas eleições. "Os votos são claros e evidentes. A minha candidatura não alcançou o sucesso que eu desejava", afirma. Acrescentou que todas as "decisões e reflexões" sobre este resultado "serão feitas no tempo e local próprio". 
Já Pedro Nuno Santos afirma que "quando o PS ganha, ganha todo o PS, e quando perde, perde todo o PS". O líder do PS afirma que quer estabilidade, com progresso social e económico. 

  Reação do Chega
André Ventura diz que o PS e a esquerda não terão a maioria parlamentar e, segundo o líder do Chega, "isso deve-se ao crescimento exponencial do Chega em todas a ilhas dos Açores, em São Miguel e Terceira, com maiores círculos eleitorais".  O Chega mais que duplicou os resultados das eleições de 2020. "Já felicitei o presidente e a equipa dos Açores pelo resultado obtido", diz André Ventura. "A partir de hoje, com estes resultados, o Chega começará a trabalhar em conjunto com o PSD para um governo com estabilidade nos Açores. Estamos em articulação para haver uma convergência durante 4 anos", afirma.

  
David Ribeiro
Uma leitura que se pode fazer destas eleições nos Açores é que cabe aos socialistas impedir que o governo minoritário dependa do Chega, mas, infelizmente, não parece ser assim que pensa Pedro Nuno Santos. Mas os Açores são dos açorianos e eles é que sabem.
Jorge Ferreira MarvãoDavid Ribeiro, a estabilidade do futuro governo da AD nos Açores depende, pura e simplesmente, da vontade de PNS. Vota com o Chega e impede a maioria de governar. É só escolher
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoA sondagem que dava vitória do PS da RTP é que pelos vistos não. Não faço a mínima ideia. O Chega apesar de todo o esforço para se tornar relevante é um desperdício de voto, nem cheira-rá poder e ainda bem.
David RibeiroBernardo Sá Nogueira Mergulhão... no meu entender se a AD da Madeira cair na esparrela de aceitar o Chega para lhe garantir uma maioria absoluta no Parlamento Regional, deixa de ser "um desperdício de voto", mas é capaz de vir a ser a breve trecho um problema para PSD+CDS+PPM.
Júlio Gouveia
David Ribeiro estou em querer que o PAN votará a favor do orçamento. Eles só não queriam era o Albuquerqie.v Claro que fazer acordos com o Chega é um desastre nacional aqui no continente , mas como vai ser se a direita tiver maioria???? Quem governa?
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
David Ribeiro já respondeu a isso, não. Irá governar em minoria negociando. Agora democratas tem de demonstrar sê-lo.
Manuel Alexandre SollaA direita tem que ganhar juízo . Sei que é difícil . A Coligação teve mais 5000 votos mas mantém uma minoria de deputados . O resto são flores. 
Fernando Peres
Manuel Alexandre Solla tem uma minoria de deputados com 42% , faltam 3 deputados para a maioria absoluta, mas cá o Costa / PS tiveram maioria com 41 %!!! O sistema nos Acores com o círculo de compensação da representatividade aos partidos mais pequenos e faz com que todos os votos contém, mantendo a importância de todas as 9 ilhas. Ca em Portalegre só elegem 2 deputados e todos os votos sobrastes vão para o lixo!!!
Manuel Alexandre Solla
A governação nos Açores que ter sair do binómio : Coligação de Direita - PS . A alternativa terá de ser à esquerda . Esperemos que o PS aprenda alguma coisa . Os Açores não precisam de alternância mas sim de alternativa . Mais 4 anos perdidos.
David Ribeiro - .Meu caro amigo Manuel Alexandre Solla... não estou muito à vontade para falar da política açoriana, porque em boa verdade não estou a par de todos os dados, mas uma coisa me parece certa: há partidos, os mais pequenos, que ou não fizeram um bom trabalho nos últimos anos ou já não têm qualquer credibilidade.
Manuel Alexandre Solla
David Ribeiro - A boa política não se mede pela quantidade . Hitler subiu ao poder com o voto popular e deu no que deu ... Não é para comparar mas apenas para justificar que nem sempre o voto popular justifica as políticas que se seguem.
Paulo Teixeira
Manuel Alexandre Solla so mesmo tu. A esquerda tem o seu pior resultado e nem a esperança no faial salvou a noite. A esquerda esta fora de moda. Foi o que disse o povo ontem
João CerqueiraSim, tem influencia



Publicado por Tovi às 07:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2024
Barómetro de janeiro da Intercampus

Captura de ecrã 2024-01-23 092406.png 

  Dados do barómetro de janeiro da Intercampus para o Negócios, Correio da Manhã e CMTV (ainda sem distribuição de indecisos)
Captura de ecrã 2024-01-23 100135.png

  João CerqueiraDavid Ribeiro Montenegro dentro das suas linhas vermelhas, tornou a AD na tartaruga da direita.

 

  E na manhã de hoje ficamos a saber
422337505_10224744791195015_3024864337677104319_n.
O Ministério Público (MP) e a Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (UNCC/PJ) estão a realizar uma megaoperação judicial na Madeira e no Continente. As buscas visam prioritariamente o governo regional da Madeira e o próprio presidente, Miguel Albuquerque, do PSD. Também a câmara do Funchal, presidida pelo social-democrata Pedro Calado, está a ser alvo desta operação. O presidente do Governo Regional da Madeira é suspeito dos crimes de corrupção, participação económica em negócio e prevaricação, para além da eventual violação das regras comunitárias em matéria de adjudicação.

 
David Ribeiro - Toca a todos... é a vida, como dizia o outro.
Paulo Teixeira
É mm isso. Toca a todos

  O que já se sabe
O Ministério Público (MP) e a Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (UNCC/PJ) estão a realizar uma megaoperação judicial na Madeira e no Continente. As buscas visam prioritariamente o governo regional da Madeira e o próprio presidente, Miguel Albuquerque, do PSD. Também a câmara do Funchal, presidida pelo social-democrata Pedro Calado, está a ser alvo desta operação. O presidente do Governo Regional da Madeira é suspeito dos crimes de corrupção, participação económica em negócio e prevaricação, para além da eventual violação das regras comunitárias em matéria de adjudicação.

  
João Pedro MaiaUm favorzinho?
David RibeiroUm favorzinho, João Pedro Maia?... Então o MP não andava todo a reboque da oposição contra o PS?
Jose Luis Soares MoreiraVamos lá Portugal 🇵🇹 estes organismos coniventes são como parasitas da nossa sociedade, normalmente ao serem corruptos destoem empresas justas, famílias e vidas, com as jogadas não beneficiam o setor publico que gerem, mas sim seus bolsos.
Albertino AmaralEspero bem, nunca ser algum dia incomodado por estas questões. Nada contribuo para tal. Julgo mesmo que situações destas, não serão para toda a gente...

  COMUNICADO DA PJ
A Polícia Judiciária procedeu, no âmbito de três inquéritos dirigidos pelo DCIAP, à realização de uma operação policial, visando a execução de cerca de 130 buscas domiciliárias e não domiciliárias, na Região Autónoma da Madeira (Funchal, Câmara de Lobos, Machico e Ribeira Brava), na Grande Lisboa (Oeiras, Linda-a-Velha, Porto Salvo, Bucelas e Lisboa) e, ainda, em Braga, Porto, Paredes, Aguiar da Beira e Ponta Delgada e à detenção, fora de flagrante delito, de 3 suspeitos da prática dos crimes sob investigação [Avelino Farinha, líder do grupo AFA no Funchal, Caldeira Costa, líder do grupo AFA em Braga e Pedro Calado, presidente da câmara do Funchal]. As detenções em causa foram concretizadas às 14H15, do dia de hoje.
As diligências executadas visaram a recolha de elementos probatórios complementares, a fim de consolidar as investigações dos crimes de corrupção ativa e passiva, participação económica em negócio, prevaricação, recebimento ou oferta indevidos de vantagem, abuso de poderes e tráfico de influência. Nos inquéritos referenciados investigam-se factos suscetíveis de enquadrar eventuais práticas ilícitas, conexas com a adjudicação de contratos públicos de aquisição de bens e serviços, em troca de financiamento de atividade privada; suspeitas de patrocínio de atividade privada tendo por contrapartida o apoio e intervenção na adjudicação de procedimentos concursais a sociedades comerciais determinadas; a adjudicação de contratos públicos de empreitadas de obras de construção civil, em benefício ilegítimo de concretas sociedades comerciais e em prejuízo dos restantes concorrentes, com grave deturpação das regras de contratação pública, em troca do financiamento de atividade de natureza política e de despesas pessoais.
Na operação participaram 2 Juízes de Instrução Criminal, 6 Magistrados do Ministério Público do DCIAP e 6 elementos do Núcleo de Assessoria Técnica (NAT) da Procuradoria Geral da Republica, bem como 270 investigadores criminais e peritos da Polícia Judiciária.
Os detidos serão, presentes à Autoridade Judiciária competente, no Tribunal Central de Investigação Criminal, com vista a interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação.
A Polícia Judiciária sublinha ainda a colaboração da FORÇA AÉREA PORTUGUESA, cujo apoio foi crucial à montagem do dispositivo humano e logístico.
Crime económico-financeiro

 

  Do melhor que tenho visto
422186803_392524596638189_4380588753717966040_n.jp"A IKEA faz parte do dia-a-dia dos portugueses há 20 anos, e gostamos de desenvolver campanhas que reflitam a sua vida real (...) Esse foi o ponto de partida deste, e de outros mupis que temos tido a circular pelas cidades nas próximas semanas, sem qualquer intenção ou propósito de contribuir, seja de que forma for, para o debate partidário e para o atual contexto pré-eleitoral que se vive no País", lê-se numa nota da multinacional sueca.



Publicado por Tovi às 07:14
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 27 de Novembro de 2023
Estará a pré-campanha à espera das Primárias no PS?...

...é que praticamente só se ouve falar de Pedro Nuno Santos  

24 nov.png

  Então como é?...
Captura de ecrã 2023-11-24 090015.png

  PSD não estava preparado para enfrentar eleições?...
Captura de ecrã 2023-11-24 094219.png
  Carla Afonso LeitãoDavid Ribeiro, é isso, infelizmente. Espero que o PS não caia na asneira de votar em PNS. Virará um mero instrumento de poder bloquista e perderá o centro.

  E assim vai a pré-campanha para as Legislativas'24
Captura de ecrã 2023-11-25 111447.pngMatematicamente falando é verdade o que diz Miguel Pinheiro... mas não há nada como só se fazer acordos ou coligações para governação após eleições, pois desta forma todos saberemos qual o peso específico de cada força politica. Por causa do CDS durante muito tempo não ter ido a votos sozinho é que não se sabia a sua verdadeira força... e o resultado foi o que se viu.

Fernando Peres
O que é mais importante para o País? Um governo que trace um plano de desenvolvimento a 30 anos ou saber quanto vale cada partido? Quero lá saber dos partidos!!! Quero é um governo , que governe e tenha a mesma posição , caso haja eleições amanhã ou daqui a 4 anos!!! Não quero alguém que diga hoje que temos que aumentar o IUC porque is carros poluem , e agora que temos eleições , já não há aumento!! Se forem governo ( PS) voltam ao tema depois das eleições, porque volta a haver uma crise climática!!! Este é só um dos exemplos!!!
David RibeiroFernando Peres... e porque é que um "governo que trace um plano de desenvolvimento a 30 anos" não pode sair de uma coligação pós-eleitoral?... e até seria muito interessante vários partidos defenderem as suas ideologias próprias, mas convergiram naquilo que é fundamental para o desenvolvimento nacional.
Fernando PeresDavid Ribeiro simples porque pelo método de Hondt se forem separados perdem deputados!!! É , para mim, muito importante , retirar a governação ao PS!!!
David RibeiroMeu caro Fernando Peres... nada do que acaba de dizer contradiz o que aqui afirmei. Para mim, que me considero um independente, o retirar a governação a quem quer que seja só quando houver uma alternativa válida e credível.
Fernando Peres
David Ribeiro já não se trata de ter alternativa, porque nunca desde o 25 de abril de 1974 tivemos um governo com tantas demissões por causa de casos/ corrupção. Mais disto não , chega , qualquer governo que venha será melhor que o que se passou, e a acabar descobrir 78.000 euros em numerário no meio de livros em S Bento , casa do primeiro ministro Antonio Costa
Júlio GouveiaNao estou nada de acordo. Dado o método que existe nas nossas eleições o PS teve maioria porque elegeu muitos deputados por apenas alguns votos em muitas freguesias, que se houvesse coligação PSD/CDS/IL pré eleitoral não os teria ganho. Está provado que ficaria bem longe dessa maioria. Ora com o perigo do comuna Pedro formar geringonça era bastante bom que essa pré coligação de direita fosse formada

Captura de ecrã 2023-11-25 113045.png

E não é que estou completamente de acordo com o meu amigo Vicente Ferreira da Silva?... a hipótese de Pedro Nuno Santos como primeiro-ministro é um "Réquiem pelo Socialismo Democrático".

Isabel Pires
Gosto mais do Pedro Nuno Santos.
David RibeiroEu não, Isabel Pires... a hipótese de uma nova geringonça arrepia-me as meninges.
Isabel PiresDavid Ribeiro Acontece !
Júlio Gouveia
David Ribeiro somos dois 
Joaquim FigueiredoO meu amigo Vicente tem uma tendência para o radicalismo...
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoJoaquim Figueiredo parece-me oposto alerta é para em deriva mais extremista do... futuro PS?
Joao SoaresÉ da IL. Muito radical. Não gosto nada das suas crónicas.

 

  Sondagem realizada pela CESOP Universidade Católica Portuguesa para RTP, Antena 1 e Público, com inquéritos entre os dias 15 e 24 de novembro de 2023
Captura de ecrã 2023-11-27 202235.png

  Sondagens conhecidas após "Operação Influencer"
Captura de ecrã 2023-11-27 204106.png  

 
Nuno Solla LacerdaOu seja 55% são não socialistas 👍🏻
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
Conclusão,quase todos os dias resultado é diferente, mais vale deixar pessoas pensar pela sua cabeça.
David RibeiroNão, Bernardo Sá Nogueira Mergulhão... se lermos com cuidado as últimas sondagens (ver as margens de erro) todas apontam para um empate técnico estre PS e PSD.



Publicado por Tovi às 07:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 14 de Novembro de 2023
Sondagens da Aximage para TVI e CNN

O trabalho de campo destas sondagens decorreu entre 10 e 13nov2023
Captura de ecrã 2023-11-13 204635.png Captura de ecrã 2023-11-13 210256.png 


Vitor SoaresCom a palhaçada que está a ser esta investigação, de nomes trocados, decretos trocados, acusações que caem por terra, vai ganhar novamente e por maioria...
Júlio Gouveia
Por esta sondagem a direita tem maioria (com o Chega). Mas estar dependente do Chega... não será solução.
Jaime Ribeiro
Júlio Gouveia Culturalmente faz mais sentido a direita dependente do Chega, que a esquerda dependente do PC. Com tanta pressão sobre o Chega, não tarde que o povo ( farto deste sistema corrupto), faça dele um Partido vencedor. 
Júlio Gouveia
Jaime Ribeiro temo por isso porque o Chega não é democraticamente confiável
Jaime Ribeiro
Júlio Gouveia O tempo dirá, mas não deixo de reconhecer que, por causa dos partidos de governo, tem razão para apresentar muitas das propostas que faz.
Jaine RibeiroNão tarda que o Chega ocupe o lugar do PSD. Keep Calm, Don't Warry !...
Jose BandeiraO resultado será o que o POVO determinar. Ponto final.
Vitor CastroUma vergonha a Justiça derrubou, sem fundamento legal e propositadamente um Governo democraticamente eleito. O povo vai dizer de sua justiça nas urnas.
Paulo SantosAssustador o crescimento dos Chegamos. Está visto que Montenegro não mobiliza…

 

  Portugueses não querem coligação do PSD com o Chega e no PS nova Geringonça é mais provável
Captura de ecrã 2023-11-14 191948.png
 
Nuno Solla LacerdaGostava de saber onde entra aqui a definição de “Portugueses“. São os que na sondagem votam PS? Ou serão os que votam PSD? Será um mix de todos? Se assim for será que a opinião dos de assumem votar PS deve ser contabilizada? Isso não deveria só dizer respeito aos intervenientes, ou seja os que se assumem como eleitores do PSD e do Chega?
David RibeiroNuno Solla Lacerda... nesta sondagem "Portugueses" é a base total dos inquiridos, como está referido.
Nuno Solla Lacerda
David Ribeiro eu percebi isso. Mas não acho que seja muito legítimo contabilizar a opinião de eleitores do PCP, BE, PS se eles se “importam“ que o PSD se alie ou não ao Chega. Acho que isso será uma preocupação, que poderá mudar ou não o sentido de voto, dos eventuais eleitores do PSD.
David Ribeiro
Nuno Solla Lacerda... ao que sei (não me pergunte como) as sondagens internas do PSD sobre este mesmo assunto dão valores muito próximos aos aqui apresentados nesta sondagem da Aximage.
Nuno Solla LacerdaDavid Ribeiro não quero ser o advogado do diabo neste tema mas o PSD tem cerca de 90.000 militantes e em contrapartida teve 1.5 Milhões de votos. Acho estas sondagens do que os portugueses pensam ou deixam de pensar é uma treta e tem uma agenda política.
David RibeiroMas a verdade, Nuno Solla Lacerda, é que as mais recentes declarações de Montenegro dizem que se não tiver maioria absoluta, o PSD tem de "desafiar todos os outros partidos a respeitarem a vontade popular e a encontrarem instrumentos no parlamento que façam com que o Governo possa executar o seu programa, excluindo o Chega".

 

  Folha de trabalho
14nov2023.png

 

  Como diz o Povo, uma desgraça nunca vem só
Captura de ecrã 2023-11-14 150343.png



Publicado por Tovi às 07:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 11 de Novembro de 2023
Primeiras sondagens após "Operação Influencer"

Captura de ecrã 2023-11-10 173830.png

Esta sondagem foi realizada entre as 17h de 7 de novembro e as 16h de 8 de novembro pela Intercampus para Jornal de Negócios, Correio da Manhã e CMTV. Os valores indicados já são com a correção da distribuição dos indecisos.


Isabel Ponce de Leão
Porque será que PS e PSD não pensam em se entenderem???
José Manuel Pedrosa MoreiraIsabel Ponce de Leão já viu alguma vez dois galos no mesmo poleiro?
Isabel Ponce de LeãoJosé Manuel Pedrosa Moreira, o problema é encostar-se a política como poleiro e não como serviço público.
Júlio GouveiaA ser assim que governo teremos???
David RibeiroA procissão ainda vai no adro, Júlio Gouveia, mas com os valores desta sondagem poderemos colocar duas hipóteses: a) Se na liderança do PS tivermos Pedro Nuno Santos a possibilidade de uma nova geringonça tem pernas para andar. Coisa que repudio veementemente. b) Mas se José Luís Carneiro vencer as primárias no PS então há a forte possibilidade de um entendimento de regime com o PSD. O que me agradaria como solução governativa.
Júlio Gouveia
David Ribeiro pois eu tb concordo que se for # o não pagamos # a ganhar quererá de imediato fazer uma nova geringonça. Mas pela spndagem atual a esquerda não tem maioria pelo que não será solução. Se a direita conforme esta soondagem tiver maioria , vai governar com o Chega????Isto seria o fim. Claro que me agradaria tb quer fosse o PS ou o PSD s ganhar ( desde que com o José Luis Carneiro )que houvesse um entendimento entre eles a bem de Portugal.Mas convenhamos....o chefe do PSD é tão fraquinho.... Mas comcordo completamente com a sua opção 2

 

  Folha de trabalho
Captura de ecrã 2023-11-10 221246.png

 

  Corrida para a liderança do PS (Aximage para DN)
image.jpg
  
Gonçalo G. MouraEsses dois primeiros são do mais medíocre que há... mas o Montenegro como líder da oposição também não vai lá das canetas...
Raul Almeida
É a loucura.
Lua Cristy
Pessoalmente gostaria de o dr Luís Carneiro pedro nuno santos não me agradada , na minha opinião está muito fora da realidade o serviço Nacional de saúde é de todos é um pilar fundamental da sociedade em termos de saúde, seja consultas ou mesmo socorro se temos um político que no seu discurso direciona e atribui o serviço Nacional de saúde para a população carenciada e envelhecida para mim é um político muito pequeno na sua visão
Júlio GouveiaSeria o fim do pais se ele ganhasse e a esquerda tivesse maioria. Passavamos a ser uma nova Coreia do Norte
David RibeiroEstá cá a parecer-me que o Júlio Gouveia não faz a mínima ideia do que é a Coreia do Norte. Não gostar da "esquerda", e eu também não gosto de qualquer esquerda, é perfeitamente admissível, mas comparar esta esquerda que "tivesse a maioria" com a Coreia do Norte é no mínimo surreal.
Júlio GouveiaDavid Ribeiro acha que se o BE tivesse poder , este pais não viraria numa ditadura completa de esquerda , com toda a gente que tivesse meia duzia de tostoes ou alguma coisa em seu nome , não seria logo nacionalizado?Esta gente quer por toda a gente a ganhar o ordenado minimo. E esse menino quando foi as eleições presidenciais disse logo que iria votar na Marisa porque seria incapaz de votar em algiem mais à direita . Com uma maioria absoluta deste senhor com a esquerda e na possibilidade eventual de elegerem um PR socialista temo , mas temo muito pelo futuro deste pais. Tenho a noção do que é a Coreia ; e usei como termo conparativi;mas temo muito por Portugal . Onde existe no mundo algum pais em que a extrema esquerda # meta bedelho # que seja minimanente democratico
Paulo TeixeiraNão acredito. E ao que sei. Verás surpresas. A bem do país
David RibeiroDiz lá então, Paulo Teixeira, aquilo que tu sabes e que te parece ser "a bem do país".
Paulo TeixeiraDavid Ribeiro o PS e eu não sou socialista para bem e para o mal é a pedra de toque em que este sistema se construiu Deixou se capturar por interesses e pela máquina do estado. Tem de fazer uma reflexão profunda e reformar se. A bem de Portugal Vê o que se passa na dita direita. Espero que ainda reste no PS energia e força suficiente para se reformar e se juntar numa liderança ao centro. Se o fizer e souber comunicar verás a surpresa nos resultados
David RibeiroTudo o que acabas de dizer, Paulo Teixeira, é pura verdade, mas isso é o que toda a gente de bem e democrata pensa, nunca aquilo que me parece que irá acontecer neste país em que se discute política como quem discute o penalty que o "malandro" do árbitro não marcou no último jogo do clube do nosso coração.
Paulo TeixeiraDavid Ribeiro eu quero sempre ter como visão o que deve ser. Só isso nos permite ser quem somos e superar as agruras destas coisas da causa pública 
Antonio PereiraGostaria que ganhasse Jose Carneiro Homem sério com um ótimo currículo Mesmo assim não sei se o ps vai ganhar as próximas eleições Alternativas????? Classe política muito fraco 


  António Costa vai falar ao país às 20h00 de hoje [sábado 11nov2023] e segundo alguns meios de comunicação social normalmente "bem informados" a declaração vai servir para dar explicações sobre a política de investimentos associada ao processo judicial em investigação. Vai daí e como hoje é dia de São Martinho, vou preparar umas castanhas à minha moda (*), pois não gosto nada de tomar conhecimento destas "declarações ministeriais" acompanhadas por uma mixórdia qualquer.
Iguaria-Descascar-Castanha-Cozida.jpg(*) Num litro e meio de água vou deitar dois paus de canela, uma folha de louro, três colheres de sal e esperar que ferva; Depois de fazer um pequeno corte nas castanhas (1 kg) vão para dentro da água a ferver e cozerão por mais vinte e cinco minutos; Após serem escorridas serão servidas com manteiga e muito bem acompanhas por uma jeropiga.

  
Júlio Gouveia
Atenção ao ouvir a comunicação e a comer castanhas. Ainda se pode engasgar 🤣🤣🤣
David Ribeiro
As castanhas souberam-me bem e a jeropiga ainda melhor, já a intervenção de António Costa fez-me recordar que as surpresas podem vir dos amigos, já que dos inimigos nada de bom se pode esperar. Gostei e concordo plenamente com o que Costa afirmou sobre a necessidade de se apoiar o investimento estrangeiro mas nunca fora das mais elementares regras e leis em vigor.
Júlio Gouveia
David Ribeiro O Costa tem muitos defeitos e tem errado muito e pessoalmente não gosto dele nem da governação socialista , mas neste caso , na minha opinião ( a justiça dirá) nao creio temha cometido algum ilicito. A ver vamos
Paulo Neves
Os cinco pecados capitais de António Costa: Pediu demissão, aceite pelo PR, e fala como se estivesse imaculado; utiliza o Palácio de S. Bento para uma declaração que muito poucos comentadores perceberam a utilidade; os investidores, invocados pelo PM, mais depressa deixam de aqui investir por haver um Estado pantanal que propriamente pelos encantos lançados pelo próprio PM na sua declaração; fala de todos os envolvidos como se não tivesse, ao longo destes anos, deixado que eles circulassem livremente pelos corredores do poder; aproveita o tempo mediático para atacar o MP, mas pior segura quem está diminuído, há muito tempo, diminuído politicamente: João Galamba. É preciso esperar por terça-feira?




Quinta-feira, 28 de Setembro de 2023
Encontrada solução governativa na Madeira

Captura de ecrã 2023-09-27 093337.png 

Não quero meter foice em seara alheia, mas dando uma voltinha pelas redes sociais vejo muita e boa gente da área política da coligação madeirense PSD-CDS altamente crítica deste "casamento".

 
Jorge Oliveira E Sousa
Seria bem melhor com a IL. Até porque depois no continente poderia haver coligação para as europeias e depois das autárquicas com PSD, CDS e IL abafando o Chega. Acredito que um CDS ressuscitado volta a ter no seu seio os militantes que fugiram para o partido de um homem só.
Paulo Neves
Então, onde está a autonomia? E leituras nacionais? Se assim for porque não perguntar:por onde anda A? Ele foi o culpado do resultado do PS na Madeira quando chamou Paulo Cafofo para o governo. Em 2019, Cafofo, que não era do PS, conseguiu o melhor resultado de sempre da oposição. Agora, lá voltaram eles à normalidade. Não é estranho que um partido ganhe eleições consecutivas há 50 anos?!!!! Se querem leituras nacionais é preciso falar disto tudo
David Ribeiro 
O que eu já me ri com esta notícia.
Captura de ecrã 2023-09-27 210334.png
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoÉ, queriam fidelidade eterna a esquerda?o importante é governar como nos ensinou Costa.



Publicado por Tovi às 07:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Quinta-feira, 13 de Julho de 2023
PJ fez buscas em casa de Rui Rio e na sede do PSD

Captura de ecrã 2023-07-12 113724.png

Acredito que é ridículo acusar Rui Rio (por quem não tenho simpatia alguma) desta "migração" de valores afetos aos assessores parlamentares do PSD para salários de funcionários do partido, mas é capaz de alguém da rua de São Caetano à Lapa ter feito esta "ginástica" financeira.
De qualquer forma, INVESTIGUE-SE.

 

  O que está em causa nas buscas feitas ao PSD
Que levou a PJ a fazer buscas no PSD?A suspeita de que a subvenção estatal no valor de 200 mil euros, atribuída ao Grupo Parlamentar do PSD para remunerar assessores, terá servido para pagar os salários de trabalhadores do partido. A polícia esteve na sede do PSD, na casa de Rui Rio, que foi seu presidente e do grupo parlamentar, e dos assessores visados.
O que está em causa?Em causa está a utilização de fundos públicos em contexto político-partidário, havendo suspeitas da existência de crimes de peculato e abuso de poder (crimes da responsabilidade de titulares de cargos políticos).
Está a ser cometida uma ilegalidade?Aparentemente sim. Margarida Salema, antiga presidente da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, citada pelo jornal “Observador”, diz que se se confirmarem as suspeitas vindas a público, estamos perante uma “ilegalidade flagrante” por se tratar de “um desvio de verbas”.
Esta prática é exclusiva do PSD?Não. Ascenso Simões, antigo deputado socialista, diz que prática tem décadas e é adotada por todos. Simões lembra que existe uma ligação permanente entre os partidos e as suas bancadas parlamentares. O antigo deputado diz mesmo que “o Ministério Público não conhece a realidade”.

 

 Fuga para a frente de Rui Rio
(Entrevista de Rui Rio à SIC na sexta-feira 14jul2023)
Rui Rio garante que não cometeu qualquer ilegalidade, considera que não há sequer “zonas cinzentas” na lei que regula as subvenções dos partidos e diz que o que é preciso é mexer no sistema judicial. “Eu não fazia nada [na legislação]. A minha atuação era ao nível da justiça, senão o poder político está sempre a agachar-se. Se o Presidente da República, a Assembleia e os partidos não tiverem coragem de dizer basta haverá alguma dia em que alguém vai dizer chega”. Numa atitude muito crítica e muito ao seu estilo, Rui Rio lembrou como defendeu mudanças nos sistema de justiça e acusou o Ministério Público de estar a fazer um ataque à democracia. “Ao atacar-me a mim, estão a atacar a democracia toda. Quando o Ministério Público dá a entender que são todos corruptos, é a democracia que estão a atacar e eu estou aqui a defender a democracia”, acusou Rio, cuja casa foi alvo de buscas na quarta-feira por suspeita de peculato e abuso de poder nos anos em que esteve à frente do PSD. Em causa estará o facto de haver funcionários do partido que estariam a ser pagos por verbas que deveriam ser para funcionários do grupo parlamentar.


 

Toca a todos...  
358680155_10223745696458271_4503792791271232065_n.
Em causa, acredita a investigação, estão alegados crimes na forma como foram simulados negócios e ocultados proveitos na alienação de património milionário, desde logo imobiliário, da antiga PT. Um dos negócios sob suspeita prende-se com a venda de quatro prédios em Lisboa por cerca de 15 milhões de euros. Os compradores dos edifícios têm ligações a um circuito empresarial que foi montado em Braga, na Zona Franca da Madeira e no Dubai. E têm relações com o empresário Hernâni Vaz Antunes, familiares e sócios. Acredita a investigação que, com o alegado esquema montado, de circulação de capitais e devolução dos mesmos aos vendedores, foi lesada a Altice Internacional e o Estado português, pela forma como não terão sido tributados valores devidos na ordem dos milhões de euros.



Publicado por Tovi às 07:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Segunda-feira, 22 de Maio de 2023
Cavaco voltou a criticar o Executivo socialista

1q9a6500-2-1.jpg

Cavaco Silva de vez em quando diz umas coisas certas, tal qual um relógio avariado que também está certo duas vezes por dia. E como o "sebastianismo" parece ainda estar vivo em Portugal, lá vieram os "hosana" ao seu discurso.

  Aníbal Cavaco Silva diz estar “seriamente preocupado com as consequências para o país da governação do PS”. Falando no encerramento do terceiro Encontro Nacional de Autarcas Social-Democratas [sábado 20mai2023], que aconteceu em Lisboa,  o antigo Presidente da República voltou a criticar o Executivo socialista e a apontar baterias a António Costa — a mais dura intervenção pública que Cavaco Silva fez contra António Costa desde que deixou o Palácio de Belém.


Gonçalo G. Moura
Por uma vez estamos de acordo David Ribeiro...
Júlio Gouveia
Só disse aquilo que hoje grande maioria sabe e pensa mas ninguém tem coragem de dizer - governo incompetente, que só se mostra disponível para duas coisas ou seja mentir e controlar todo o aparelho de estado sem qualquer vergonha. Cada elemento deste partido que fala diz coisas diferentes do anterior. Cavaco só disse verdades, o PS não gostou.... lamenta-se. Ridículo é ouvir aquele anormal do Eurico Dias dizer que não se respeita um partido com 50 anos e com milhares de apoiantes ...deve ser mesmo uma anedota pois pergunto- será que o PS respeita outros partidos, neste caso o PSD, também com muitos anos e muitos milhares de simpatizantes???? Tratam o país como uma coutada sua, utilizando todos os meios do Estado a belo prazer do partido. Grande Cavaco
Albertino AmaralQuer se queira, quer não, a velha guarda ainda continua a pensar com a cabeça, contrastando com a "nova guarda" que muito pensa e age com os calcanhares... Também não sou cavaquista, caso isso interesse...
Isabel Ponce de LeãoExcelente e corajoso discurso de uma seriedade que caiu fora de moda.
Albertino AmaralIsabel Ponce de Leão Nada me aproxima dos modelos políticos passados, mas concordo consigo. Só gostava de saber, qual é o modelo de moda actual ??
Carla Afonso LeitãoA mim, fez-me lembrar uma figura presidencial e esquecer por momentos um pateta em exercício. Disse o que disse, com toda a liberdade, com sentido de Estado e coberto de sentido, este PS trabalha arduamente para lhe dar razão, a ele, a António Barreto, a Álvaro Beleza, a Sérgio Sousa Pinto, a António José Seguro...
Joaquim FigueiredoGostaria que este ressabiado viesse explicar como conseguiu ganhar dinheiro com o BPN e que explicasse a colocação de escutas no gabinete do PM por um chefe da sua casa civil. A honestidade ou a falta dela nunca passou pelo crivo da investigação do MP



Publicado por Tovi às 07:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 19 de Maio de 2023
Estou a seguir a telenovela Galambagate...

...mas já estou a adivinhar o fim  

Captura de ecrã 2023-05-18 105323.png

 

  O que se ouviu por aí na quarta-feira 17mai2023
António Costa (jornalista) - Audições da comissão de inquérito à TAP revelam "falência moral do Governo e das instituições".
Pedro Tadeu (jornalista) - Galamba vai ter "dificuldade em defender-se" depois de audição de Frederico Pinheiro.
Álvaro Beleza (socialista e presdiente da SEDES) - "Espero que não seja verdade que um ministro do meu partido ameaçou um funcionário do Governo de pancada".
Rogério Alves (advogado) - “Já todos percebemos que a intervenção do SIS foi ilegal e todas as justificações que têm sido dadas são uma pior do que a outra".
Miguel Relvas (ex-ministro do PSD) - Comissão de inquérito à TAP: “Hoje a oposição foi liderada por André Ventura”.
Luís Rosa (jornalista) - "Assistimos hoje a um espetáculo que comprova que o Governo está na lama".
Mafalda Anjos (comentadora CNNPortugal) - Governo tentou omitir de factos à CPI? "Só isto, num país a sério, faz cair ministros".
Ana Sá Lopes (jornalista) - Estamos perante um grave problema de regime e de Estado de direito. A audição de Frederico Pinheiro na Comissão de Inquérito à TAP mostra um governo num frenesim selvagem, que manda o SIS telefonar a um cidadão à noite – que, até horas antes, era um “leal servidor” do Estado – e o SIS, invocando “ordens de cima”, pede-lhe o computador de trabalho, para isto ir “a bem”. Não há precedentes de um episódio destes nos anais da política nacional em democracia.

 

  O que se ouviu por aí na quinta-feira 18mai2023
Marcelo Rebelo de Sousa - Disse o Presidente da República horas antes da audição de Galamba: "É uma ilusão que se pode ser importante sem pagar um preço".
Sebastião Bugalho (comentador da CNNPortugal) - "Galamba admitiu que Frederico Pinheiro não estava credenciado para ter acesso a documentos classificados. Isso constitui o crime".
João Galamba - "Não disse à CEO da TAP que devia ir à reunião, disse que podia ir".
Ana Abrunhosa - A ministra da Coesão Territorial acredita que o resultado da Comissão de Inquérito à TAP vai "afetar todo o Governo".
António Rodrigues (ex-membro do Conselho de Fiscalização do SIRP)
Telefonema ao SIRP foi "enorme precipitação. Nada configura ameaça à segurança nacional".
Luís Rosa (jornalista) - "Ao ouvir João Galamba lembrei-me muito de José Sócrates, tinha exatamente a mesma estratégia quando era atacado".
Helena Matos (comentadora da CNNPortugal) - "É penoso ver João Galamba". O governante já não tem condições para desempenhar "qualquer cargo com o mínimo de responsabilidade".

 

  Um diz uma coisa o outro diz o contrário. Um deles mente. E a VERDADE fica por se saber.
  
Júlio Gouveia
Palpita-me que nunca se saberá, mas isto claro será a lei do mais forte e o mais é o ministro
Isabel Sousa Braga
Ficou-se a saber quem controla o ministério 😏
David Ribeiro
Está cá a parecer-me que se António Costa um dia demitir Galamba, seguramente é a Eugénia Correia que vai tutelar o ministério das Infraestruturas. 😉
Joaquim Figueiredo
Frederico mente ...provado até à exaustão, só quem já decidiu previamente é que não percebe
David RibeiroCaramba!... O Joaquim Figueiredo está a ver longe, coisa que a esmagadora maioria dos portugueses não consegue enxergar. 😉
Joaquim Figueiredo
David Ribeiro estou a ouvir a CPI e ouço má educação do Sr deputado do PSD, ouço imputações mal fundamentadas e ouço respostas validadas. Ouço atentamente para não condenar previamente...em tudo. Claro que para a narrativa do jornalixo a verdade não interessa, não é só no caso dos nossos amigos
David RibeiroLá está, o Joaquim Figueiredo vê muito mais do que todos nós.
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro estou a ouvir e chego à conclusão que o Galamba está seguro do que diz... é muito difícil falar com quem já tem posição assumida... e o meu amigo tem essa tendência. Má educação do deputado do PSD
David Ribeiro - Meu caro amigo Joaquim Figueiredo... como aqui comecei por dizer nestes dois dias já ouvi nesta CPI tudo e o seu contrário, o que não abona nada na credibilidade dos intervenientes, pelo que não é verdade que eu tenha "essa tendência" que refere.
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
Joaquim Figueiredo provado?
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoTem de se ver conteúdo de telemóveis e computador, e a polícia tem de falar há registos das chamadas, autos etc....isso serão provas definitivas, até lá é tudo uma questão de fé.
António ConceiçãoExclui uma hipótese altamente provável: que todos mentem.
Rafael Campos Pereira
António Conceição evidentemente. Apesar de também ser evidente que a versão do Galamba é muitíssimo mais contraditória e confusa.
Jose Pinto PaisA Falencia da Republica, a vergonha dos intervenientes, tudo a mentir. Parece um Big Brother da TVI

 

  
mw-1920.jpgMarcelo Rebelo de Sousa convocou esta manhã os jornalistas para uma declaração às 14h00 de hoje, no Jardim do Buxo, no Palácio de Belém. Contudo, cerca de duas horas depois, a declaração foi cancelada. Mas como para a tarde desta sexta-feira está previsto o encontro semanal entre o Presidente da República e o Primeiro-Ministro, é capaz de haver "novidades" mais para o fim do dia... ou talvez não que com Marcelo nunca se sabe. 


Paulo Santos
Marcelo não consegue ficar calado muito tempo. Se for para falar do Galamba, pode mandar recados, como o fez, ontem. Se for para acrescentar algo como dissolver a assembleia da república (não tem poderes para demitir o governo nem o Primeiro Ministro com já vi escrito em alguns sítios) e convocar eleições então merece mais do que falar as 14h00, é assunto para abrir telejornais das 20:00. Outra coisa é convencer Costa a demitir o governo em bloco e convidar novamente o PS a formar governo…
David Ribeiro - Paulo Santos... inclino-me mais para a hipótese de demissão do Governo e convite ao PS para formar novo executivo... mas com Marcelo nunca se sabe.
Jose Pinto Pais
Paulo Santos anda há 8 dias a morder a língua, até tenho pena dele, 8 dias sem falar. Tadinho

 

  O meu amigo Jorge De Freitas Monteiro distribuiu, e no meu entender muito bem, equitativamente as críticas: "Uma oposição medíocre e impotente encontra palco para atacar o governo ao nível que está ao seu alcance, o das mexeriquices. Um governo medíocre e desorientado não só não soube lidar com o que aconteceu como não sabe lidar com uma comissão parlamentar de inquérito que parece um museu de horrores."



Publicado por Tovi às 07:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 31 de Março de 2023
PS e PSD empatados - Direita consegue maioria

Conhecida ontem uma sondagem ICS-ISCTE, para SIC/Expresso. Trabalho de campo decorreu entre os dias 11 e 20mar2023.

Captura de ecrã 2023-03-30 214122.png

  Este Governo de António Costa já teve melhores dias
Captura de ecrã 2023-03-30 220649.png


Júlio GouveiaPois.... o Chega cada vez a subir mais ....por culpa de quem???? Da péssima governação do PS, e isso vê-se também na descida abrupta desse partido.
Raul Almeida
E é do ISCTE, o maior feudo socialista da academia.

 

  Evolução das sondagens trimestrais da ICS-ISCTE, comparadas com os resultados das Legislativas2022
ISCTE 30mar2023.png



Publicado por Tovi às 07:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 18 de Março de 2023
Chega de André Ventura mais próximo do PSD e PS

Captura de ecrã 2023-03-17 203800.png

O PS e o PSD continuam muito próximos nas intenções de votos, uma tendência que se tem verificado nas últimas sondagens. De acordo com o último barómetro da Intercampus publicado nesta sexta-feira, no Jornal de Negócios e no Correio da Manhã, os socialistas obteriam 25,9% dos votos, enquanto os sociais-democratas conseguiriam 24,2%. Os dois partidos sobem face ao último estudo de opinião. O Chega, por sua vez, consegue 13,5%, aumentando em quase 2% as intenções de votos em relação ao barómetro de fevereiro. O partido de André Ventura obtém mesmo o melhor resultado de sempre numa sondagem da Intercampus. Em quarto, segue-se a Iniciativa Liberal, com 7%, registando uma queda de 0,4 pontos percentuais. Os partidos de direita (PSD, Chega, IL e CDS) voltam a estar em maioria face à esquerda (PS, BE, CDU e Livre) e com uma vantagem confortável (46% contra 37,2%). 

  Júlio GouveiaO povo está a começar abrir os olhos e a perceber o quão errada tem sido está governação, em que se apresentou a eleições com um programa socialista e executa o programa comunista que não foi sufragado. E esta governação infelizmente está a fazer o " upa upa " do Chega

 

  Evolução dos valores do  barómetro mensal da Intercampus, comparados com as Legislativas2022
Intercampus evolução até 17mar2023.png

 

  António Costa vs Luís Montenegro
336510137_219486480736356_761621240512850077_n.jpg

Maria Emília FerreiraCosta
Raquel P. Magalhães CorreiaGostaria de ouvir qual o fundamento dos inquiridos para tal escolha.
David RibeiroPois é, Raquel P. Magalhães Correia ... A falta de confiança na oposição dá estes resultados.



Publicado por Tovi às 07:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 22 de Janeiro de 2023
Sondagem da Aximage para JN, DN e TSF

Captura de ecrã 2023-01-22 100102.jpg
PS - 27,1%
PSD - 25,1%
Chega - 12,9%
I.Liberal - 9,5%
BE - 6,6%
CDU (PCP) - 4,8%
Livre - 3,4%
PAN - 3,1%
CDS - 1,4%

Era expectável... depois de tantas trapalhadas em que o PS se tem envolvido.

 

  Uma sondagem é um retrato do momento, sempre com imperfeições, não é uma eleição. Ainda assim, mesmo os mais desconfiados serão obrigados a reconhecer que esta que foi realizada pela Aximage, entre 10 e 14 de janeiro, parece confirmar muitas das leituras que se têm ouvido a comentadores e politólogos, e até ao presidente da República, nos últimos meses: primeiro, o desgaste do PS, minado por sucessivos escândalos; segundo, a incapacidade do PSD de se apresentar como uma alternativa forte; terceiro, a polarização que desfaz o centro, premiando os radicais de Direita. (Notícia completa do JN aqui)

 
  Evolução das sondagens conhecidas em 2023
Valores das sondagens (I=Intercampus; A=Aximage) comparadas com as Legislativas de 2022

Sondagens evolução 22jan2023.jpg

 


Júlio GouveiaPois é mesmo certissima a análise que faz. O PS e AC vão ser os responsáveis por este pais ficar nas mãos da extrema direita do Chega , não digo que cheque ao extremismo de vencer e ser ele a governar , mas que qualquer governo que se possa fazer esteja dependente do voto do Chega não me admiro
Joaquim FigueiredoJá disse...o MP está minado por fascistas, porque há casos que não são casos e o MP envia para o seu jornal de parede informações indevidas... depois são ilibados como Azeredo Lopes ou Miguel Macedo...e como gostamos de "sangue". O importante já não é governar bem... são casos e casinhos, um ou outro grave, mas não são actos de corrupção
David RibeiroMeu caro amigo Joaquim Figueiredo, já não se consegue tapar o Sol com a peneira. Os escândalos são constantes e alarmantes do estado a que chegamos.
Joaquim FigueiredoDavid Ribeiro que escândalos? O único que me parece escândalo é o caso da Alexandra
David RibeiroJoaquim Figueiredo, se em vez de acusar "MP está minado por fascistas", coisa muito grave vindo de si, se olhasse para dentro do seu partido, não só o PS mas também a DEMOCRACIA ficavam a ganhar.
Joaquim Figueiredo
David Ribeiro não tenho partido, não encontro no PS coisas diversas que vejo nos outros, mesmo nos ditos partidos sem ideologia. Claro que o PS e o PSD estão mais sujeitos a adversidades... a diferença é que o PS tem sido o bombo da festa. Acha que o caso Manuel Pizarro é caso? Acha que o caso da senhora da agricultura é caso? Acha que o caso de Rui Moreira foi caso? Francamente
João Pedro MaiaO Chega? Que país medonho nós vivemos...
Carlos Pedrosa
Espero que o Povo Português não se esqueça que já teve de dizer: CHEGA!
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
E o iniaciva Liberal, mais um votante. Claramente os melhores quadros actualmente.



Publicado por Tovi às 09:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 17 de Janeiro de 2023
Notícias de ontem que me fizeram pensar


Captura de ecrã 2023-01-16 152555.jpg
É obvio que Rui Rio tem toda a razão no que foi hoje reivindicar a Miranda do Douro, mas é triste que só venha a terreiro neste caso lamentável da venda das barragens da EDP à Engie, quando muito vai mal no Terreiro do Paço e o PSD não apresenta uma oposição válida e credível.
  
Jorge Ferreira
Deve achar que são tudo casos e casinhos! Ou então não quer que lhe perguntem sobre o seu amigo de Espinho.
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoJorge Ferreira ou... é serio.
Jorge Ferreira
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão ver tanto saque ao estado e não dizer nada também não é sério!
Bernardo Sá Nogueira Mergulhão
Jorge Ferreira??? Se há pessoa que fala há anos do estado do país e partidos, é ele... a questão é se lhe dão ouvidos.. ou mais grave, já foram tomados por gente pouco séria. O ataque que sofreu por querer atacar interesses instalados dentro de PSD foi revelador, pelo menos para mim.
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoFaz falta a sua seriedade na forma de fazer política... uma das pessoas que mais chamaram a atenção para este caso no parlamento.presente: silêncio... isto devia ser o papel dos políticos, mas está-se a tornar utopia.
David Ribeiro - Oh pá!... Rui Rio nem os social democratas o querem no partido.
Bernardo Sá Nogueira MergulhãoDavid Ribeiro pois... O que diz muito do estado do partido e do país, já agora.
Júlio Gouveia
O PSD não tem ninguém com capacidade suficiente. Se o Rio já era mau este é péssimo. E o PS a rir-se

 


Captura de ecrã 2023-01-16 152740.jpg
Se os artigos furtados fossem pão para matar a fome ou leite para dar a criancinhas pequenas, seguramente não era notícia. E bem, porque os comerciantes pagam impostos, por vezes lutam com dificuldades para poderem pagar salários ao fim-do-mês e tudo que lhes é "gamado" sai do hipotético lucro.

 


Captura de ecrã 2023-01-16 152859.jpg
Sem dúvida que é necessário "mais rapidez na resolução dos problemas dos professores e maior eficácia no PRR". É certo que o PS goza de uma confrangedora falta de oposição séria e credível, mas cuidado que as coisas podem mudar mais depressa que o diabo esfrega um olho.

Fernando Peres
Caro David , não haver oposição é desculpa para um governo? Não existe um programa?
David RibeiroClaro que não é desculpa, Fernando Peres, mas lá temos que nos resignar ao atual Governo de António Costa, por mais que isso nos custe.



Captura de ecrã 2023-01-16 154835.jpg
Como o Município não tem competências no combate ao tráfico, a proposta endereçada ao Governo sugere "que o Ministério da Administração Interna determine este crime de investigação como prioritário, nos termos da lei de política criminal".

 


324938964_483599997278445_3782672837531183259_n.jp
Rua de Alexandre Braga já é pedonal... e está linda, sim senhor.
  
Gilberto Santos
Só faltam as árvores....
Alfredo Solteir
Gilberto Santos, concordo. É uma falha nesta cidade, árvores nas ruas, e não apenas em jardins ou parques. A rua de Sá da bandeira é uma bela exceção.
Joaquim Figueiredo
Ainda ficaria mais bonita se reabilitassem os prédios

 

 
vinho-quente-receita-01.jpgE hoje, terça-feira 17jan2023, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) informou que a precipitação, as baixas temperaturas e a intensidade do vento vão favorecer a formação de gelo e geada e causar um "desconforto térmico elevado", enquanto a agitação marítima sofrerá um agravamento progressivo a partir de hoje. Vai daí eu já me vou prevenir... e preparar um Vinho do Porto Quente.
Ingredientes: ½ litro de Vinho do Porto de boa qualidade; ½ cálice de aguardente velha; 1 colher (sopa) de mel; 1 chávena (café) de passas; 1 chávena (café) de corintos; 1 pau de canela.
Preparação: Deite o Vinho do Porto num tacho; Em seguida, leve-o ao lume e vá adicionando os ingredientes pela ordem indicada na listagem; Mexa muito bem até levantar fervura e sirva.



Publicado por Tovi às 08:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 12 de Janeiro de 2023
Gente do PS e PSD "apanhados" na Operação Vórtex

Captura de ecrã 2023-01-12 135112.jpg

Ao que parece gente do PS e do PSD estão nesta Operação Vórtex "enterrados" até ao pescoço... é para não se rir o roto do esfarrapado.

 

  O presidente da Câmara de Espinho, Miguel Reis, e os outros quatro arguidos detidos por suspeitas de corrupção foram esta quarta-feira presentes a tribunal. Uma fonte da investigação revelou que as provas recolhidas nos últimos meses são relevantes e não oferecem dúvidas em relação à prática dos crimes económico-financeiros. Só assim foi possível, através de um mandado judicial, avançar com as duas dezenas de buscas e surpreender Miguel Reis e os outros quatro arguidos às primeiras horas da manhã desta terça-feira. As diligências investigatórias, que incluíram escutas telefónicas e operações de vigilância, duraram vários meses e permitiram também chegar a Joaquim Pinto Moreira, vice-presidente do grupo parlamentar do PSD e ex-autarca de Espinho, cujo mandato, entre 2009 e 2021, está agora sob suspeita. Sabe-se, no entanto, que Joaquim Pinto Moreira só não foi detido porque goza de imunidade parlamentar, estatuto que o atual presidente da Câmara de Espinho, eleito pelo Partido Socialista, que o sucedeu no cargo, em 2021, não tem. Miguel Reis, obrigado a pernoitar nos calabouços da PJ, é suspeito de receber contrapartidas em troca do favorecimento de algumas empresas, como a construtora Pessegueiro cujo editor executivo encontra-se igualmente detido. Questionado, o grupo imobiliário com sede em Espinho, remeteu-se ao silêncio e não respondeu ao pedido de esclarecimentos. Em causa neste inquérito estão os indícios de corrupção ativa e passiva, prevaricação, abuso de poder e tráfico de influências através de operações de licenciamento urbanístico para a construção de hotéis e habitações de luxo. Entre os detidos estão ainda José Costa, atual chefe da Divisão de Obras do município, o arquiteto João Rodrigues e Paulo Malafaia, um outro empresário do setor imobiliário.

 

  Ao início da tarde de hoje soube-se que o Presidente da Câmara de Espinho, Miguel Reis, renunciou ao mandato.

 

  O Tribunal de Instrução Criminal do Porto determinou este sábado [14jan2023] a medida de coação de prisão preventiva para o ex-presidente da Câmara de Espinho Miguel Reis e o empresário Francisco Pessegueiro, no âmbito do processo da Operação Vórtex. A José Costa, chefe do gabinete de urbanismo da Câmara Municipal de Espinho, é aplicada a medida de suspensão do exercício de funções públicas. Tal como José Costa, o empresário Paulo Malafaia e arquiteto João Rodrigues, também arguidos neste processo, saíram logo na sexta-feira em liberdade. Todos estão sujeitos à proibição de contactos entre siUm dos arguidos - que o comunicado do Tribunal não identifica - fica sujeito ao pagamento de uma caução de 60 mil euros no prazo de dez dias. O Ministério Público havia pedido a prisão preventiva para o ex-autarca socialista, assim como para Francisco Pessegueiro. Em declarações aos jornalistas, à saída das instalações do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, o advogado de Miguel Reis, Nuno Brandão, afirmou que a decisão é "chocante", revelando ainda a intenção de interpor recurso.



Publicado por Tovi às 07:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Sábado, 2 de Julho de 2022
40.º Congresso do PSD

Captura de ecrã 2022-07-01 224217.jpg

Rui Rio despediu-se ontem à noite da liderança do PSD. O social-democrata subiu ao palco do 40º Congresso do PSD, que arrancou esta sexta-feira no Pavilhão Rosa Mota, no Porto, onde começou por agradecer aos militantes que estiveram ao seu lado, sem esquecer "os momentos mais sensíveis". "Nunca na história da democracia portuguesa houve tantos atos eleitorais concentrados num idêntico período de tempo", lembrou, e "num total de 11 atos" os militantes responderam com "a sua presença e dedicação". "Se há valor ético que eu considero fundamental na nossa vida em sociedade, esse é o valor da gratidão", disse, pelo que se mostra "grato a quem, com coerência e dignidade" o "ajudou lealmente neste caminho que agora atinge o seu final". Sem a gratidão, "seria a selva", recordando a memória de António Tropa e Zeca Mendonça. Em seguida, faz a sua "saudação pública" a Luís Montenegro, presidente eleito do PSD. "Melhor do que ninguém, conheço as dificuldades que hoje lhe são inerentes".

Sem discurso escrito, ao contrário de Rio, Montenegro começa por saudar todos os militantes e dirigentes que vão cessar funções neste congresso: um especial agradecimento pela "entrega e dedicação" que tiveram ao partido. Agradeceu a Rui Rio, que foi durante 4 anos e meio presidente do partido e que tem uma vida pública preenchida pelo serviço a Portugal e aos portugueses, como presidente da câmara do Porto, como deputado e como líder do PSD. "Fica aqui o meu respeito pelo esforço que dedicou à causa do PSD", disse, num eleogio ao líder cuja liderança desafiou por duas vezes. Luís Montenegro agradeceu ao seu adversário nas últimas eleições diretas, Jorge Moreira da Silva, também ele já presente neste congresso. O vencedor agradeceu ao vencido por ter sido uma luta leal em que ambos se enriqueceram e enriqueceram o partido. O líder eleito do PSD aproveitou também para lembrar, como Rio fez, Zeva Mendonça e António Topa, duas figuras queridas ao povo social-democrata. Mas acrescentou ainda Almeida Henrique, o autarca de Viseu que morreu com Covid, e aí o congresso levantou-se em palmas.

 

  O presidente eleito do PSD, Luis Montenegro, destacou este sábado o “período de grande unidade e coesão” que o partido está a viver, considerando que vai ao encontro das expetativas do país. “Eu creio que toda a gente já percebeu que estamos a viver um período de grande unidade e coesão no PSD, isso é importante, é aquilo que o pais espera de nós, e vamos dar essa resposta ao país”, frisou, à entrada para o pavilhão Rosa Mota, no Porto, onde decorrem os trabalhos do 40.º Congresso Nacional social-democrata. Este sábado vai ser marcado pela apresentação das listas aos órgãos do partido, mas à chegada ao recinto o sucessor de Rui Rio na liderança do PSD não quis adiantar nomes: “Logo à tarde já saberemos”.

 

  O que já se sabe... à hora do almoço
Moedas é a escolha de Montenegro para encabeçar a lista ao Conselho Nacional. 
O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, será, segundo consta nos corredores desta reunião magna do PSD, o novo presidente da Mesa do Congresso, função que também lhe permitirá, por inerência, presidir aos trabalhos do Conselho Nacional. 

 

  Senhores congressistas... bebam com moderação 
mw-680.jpg
Os trabalhos já recomeçaram, mas a sala está a um terço da capacidade. Os delegados vão regressando aos poucos dos almoços à volta dos jardins do Palácio de Cristal. No mesmo local da reunião magna do PSD e nos mesmos três dias, decorre o Essência Festival, curiosamente com um cartaz de fundo laranja.

 

  O que se foi sabendo... ao longo da tarde
Luís Montenegro escolhe a sua equipa e surpreende ao chamar antigos adversários como Paulo Rangel e Pinto Luz para a sua direção mais restrita. Vice-presidentes: Paulo Rangel, Miguel Pinto Luz, Margarida Balseiro Lopes, António Leitão Amaro,Paulo Cunha, Inês Ramalho. Secretário-geral: Hugo Soares.
Montenegro também anunciou os nomes para os orgãos que vão preparar o programa eleitoral e as propostas do partido. Pedro Reis, economista e ex-presidente da Aicep, vai liderar o Movimento Acreditar e Pedro Duarte, ex-líder da JSD, vai presidir ao Conselho Estratégico Nacional (CEN).
Além de Carlos Moedas como cabeça de lista ao Conselho Nacional, a lista da nova direção ao parlamento do partido é repleta de passistas: Maria Luís Albuquerque, Teresa Morais, Luís Menezes, Pedro Calado e Pedro Nascimento Cabral foram alguns dos nomes referidos por Luís Montenegro.
Moção estratégica de Montenegro aprovada sem votos contra e com apenas duas abstenções. É a unidade preconizada, depois de reveladas as surpresas do congresso: Rangel e Pinto Luz ao lado de Montenegro na direção do partido.
Joaquim Miranda Sarmento será o novo líder parlamentar do PSD. Miranda Sarmento começou por agradecer o papel de Paulo Mota Pinto como líder parlamentar e explicou porque se candidata à sucessão do líder da bancada escolhido por Rui Rio, a quem também agradeceu "os anos de serviço à causa pública".

 

  Luís Montenegro sobre a Regionalização... no Congresso do PSD
image.jpgO líder do PSD acusou, este domingo [3jul2022], o processo de descentralização de ser um "logro" e avisou o PS que não tem o "aval" e a "cobertura" do PSD para fazer um referendo à regionalização em 2024. "Os portugueses não compreenderiam" alegou Luís Montenegro, no encerramento do 40.º congresso do partido, no Porto. Luís Montenegro manteve-se, no encerramento do 40.º congresso do PSD, fiel à posição do partido desde o referendo à regionalização de 1998. Uma posição incutida ao partido por Marcelo Rebelo de Sousa. Ou seja, os sociais-democratas são favoráveis a um efetivo processo de descentralização, com um suficiente envelope financeiro, e recusam uma nova consulta popular, como o PS já anunciou que pretende fazer em 2024. "Fazer um referendo neste quadro crítico e delicado (clima de guerra e crise económica) seria uma irresponsabilidade, uma precipitação e um erro. Os portugueses não compreenderiam", justificou Luís Montenegro, sintetizando: "Não é adequado". O novo líder do PSD deixou, assim, um aviso a António Costa: "Se o Governo compreender o bom senso desta posição, tanto melhor. Mas se o Governo pensar de modo diferente, tem todo o direito de avançar. Só que, nesse caso, avançará sozinho para a iniciativa de convocar um referendo em 2024. Tem uma maioria absoluta que lhe permite fazê-lo. O que não terá é o aval ou a cobertura do PSD". Em alternativa, Luís Montenegro defende um efetivo processo de descentralização, conforme foi acordado entre o PS e a anterior liderança do PSD, nas mãos de Rui Rio. O atual processo em curso, que tem esbarrado na oposição dos autarcas ao nível da transferência de competências na Educação, é "um logro" considera. "O processo de descentralização está a ser um logro por responsabilidade exclusiva do Governo. Como ainda ontem aqui disse e explicou com uma impactante simplicidade o nosso presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, os municípios não são os tarefeiros da incompetência e incapacidade da administração central", criticou Luís Montenegro.

 

  Os dez principais desafios de Montenegro
Moção de censura - Votar ao lado do Chega ou não se opôr ao Governo
É o desafio mais imediato, o do posicionamento face à moção de censura que o Chega quer agendar para esta semana: votar favoralmente ou não sancionar o Governo, abstendo-se. Uma decisão que poderá levar Montenegro a antecipar a reunião da bancada de quinta-feira e onde vai marcar presença.
Relação com Chega - Evitar que Ventura conduza o caminho da oposição
Ao longo do mandato, Luís Montenegro vai ser confrontado com mais situações provocadas pelo Chega. O novo líder do PSD tem de ser capaz de gerir todas as "ratoeiras", sem ser associado ao populismo e sem perder o título de maior partido da oposição.
Abrir o partido - Renovar a imagem, mudar regras e produzir ideias
Luís Montenegro tem que renovar a imagem do partido, a sua forma de trabalhar e de comunicar. Para tal, vai criar um movimento para fazer o programa de Governo, a Academia de Formação Política e transformar o Conselho Estratégico num laboratório de produção de ideias. Também quer alterar o modelo de eleição do líder.
Manter a união - Conseguir pôr sempre todos a falar juntos contra o PS
O líder do PSD teve durante o 40.º congresso sinais de forte unidade interna. Mas não chega. Tem que conseguir, durante o mandato, manter todo partido a apontar baterias contra o PS.
Fazer oposição - Responder a Costa estando fora do Parlamento
Montenegro vai andar pelo país - uma semana por mês em cada distrito - a falar diretamente com os portugueses e estará no seu gabinete no Parlamento. Isso permitir-lhe-á reagir, de imediato, a ataques vindos do plenário. Mas não entrar em diálogo, nem ter destaque na primeira fila. Essa função estaré entregue ao futuro novo líder parlamentar, Joaquim Miranda Sarmento.
Decidir aeroporto - Conseguir um acordo com Costa sobre a localização
Vai ser o primeiro tema quando se sentar à mesa com o primeiro-ministro. António Costa não esclareceu se a solução contida no despacho será a proposta. Nem o PSD se a aceita.
Descentralização - Garantir que reforma feita com Rui Rio é cumprida
Assumiu como seu o acordo celebrado entre o PS e Rui Rio sobre a descentralização. Mas disse que o atual processo é "um logro" e exige um adequado envelope financeiro para as autarquias.
Regionais - Manter Governo e uma maioria do PSD na Madeira
As regionais da Madeira são já no próximo ano e o PSD tem vindo a descer: passou de 44,35% em 2015 para 39,42%, em 2019, enquanto o PS subiu de 11,43% para 35,76.
Europeias - Forçado a ganhar para ter um impulso vitorioso
As europeias de 2024 são na reta final do seu mandato e Montenegro tem que mostrar ser capaz de ganhar eleições nacionais. Em maio de 2019, o PSD passou de 27,7% (sete eleitos) para 21,94% (seis eleitos).
Renovar mandato - Ser reeleito e evitar ser um líder de transição
Tem dois anos para se afirmar como alguém com perfil para primeiro-ministro ou corre o risco de ser um líder de transição num partido que ovaciona o autarca Carlos Moedas.



Publicado por Tovi às 08:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Março 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Eleições Regionais nos Aç...

Barómetro de janeiro da I...

Estará a pré-campanha à e...

Sondagens da Aximage para...

Primeiras sondagens após ...

Encontrada solução govern...

PJ fez buscas em casa de ...

Cavaco voltou a criticar ...

Estou a seguir a telenove...

PS e PSD empatados - Dire...

Chega de André Ventura ma...

Sondagem da Aximage para ...

Notícias de ontem que me ...

Gente do PS e PSD "apanha...

40.º Congresso do PSD

Eleição do Presidente do ...

José Silvano e Emília Cer...

Rei morto, Rei posto

O dia seguinte às Legisla...

Um dia "quente" no «Um no...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus