"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 2 de Outubro de 2010
Um grande branco da Quinta da Lagoalva de Cima

 

Bebi hoje ao almoço, para acompanhar umas “postas de salmão grelhadas em brasas de carvão”, o Quinta da Lagoalva de Cima "Arinto & Chardonnay" Reserva Branco 2009 (Elaborado a partir das reconhecidas variedades Arinto e Chardonnay; A casta Arinto, fermentada em inox, confere-lhe a frescura de nariz e boca que se conjuga com a untuosidade e complexidade da casta Chardonnay fermentada e estagiada em barricas novas de carvalho francês) um Vinho Regional do Tejo de muitíssima qualidade que comprei na Feira de Vinhos do Continente (de 28 de Setembro até 17 de Outubro) pelo simpático preço de 6,15€ a garrafa de 75cl. Este vinho apresenta-se no nariz extremamente aromático (fruta tropical e citrinos) e na boca é divinal, com uma acidez correcta e grande complexidade.

Vou comprar mais umas garrafitas deste maravilhoso vinho, porque estou certo que até vai melhorar em garrafa durante uns bons três ou quatro anos.


«Fernando Pimentel» in Facebook >> Eu bebi uma aguazinha de Luso.

«David Ribeiro» in Facebook >> E só te deve ter feito bem, Fernando... Não é só de vinho que vive o Homem.

«Luís Alexandre» in Facebook >> Até que enfim um Ribatejano

«David Ribeiro» in Facebook >> Tens razão Luís... Já não há muitos "Ribatejanos" (agora chamados VINHOS DO TEJO) que me encantem... Mas este "Arinto & Chardonnay" da Lagoalva de Cima é vinho para ficar na história dos vinhos da tua região. Experimenta-o e depois diz-me o que te pareceu.

«Luís Alexandre» in Facebook >> Não fazia a menor ideia que os vinhos até então Ribatejanos passaram a ser chamados Vinhos do Tejo, o que na minha opinião é um pouco abrangente de mais se pensarmos que o Tejo nasce em Espanha. Mas deve haver alguma explicação para isso...

«David Ribeiro» in Facebook >>  Pois é!... Os vinhos do "Ribatejo" chamam-se agora "do Tejo"... Deve ser um qualquer complexo de inferioridade com os vinhos "do Douro".

«Luís Alexandre» in Facebook >> Não sei se serão invejas ou complexos de inferioridade, mas se são deviam de pesar na consciencia de quem manda nestas coisas e ler a história dos vinhos do Ribatejo - A história da viticultura no Ribatejo perde-se nos tempos, já que a existência de vinha no Ribatejo é muito anterior à nacionalidade, conforme atestam os amarelados manuscritos em papiro, do tempo dos romanos que terão sido os principais introdutores da cultura da vinha nesta Região. Em documentos emanados de Reis como D. Afonso Henriques, D. Sancho II e D. Fernando, só para citar alguns são variadas as referências às vinhas e aos vinhos do Ribatejo - Tirado do site da Comissão Vitivinicola Regional do Tejo.

«David Ribeiro» in Facebook >> Como dizia Samuel Alemão na "Revista De Vinhos": Muitas décadas de produção a granel, pouco preocupada com a qualidade, quase deitaram por terra o nome de uma das mais tradicionais regiões portuguesas. Mas o trabalho em sentido contrário, desenvolvido nos últimos anos por produtores inconformados, está a mudar a face dos que, a partir de agora, passarão a ser conhecidos como vinhos do Tejo. Uma nova designação que pretende funcionar como marca de ataque aos mercados nacional e internacional. Ver tudo aqui.

«Luís Alexandre» in Facebook >> David, se os produtores acharam que se devia mudar eles lá saberão melhor que eu o que é melhor para a região e para os vinhos do Ribatejo, e até partilho da opinião do autor do texto, "Mudar de nome pode parecer a coisa mais fácil de fazer, e, em certa medida, acaba por sê-lo" pelos vistos mudar de nomes é "coisa" fácil eu ainda me lembro de ter aprendido na escola a região do Ribatejo e Estremadura, agora Lisboa e Vale do Tejo. David a tradição já não é mesmo o que era por isso... Acabou o Ribatejo, viva o Tejo!

«David Ribeiro» in Facebook >> Viva os bons VINHOS DO TEJO.

«Paula Botelho» in Facebook >> delicioso.



Publicado por Tovi às 16:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010
Feira de Vinhos - LIDL

Na feira de vinhos deste ano no LIDL (de 2 a 8Set) só há 20 vinhos, sendo 20% de brancos e os restantes 80% de tintos.

Quanto a preços: 60% estão abaixo dos 3€ e 40% encontram-se entre os 3 e 5€.

Por regiões: Vinho Verde, Douro, Lisboa e Terras do Sado só têm um vinho cada; Beiras e Tejo têm dois vinhos cada; Alentejo tem 12 vinhos.

Na gama de espumantes e fortificados infelizmente só há um vinho da Madeia (Madeira Wine Doce 5 Anos). Nem um espumante nem um vinho do Porto sequer... É pena.


«João Barbosa» in Facebook >> do Lidl não se esperava outra coisa... mas é melhor que o minipreço

«Ricardo Moreira» in Facebook >> O Lidl tem coisas muito boas! Obvio que não se trata de uma grande superficie, por isso, não podemos esperar igual variedade! Mas há coisas que vale a pena...

«João Barbosa» in Facebook >> por acaso é verdade. lacticínios, salsichas, alguns electrodométicos, as bolachas, os congelados... mas vinhos é uma desgraça

«David Ribeiro» in Facebook >> Sim, isso é verdade, meu caro João Barbosa... No entanto há sempre no Lidl um vinho de que eu gosto e que nunca vi noutro local. É o MONTE DA CASTA (tinto e branco) um vinho regional do Tejo feito pela Quinta da Lagoalva de Cima.

«João Barbosa» in Facebook >> ok... não sabia. vivendo e aprendendo. provei 1 vez 1 chileno d lidl q nem era mau

«David Ribeiro» in Facebook >> Quando tiver oportunidade prove o Monte da Casta Branco. Eu gosto muito deste vinho feito com Fernão Pires, Arinto, Alvarinho, Sauvignon e Verdelho. O último que comprei (penso que era da colheita de 2007) estava a 2,99€ a garrafa de 75cl.

«João Barbosa» in Facebook >> ok! vou mesmo! sou fã da Lagoalva dos Campilhos




Domingo, 24 de Maio de 2009
São servidos?...

 

Vou fazer umas Espetadas de Salmão com Gambas para o almoço… E vou acompanhar com um branco ribatejano muito agradável, o Monte da Casta 2007.

«Scalabis» / ViriatoWeb ► Isto é que é falar... Ribatejo no seu melhor.

O vinho Monte da Casta é “feito” pela Quinta da Lagoalva de Cima, um dos nomes mais importantes da vinicultura ribatejana e só é pena que a sua comercialização seja um exclusivo das lojas Lidl… Eu até não tenho nada contra os sistemas comerciais de exclusividade, mas a verdade é que sou muito mais defensor de um mercado à medida de “quem tem unhas para tocar guitarra”… e no que toca a vinhos não é o Lidl que me encanta.




Terça-feira, 17 de Março de 2009
Quinta da Lagoalva de Cima Rosé 2008

Um bom equilíbrio entre doçura e acidez fazem deste rosé ribatejano um vinho muito interessante e outra coisa não seria de esperar da equipa de enólogos da Quinta da Lagoalva de Cima (Sociedade Agrícola da Lagoalva de Cima SA), uma enorme propriedade localizada na margem sul do rio Tejo a cerca de 2 km da vila de Alpiarça. (Vinho provado na "Essência do Vinho 2009")




Domingo, 28 de Setembro de 2008
Quinta do Carmo Tinto 2002

Pois é!... Durante o almoço de ontem (*) recebi um agradável telefonema do «Viriato», o "patrão" do ViriatoWeb... Falamos de vinhos, das realidades intrínsecas de Portugal e de França, de hipermercados e de outras coisas que não interessam para o caso.
E foi bom falar com este amigo. Boa viagem até às terras dos gauleses, meu caro «Viriato».  


(*) O almoço de Sábado foi Frango Estufado (confeccionado pela minha mulher com base numa receita da minha saudosa sogra) e acompanhei-o com um Quinta do Carmo Tinto 2002 (selo de garantia da CVRA: FP-930399), um soberbo Vinho Regional Alentejano da Sociedade Agrícola Quinta do Carmo SA, feito com uvas das castas Aragonês, Alicante Bouchet, Trincadeira e Castelão, com um teor alcoólico de 14%.
Estamos perante a prova provada que projectos inovadores podem dar um enorme alento à região dos vinhos alentejanos, mas também é verdade que poderemos cair na uniformização de tipo de vinhos e qualquer dia já não conseguimos distinguir de que região é o néctar que estamos a beber. Eu cá ainda gosto da diversidade… Alentejo é Alentejo, Douro é Douro, Dão é Dão… Para fazer vinhos no Velho Mundo ainda é necessário um legado histórico… Senão, qualquer dia, com base em modernas técnicas de rega e com algum capital financeiro, ainda vamos fazer vinhos franceses em Portugal… Nada que os americanos e os australianos já não tenham experimentado e com sucesso.

 

«Scalabis» / ViriatoWeb ► Embora seja um acérrimo defensor do meu Ribatejo, não sou muito de ficar ofendido quando se omite uma região quando toca a vinhos, mas e para o caso Ribatejo é Ribatejo e dificilmente se encontrará igual.

«Tovi» / ViriatoWeb ► Meu caro amigo «Scalabis»… Eu sei da tua paixão pela região ribatejana e por isso compreendo que fiques melindrado por eu ter omitido o Ribatejo quando falava de regiões vitivinícolas com características próprias e bem estruturadas. Mas a verdade é que apesar do Ribatejo ter potencial para produzir bons vinhos o que se verifica hoje em dia é que só temos pouco mais do que uma dúzia de produtores a fazer vinho de qualidade.

«Scalabis» / ViriatoWeb ► É verdade que há poucos mas o Ribatejo é enorme, e terá mais a ver com politicas de agricultura deficientes do que com o valor que as pessoas têm em produzir vinho de qualidade. Mas também "sabemos" meu caro Tovi e isto é uma repetição, que muita gente vem ao Ribatejo buscar as belas das uvas.
Teresa Cadaval eleita "Mulher do Vinho 2008"
http://www.vinhos.online.pt/dnf.asp?id=2177

«Tovi» / ViriatoWeb ► Claro que há grandes vinhos no Ribatejo, mas cada vez mais se contam pelos dedos de uma mão os grandes produtores.
A Casa Cadaval em Muge e a Quinta da Lagoalva nos arredores de Alpiarça, são dois dos maiores expoentes nacionais e internacionais dos vinhos ribatejanos. E digo isto sem qualquer pudor... Muita gente sabe que sou amigo pessoal da Teresa (Condessa de Cadaval) e do João Holstein Campilho (da Quinta da Lagoalva de Cima), mas as verdades são para se dizer e eu não tenho telhados de vidro nestas coisas de comentar vinhos.
Quem também anda a fazer umas coisas muito interessantes é a Pinhal da Torre, propriedade da família Saturnino Cunha. Ainda não a visitei, mas dizem ter uma adega fabulosa na Quinta de São João em Alpiarça.



Publicado por Tovi às 10:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 17 de Maio de 2008
Vinhos brancos portugueses

Bebi nesta última semana dois vinhos brancos portugueses de qualidade superior: O Quinta da Lagoalva de Cima Arinto & Chardonnay 2004 e o Quinta Seara D'Ordens Reserva 2006 Branco, prova provada que em Portugal já se fazem bons vinhos brancos e com grande capacidade de envelhecimento.

O primeiro - Quinta da Lagoalva de Cima Arinto & Chardonnay 2004 – é um vinho Regional Ribatejano da Sociedade Agrícola Quinta da Lagoalva de Cima SA e que comprei em Abril do ano passado no El Corte Inglés de Gaia (75cl. - 7,75€); Com um teor alcoólico de 12,5% ainda se apresenta fresco e macio, mas já em fim de vida.

O outro - Quinta Seara D'Ordens Reserva 2006 Branco - um DOC Douro da Sociedade Agrícola Quinta Seara D'Ordens Lda comprado na Loja da Quinta Seara D'Ordens em Junho de 2007 (75cl. - 5,00€), fermentado em barricas de carvalho francês durante seis meses e do qual saíram para o mercado 9.333 garrafas; As uvas das castas Rabigato, Malvasia Fina e Fernão Pires deram um branco com 13% de teor alcoólico, com aromas frutados muito agradáveis; Um vinho encorpado mas com frescura suficiente para ser apreciado na estação quente que se avizinha.

«Berarda» in ViriatoWeb ► Algum deles é suficientemente seco para o meu paladar?

Se com suficientemente seco queres dizer adstringente, a resposta é não.
Mas já agora ó minha querida amiga «Berarda», de que vinhos secos é que tu gostas?...
 

«XôZé» in ViriatoWeb ► Agora é que a entalaste.


Publicado por Tovi às 15:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Um grande branco da Quint...

Feira de Vinhos - LIDL

São servidos?...

Quinta da Lagoalva de Cim...

Quinta do Carmo Tinto 200...

Vinhos brancos portuguese...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus