"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 19 de Abril de 2014
V e r g o n h o s o ! . . .

{#emotions_dlg.sidemouth} Há certos empresários do Norte que por vezes tomam atitudes que eu não consigo entender… mas se calhar o defeito é meu que apesar de tudo ainda me considero Português.

Para acompanhar umas “Douradas Assadas no Forno” (em cama de cebola, curgetes e tomate) do almoço de ontem, abri uma garrafa de “Adega de Vila Real Colheita Branco 2012”, um DOC Douro em que as CAVES VALE DO CORGO (Adega Cooperativa de Vila Real CRL) tiveram a infeliz ideia de vedarem com um ROLHA SINTÉTICA, coisa que num País como o nosso, líder na produção e transformação da cortiça, até devia ser proibido. Estou a falar de um vinho premiado – medalha de bronze no “Decanter World Wines Awards 2013”, medalha de prata no “Concours Mondial Bruxelles 2013” e recomendado pelo “International Wine Challenge 2013” – o que já exigia um melhor cuidado. Mas é o que temos… ou melhor dizendo, os “empresários“ que temos.

E o que é que vocês pensam disto?... Venham daí os vossos bitaites.


«Miguel C Reis» no Facebook >> Una verguenza! Vinho a não beber!

«Pedro Aroso» no Facebook >> Uma vergonha! Vou tomar nota do nome desse vinho, para nunca comprar.

«Diogo Sampaio» no Facebook >> David Ribeiro nada lhe escapa, já estou a ver

«Albertino Amaral» no Facebook >> Sem dúvida que um bom apreciador de vinhos, "exige"  que ele se apresente com uma rolha de cortiça, tanto mais que estamos num dos melhores países, produtor de bons vinhos e responsável por 50% da produção mundial de cortiça...!

«Isabel Branco Martins» no Facebook >> totalmente de acordo, INDESCULPÁVEL

«Tiago Vasquez» no Facebook >> Concordo plenamente, produtor descuidado

«Maria Rosário Aires Pinto» no Facebook >> Só neste País se vêm coisas que não lembra a ninguém. Por coisa menor se multa se fazem leis sem explicarem dão e tiram. isto que o David Ribeiro fala é muito sério e preocupante se não fosse verdade. Nós somos os unicos certamente os maiores exportadores de cortiça Rolhas de plástico). um ou dos melhores vinhos com essas rolhas. quem é que está interessado em destruir mais uma riqueza? ...(vinho do Douro)... não é certamente um (zé ninguém). qualquer que diz que as rolhas de plástico não deixa sabor da cortiça no vinho ao fim de algum tempo.

«Lindoro Barbosa» no Facebook >> Penso que não vou comprar vinho das Caves Vale do Corgo

«Jorge Garcia» no Facebook >> David, há marcas que a maior parte da sua produção é para exportação. E digo-te que a maior parte dos grandes e médios produtores vive das exportações por não haver escoamento em Portugal. Acontece que há países que não aceitam as rolhas de cortiça e outros que nem sequer rolhas mas sim as roscas em metal. Pode ser o caso. Constatei que em vários vinhos franceses de gama media-baixa usam essas rolhas sintéticas por serem vinhos novos como são os casos dos brancos jovens. Pode ser o caso também.

«Albertino Amaral» no Facebook >> Amigo Jorge, uma coisa é beber vinho, como quem bebe água, e aí a rolha é indiferente... Outra coisa é sentir, mastigar, degustar o néctar que sem dúvida com rolha de cortiça é outra coisa… Razão tem o amigo David... Convenhamos...!

«Jorge Garcia» no Facebook >> Albertino: É claro que odeio rolhas sinteticas e enquanto estava na Belgica bebia um Rosé marca Pórtico com rolha de rosca. É claro que o David tem razão eu só tentei passar alguma informação suplementar que pode ou não ser relevante para o caso.

«Albertino Amaral» no Facebook >> Claro, Jorge Garcia, eu entendi o seu ponto de vista...

«David Ribeiro» no Facebook >> Essa é realmente a justificação que alguns viticultores dão para a utilização de outro tipo de vedantes que não a clássica rolha de cortiça, caro amigo Jorge Garcia, mas um PORTUGUÊS deveria sempre primar pela utilização de componentes nacionais nas nossas garrafas de vinho, especialmente no caso da exportação. Sou da opinião que se devia legislar sobre a utilização de vedantes alternativos à rolha de cortiça nos vinhos nacionais, Lei que deveria OBRIGAR a utilização da rolha de cortiça, pelo menos nos vinhos “DOC”.

«Diamantino Hugo Pedro» no Facebook >> Por muito bom que seja, já não faço ideias de o beber ....

«Albertino Amaral» no Facebook >> Porque diz isso, Diamantino Hugo Pedro ?

«Diamantino Hugo Pedro» no Facebook >> Porque eu sou um tradicionalista, bom vinho, para mim, vem fechado com boa rolha de cortiça. É um dogma, nem discuto outras opções ;-)

«Albertino Amaral» no Facebook >> Peço desculpa pela pergunta, mas imaginei que não beberia por outras razões. Bem haja...

«Jorge Veiga» no Facebook >> Como pouco entendedor de vinhos, apenas direi o que ouvi outros dizer. Um vinho Bom (e este teve prémio) tem de respirar, para evoluir se for um tinto capaz. Com uma rolha de plático sufoca. Já vi vinhos franceses com esse tipo de rolhas, mas eram zurrapas que aqui temos melhores e mais baratos. Vinho com rolha de cortiça e se forem para exportação, que os exportem. Aqui em Portugal, rolhas de cortiça!



Publicado por Tovi às 08:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009
Côtes de Provence Lou Romanin 2007

O Vasco e a Rita, dois dos meus sobrinhos-netos, vieram hoje jantar cá a casa… E embora o “menu” tenha sido adaptado aos gostos da canalhada, a verdade é que até eu me deliciei com os panados de vitela acompanhados de massa fresca salteada com natas, uma receita da minha mulher e que já há muito tempo não fazia parte do cardápio dos nossos jantares. A pequenada acompanhou o repasto com Coca-Cola Zero e eu abri uma garrafita de Côtes de Provence Lou Romanin 2007, um branco de Appellation Côtes de Provence Contólée comprado no supermercado Os Mosqueteiros de Paredes no passado mês de Abril e que infelizmente se apresentava com um vedante sintético em vez de uma rolha de cortiça. Este vinho só não foi pela pia abaixo porque estamos em crise e os 3,29€ que me custou esta garrafa fez-me pensar duas vezes… Mas nunca mais o compro… E a reclamação já seguiu para a gerência deste supermercado... Fosse obrigatória a indicação do tipo de vedante utilizado, (no contra-rótulo ou na prateleira do retalhista) e eu não tinha sido enganado… Cada vez mais defendo que os consumidores têm o direito a serem informados sobre o tipo de vedante utilizado na garrafa que estamos a comprar.



Publicado por Tovi às 22:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 6 de Maio de 2009
Vinho com informação é opção

Existem diversas razões que nos devem levar a optar por escolher vinhos com rolha de cortiça. Graças às diversas campanhas institucionais, aos artigos e documentários independentes os consumidores começam a estar cada vez mais sensibilizados para elas. Infelizmente, o poder de optar e escolher ainda não foi dado aos consumidores. Até aqui ninguém se tem preocupado em informar qual o tipo de vedante utilizado nas garrafas. Está nas nossas mãos exigir: aos engarrafadores/produtores de vinho; aos retalhistas e comerciantes de vinho; aos governantes nacionais.

OS CONSUMIDORES QUEREM TER O PODER DE ESCOLHER. Queremos ter acesso à informação do tipo de vedante utilizado nas garrafas antes de as abrirmos, só assim podemos fazer compras de forma consciente. Só assim poderemos fazer escolhas que defendam o interesse de todos nós através da preservação do meio ambiente.

Assine esta petição - http://www.peticao.ecologicalcork.com/index.html

 

«XôZé» / ViriatoWeb ► Tudo bem Tovi mas ultimamente tenho apanhado cada desilusão com as rolhas de cortiça que nem te conto. Ainda por cima, como vedantes de vinhos para cima de 6 euros.

«Tovi» / ViriatoWeb ► Mas é vinho que se estragou por estar vedado com rolha de cortiça de má qualidade ou porque o vinho já não ia lá das pernas?... É evidente que uma má rolha de cortiça pode fazer muito mal a um bom vinho... E também é verdade que não é uma boa rolha de cortiça que vai salvar um mau vinho.

«XôZé» / ViriatoWeb ► As garrafas têm sido adquiridas no Continente de Loulé que ao que consta não será uma adega centenária.

«Tovi» / ViriatoWeb ► Todas as compras que faças nos hipermercados Continente dão-te o direito a reclamar se não ficares plenamente satisfeito e isso é uma questão de honra para o Grupo Sonae.

 

«Hugo Mendes» / RevistaDeVinhos ► Eu estive quase, quase… quase a assinar essa petição! E só não o fiz ainda porque, TOTALMENTE à parte das questões ambientais e nacionalista, tenho receio de assinar uma petição que no limite possa permitir à indústria corticeira recuperar o monopólio e reproduzir na rolha o que a indústria do vidro nos anda a fazer (e ela mostra-nos bem que é bem capaz de o fazer)!

«Tovi» / RevistaDeVinhos ► Parece-me que essa sua preocupação não tem razão de ser, até porque a nossa maior empresa do ramo da indústria corticeira já tem também interesses em empresas de vedantes sintéticos no nosso País. (estou a vender esta informação pelo preço a que a comprei...)

«EcoLogicalCork.com» / RevistaDeVinhos ► É o primeiro que ouço dizer tal coisa, nunca me constou nem sequer em termos de boato. Conheço empresas que além de produzirem e comercializarem rolhas de cortiça acabaram por aproveitar os seus "canais de distribuição" para também venderem a quem o desejar vedantes alternativos (normalmente sintéticos) mas "a maior empresa do ramo" que eu saiba não está a fazer isso. Pode adiantar-nos algo mais sobre o assunto?

«Tovi» / RevistaDeVinhos ► Como disse anteriormente a informação que aqui passei sobre a eventualidade de haver interesses por parte da maior empresa do ramo da indústria corticeira em empresas de vedantes sintéticos poderá não ser totalmente verdadeira (a minha fonte não me merece muita credibilidade), mas é muito mais capaz de ser o que o «EcoLogicalCork.com» nos diz, ou seja, um aproveitamento dos canais de distribuição.


Tags: ,

Publicado por Tovi às 19:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sábado, 18 de Outubro de 2008
"Save Miguel" - Rolha de cortiça, sempre!... (II)

«da Horta Primeira» / AzulJasmim.info ► Save Miguel (é pena que a música seja espanhola e não fado) é incrível que estejam a usar rolhas de plástico... e sabe quem??? os vinhos da Quinta do Carmo que foram comprados ao antigo dono Miguel Tassara de Bastos (que agora produz os vinhos D.Maria) aos franseses que por sua vez os venderam ao todo poderoso Joe Berardo. Irei informar-me se esse crime continua, pois desde que vi com os meus olhinhos essas malditas rolhas, nunca mais recomendei e jamais beber dessa marca.

 

Da última vez que visitei a Quinta do Carmo (Setembro do ano passado) os brancos e os rosés eram rolhados com rolhas sintéticas e por isso na altura da visita disse à simpática senhora que nos estava a receber (Nathalie Roque), que não provava aqueles vinhos... E não os provei... Ficaram lá as duas garrafas abertas e nem eu nem a minha mulher lhe tocamos.

 

«da Horta Primeira / AzulJasmim.info ► Boa David um ABRAÇÃO grande pela atitude. Vamos fazer campanha contra todos os que usam rolhas de pástico. Por mim vou-me informar se mais algum aqui da minha terra as usa. 2ª feira vou telefonar para estes que aqui tenho moradas e telefones e que iria mandar para o AJ, mas antes de o fazer vou-me informar. Infelizmente só se pensa em lucro rápido, fácil e sem olhar a meios, não pode calcular a revolta por ver os sobreiros doentes e campos de boas terras de barro plantadas com pinheiros em vez de sobreiros, pois estes só dão lucro ao fim de 40 anos e nos tempos que correm as pessoas não pensam no amanhã.

 

O que vos vou contar foi muito falado na WEB no Verão de 2006...
Um grande gourmet e grande enófilo foi ao Jumbo de Cascais comprar uma caixa de vinho branco. Ao chegar a casa verificou que o mesmo estava rolhado com rolha de plastico, o que motivou a sua imediata devolução acompanhada da seguinte carta:

Memorando

Para: Jumbo Cascais - Companhia Portuguesa de Hipermercados S.A.

De: Eng. Jean José da Luz - Rua da Índia 12 - 2765-230 Estoril

Estoril, 3 de Junho de 2006

Assunto: Devolução de uma Caixa de Vinho Branco Quinta do Carmo 2005

Exmos. Senhores,

Horrorizado com rolhamento com rolha de plástico de um vinho português.
Pasmem, um vinho do Alentejo - pátria da cortiça!

Venho devolver uma caixa de 6 garrafas de Vinho Branco Quinta do Carmo 2005 engarrafado pela "Domaines Barons de Rothchid (Lafite) e o sócio Senhor Comendador José Berardo".

Reservo o direito de dar a publicidade, que entender, a este memorando.
Portugal merece este atentado? Eu não pactuo, eu protesto.

Atentamente,

Jean José da Luz

 

«Alp» / AzulJasmim.info ► Olá David, Desculpe a intromissão num tema que não domino. É que, nunca pensei opinar sobre Vinhos!!!... Mas isto ultrapassa um pouco as fronteiras do saber de vinhos. Acredito que, eventualmente, até possam existir algumas vantagens nas rolhas de plástico. Mas a primeira ideia que me passou pela cabeça, e que vou partilhar convosco, é que rolhar vinho (principalmente do bom) com plástico, será mais ou menos o mesmo que realizar Exposições Caninas para "Cães de Loiça". Também aqui existiriam algumas vantagens (por exemplo, deixava de ser necessário apanhar os presentes dos nossos canitos)... Mas eu,... ...não participaria!

 

Sem dúvida, meu caro João Silvino...
Já Manuel Carvalho (*) dizia na revista Blue Wine: "Não é a rolha que traça as distinções do Vinho e lhe sublinha a humanidade. Mas transformá-la numa mera tampa, é o mesmo que comparar um hamburguer com soja congelado a um daqueles magnificos bifes do Barroso."

(*) Manuel Carvalho - Jornalista profissional desde 1989, de naturalidade duriense, é especialista em assuntos económicos e profundo conhecedor do sector de vinhos, especialmente dos vinhos do Porto, de cuja confraria faz parte. Autor do "Guia do Douro e do Vinho do Porto" e "Cores do Vinho Verde", tem o seu nome associado às obras colectivas "Douro / Duero" e " O Vinho do Porto", livro oficial do IVDP. É Director adjunto do jornal PÚBLICO.



Publicado por Tovi às 13:27
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008
"Save Miguel" - Rolha de cortiça, sempre!

Muito interessante o video que recebi de um grande amigo ribatejano e que no ViriatoWeb é conhecido por «Scalabis»:

Save Miguel
-

 

«pgomes2002» / NovaCrítica-vinho ► Simplesmente fabuloso. Obrigado Tovi.

«Bruno» / NovaCrítica-vinho ► (...) quero apenas referir que hoje, mais do que nunca, existe um fortissimo argumento a favor da rolha de cortiça. O argumento é ambiental. De facto, não me parece que a atitude do consumidor possa, ou deva, actualmente situar-se unicamente na ideia de utilidade imediata, isto é, desde que sirva eu aceito. O plástico, nos dias de hoje e mais do que nunca deve ser usado, ou melhor, elaborado, com muitissima parcimónia. É que, o que hoje facilita muito a vida das pessoas pode dificultar muito amanhã. Sendo que, considero absolutamente espantoso até que ponto vão as exigências de facilitismo que nos são impostas e que nós já reivindicamos e aceitamos tranquiliamente. Repare-se nisto, chega-se a argumentar a defesa da rolha de plástico com fundamento no facto de não haver o problema de nos esquecer-mos do saca rolhas.

 

«Viriato» / ViriatoWeb ► a tal cortiça vinda dos sobreiros plantados no tempo do SALAZAR ! :whistle:

«Tovi» / ViriatoWeb ► Parece que não foi o Estado Novo que mandou plantar os sobreiros que ainda hoje dão cortiça (a ideia de reflorestar o Alentejo e de o transformar no celeiro de Portugal, é do tempo de D. Pedro IV)... Mas toda a gente sabe que foi o Salazar que em 18 de Janeiro de 1934 mandou prender uma grande parte dos trabalhadores da fábrica de cortiça Monteiro & Fernandes, em Silves, quando estes lutavam por melhores salários. E parece que não foi caso único. É só uma questão de se ler com olhos de ler a história do fascismo português.

«Viriato» / ViriatoWeb ► isso de mandar prender gente é outra coisa
o que eu queria dizer que anda por aì muito gajo adepto da auto-estima a apropriar-se dos louros de uma cortiça para a qual eles não participaram em nada, porque se trata de sobreiros que datam do tempo do Salazar, e eu nunca disse que foi o Salazar que os plantou ou mandou plantar, apenas disse que datavam desse tempo !



Publicado por Tovi às 20:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2007
Rolhas sintéticas não!... (III)

Apareceu no "NovaCrítica-vinho" quem percebe de rolhas... Grande «Mariana»!...

«Mariana»bom dia a todos Laughing   sou uma pessoa suspeita, pois trabalho com as Rolhas!!!   a minha função é analisar para cada tipo de vinho (processo e tempo de estágio), a sua rolha. isto só é possível se estivermos a "falar" de dois produtos naturais Exclamation que se casaram em "Harmonia" até ao resto das suas vidas Boo hoo! Rolha - Vinho.  pois se não fosse assim, qualquer vedante (plástico) serviria para todos os vinhos Vomit,.... então eles deixam de ser unicos Exclamation Exclamation Partyman


Tags: ,

Publicado por Tovi às 19:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007
Rolhas sintéticas não!... (II)
Eu já sabia que o post de ontem sobre rolhas sintéticas ia criar polémica… Vejamos os comentários publicados no “NovaCrítica-vinho” sobre esta temática:
«alentejano»Reclamação por um vinho apresentar rolha sintética Shocked  O vinho pela pia abaixo... Shocked  Mas que culpa teve o vinho ? Só me dá para rir  Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing  Penso que a atitude de deitar fora o vinho, é uma falta de respeito pelo produtor, pelo próprio vinho e por todos os apreciadores deste mundo. Para a próxima deite a rolha sintética fora e meta uma de cortiça, assim vinga-se de forma mais correcta.
«Spice Girl» ⇒ Isto é que é um homem de convivções fortes e coerente! Eu confesso que se fosse bom... já que ali estava... não resistia. Depois, não comprava mais, mas aquele...
«alentejano»Cara Spice... eu só gostava de saber que culpa teve ou tem o vinho ? Deitar a rolha fora ainda que se entende, agora o vinho ?
«Algarvio»Nao se joga fora um vinho desses ...o vinho é bom com ou sem rolha sintetica
Ora vamos lá pôr os pontos nos “is”…
- alentejano escreveu: O vinho pela pia abaixo...Shocked Mas que culpa teve o vinho ? - “pela pia abaixo” é uma figura de estilo.
- alentejano escreveu: Só me dá para rir Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing - Rir é saudável, seja por que motivo for.
- alentejano escreveu: deitar fora o vinho, é uma falta de respeito pelo produtor -
Mas há produtores por quem não tenho respeito nenhum.
- Spice Girl escreveu: Isto é que é um homem de convivções fortes e coerente! -
Nem sempre… Como a maior partes dos humanos, eu tenho imensos defeitos.
«Albuquerque»E no Vinhas Velhas, vendido a mais do dobro do Reserva, também usam rolha sintética.
«Miguel Gouveia»Cá para nós, que o Tovi não nos ouve, eu acho que a "Pia" do Tovi é o que na minha terra chamam boca Snakeman .
«jms»É isso e os pontos nos ii. Laughing Razz
«Filipe de Mello»alentejano escreveu: Penso que a atitude de deitar fora o vinho, é uma falta de respeito pelo produtor - E a falta de respeito pelo consumidor em por uma rolha sintetica? E a falta de respeito por um produtor de cortiça? Laughing  Agora, convenhamos que deitar fora??? Se o tovi não quiser ficar com os vinhos com rolha sintetica, eu candidato-me!!!
«alentejano»Filipe de Mello escreveu: E a falta de respeito pelo consumidor em por uma rolha sintetica? - Tem sempre uma solução, não se compra.
«Filipe de Mello»Quando se percebe!!! Não é caro Zé Tomáz Laughing Cool
«JTMB»Pois é Filipe fui "caçado" en flagrante. Não é que sugeri hoje este Champagne ao Filipe e a rolha era de plástico?
http://www.feuillatte.com/home_fr.php#champagnes/onefourfun/20
E eu que me gabo de não ter aqui rolhas de plástico. A atenuante é que o produtor não é Português...

Tags: ,

Publicado por Tovi às 19:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
Rolhas sintéticas não!...

Há coisas que me irritam… E rolhas sintéticas é uma das coisas que me irritam…

E tudo isto a propósito do vinho que estava previsto beber ao jantar de hoje: Castello D'Alba Douro DOC Branco Reserva 2006, um vinho da VDS Vinhos do Douro Superior Lda, comprado no Continente de Matosinhos em Agosto deste ano (75 cl. - 4,29 €), feito com as castas Côdega de Larinho (quase exclusivamente), Rabigato e Viosinho, com um teor alcoólico de 13,5% e que foi presenteado no “Concours Mondial Bruxelles" com a “Medalha de Ouro 2007”.

Pois é!... Na garrafeira cá de casa este vinho não entra mais!...

E, como é óbvio, a respectiva reclamação para a VDS Vinhos do Douro Superior Lda, já seguiu… Aguardemos a resposta…

«frexou»O problema é que o raio do vinho é bom... e ainda por cima tem boa capacidade de envelhecimento... ainda há bem pouco tempo bebi o 2003 e o 2005 e estavam ambos em excelente forma. O 2005 também é de rolha sintética, o 2003 penso que ainda era Rolha.
Sou contra as rolhas sintéticas, mas quando o vinho é bom...hesito.

Pois é meu caro «frexou»... Mas eu não abdico dos meus princípios… E todo o líquido que estava dentro da garrafa do Castello D'Alba Douro DOC Branco Reserva 2006, foi pela pia abaixo.
E amanhã de manhã a competente reclamação será também apresentada ao hipermercado Continente. E não tenho dúvidas que esta empresa irá ter a maior atenção para com esta minha indignação.


Tags: ,

Publicado por Tovi às 21:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 24 de Agosto de 2007
Rolha de Cortiça

Mais alguns motivos para só consumirmos vinhos com rolha de cortiça:

Seta A produção de uma rolha de cortiça emite para a atmosfera quatro vezes menos CO2 do que a produção de uma cápsula de alumínio. (Estudo desenvolvido pela empresa Cairn Environment)

Seta Ao consumir 15 mil milhões de garrafas vedadas com rolha de cortiça por ano é possível reter a poluição provocada por 45 mil viaturas/ano que circulem 15 mil quilómetros/ano cada uma. (Estudo publicado pela Assolegno - Associazione Nazionale delle Industrie Forestali e della Lavorazione del Legno)

Seta Considerando a recomendação médica para um adulto de beber diariamente cerca de dois copos de vinho/dia (2,5dl de vinho/dia), seria consumida uma garrafa de vinho (75cl.)/pessoa em cada três dias, o que corresponde a 122 rolhas/ano; este número de rolhas representa 1183,4g CO2/pessoa/ano, o que por sua vez corresponde a cerca de 7km percorridos por um veículo médio/pessoa/ano. (Investigação do Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial - INETI)

Seta O montado de sobro contribui para a fixação de cinco por cento das emissões totais de CO2 em Portugal. (Segundo um estudo do Instituto Superior de Agronomia – ISA)

Comentários no "ViriatoWeb"

«XôZé»Tenho apanhado cada desilusão com a qualidade das ditas nos ultimos tempos que não te conto. Enfurecido   Desfazem-se e caem para a botelha... Estupefato

«Tovi»Pois!... E tens reclamado?... Se não tiveres "tempo" para o fazer, passa-me procuração que eu encarrego-me disso... E olha que não tenho tido maus resultados nesta minha "batalha" pela qualidade, seja das rolhas seja de outra coisa qualquer.

«ZéZen»Não me faças rir, tenho os làbios com cieiro. Sorrindo Sabes perfeitamente que a função publica tem tempo para tudo Endemoniado

«Novato»isperimenta manteiga de cacau., se serviu, a manteiga, para o marlon brando tambèm deve servir para ti

«Viriato»mas não era de cacau, mas sim de cacu ! Endemoniado

«ZéZen»O que tu queres é tango e margarina "vaqueiro" Endemoniado

«Arp» ⇒ Pois... se calhar...

«ZéZen»e ?

«Arp» ⇒ Ah pois... se calhar também isso...


Tags: ,

Publicado por Tovi às 18:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Posts recentes

V e r g o n h o s o ! . ....

Côtes de Provence Lou Rom...

Vinho com informação é op...

"Save Miguel" - Rolha de ...

"Save Miguel" - Rolha de ...

Rolhas sintéticas não!......

Rolhas sintéticas não!......

Rolhas sintéticas não!...

Rolha de Cortiça

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus