"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015
O Syriza e a Esquerda Portuguesa

Euro a.jpg

A grande diferença entre o Syriza e a esquerda portuguesa, incluindo o Partido Socialista, é que a esquerda radical grega vence eleições, consegue rapidamente formar um governo de coligação, faz sentar à mesa de negociações todos os ministros das finanças europeus e vai hoje apresentar aos seus credores um plano de reformas estruturais para a Grécia. Iremos ver o que isto tudo dará, mas parece-me que quer os Helénicos quer o Eurogrupo estão “condenados” a entenderem-se, ou o futuro do Euro estará altamente comprometido. Como sempre cá pelo “rectângulo” andamos preocupados com o cachecol Burberry de Yanis Varoufakis e outros tiques da esquerda caviar grega, como se isso fosse o mal da Europa e o motivo principal da crise dos países europeus do sul. Com eleições legislativas num horizonte próximo parece-me ser já tempo de os diferentes partidos portugueses apresentarem aos eleitores os seus manifestos políticos, mas está cá a parecer-me que mais uma vez vão dizer “nada” e pedir-nos novamente um cheque em branco. Para este peditório já dei… e já não me sobram mais moedas para fazer caridade.




Domingo, 25 de Janeiro de 2015
Syriza vence as Eleições Gregas

Grécia SYRIZA Tsipras a.jpg

Neste momento ainda não há a certeza se Alexis Tsipras, líder da Coligação de Esquerda Radical (SYRIZA), consegue ou não uma maioria absoluta no novo Parlamento grego, mas a vitória é histórica e já se diz que é o “início da Primavera Europeia”.

 

  Comentários no Facebook

«Joaquim Leal» >> Para ser sincero não acredito muito amigo de estima David Ribeiro. Gostei desta resposta do povo grego mas agradeço sobretudo aos socialistas, psd's e cds's equiparados pela boa merda que têm andado a fazer na europa nos últimos anos. Esquecem as pessoas em favor da finança. Temo que a Grécia poderá mesmo tornar-se numa futura Argentina ou Venezuela. Mas vou aguardar para ver...

«David Ribeiro» >> Nããããã... A Europa vai-se adaptar à nova realidade, o que não quer dizer que tudo passe a ser maravilhas lá pela Grécia. E já agora: Interessante de ver como os socialistas portugueses já renegam os seus “compagnons de route” do PASOK.

«Joaquim Leal» >> Pois, estava mesmo agora a comentar isso numa página de amigo. Fantástico como os socialistas nacionais festejam quando partilham das mesmas ideias do principal coveiro do povo helénico.

«Jorge Veiga» >> Por acaso também comentei isso com a minha Lena. Mas não foi só o PS... A esquerda de cá está muito contente com a ultra (?) Esquerda de lá...

«Joaquim Leal» >> Agora que venham eleições em Espanha para saber se vão apoiar o psoe ou o - permitam-me... "phodemos".

«Jorge Veiga» >> Depende de quem estiver à frente nas sondagens Joaquim Leal... hehe

«Joaquim Leal» >> O balão eleitoral socialista tuga anda a esvaziar-se. A sorte deles é que ninguém já pode ver o Passos e o Portas á frente. Vão ganhar as eleições "rés vés, campo de Ourique", fazendo uso de uma expressão da mourama. Depois aliam-se a quem?... e se o resultado fôr parecido com o do Seguro correm com o Costa?...

«José Costa Pinto» >> Muito interessante tudo isto. E os comentários também. Esta coisa do Syriza é um borrão de Rorschach.

«Pedro Simões» >> Neste momento esta o Hollande a ligar ao Tsipras a dar-lhe os parabens e a dizer-lhe que esqueça o apoio da França para perdoes de divida, pois tem a extrema direita à perna... e que se nao for ele a vetar, vao ser os finlandeses, os holandeses, os austriacos. O Reino Unido esta a ligar a Merkel e ao Hollande a dizer que nao vao apoiar rebaldarias... O SPD alemao (esquerda da coligacao com a Merkel) vira a publico dizer que nao alinha... Onde O Siryza pode marcar a diferenca é na politica interna. No resto, arrisca-se a ter bem menos espaço de manobra que o seu antecessor... Porque nestas coisas a imagem interna conta, e sera impossivel aos outros paises do euro darem borlas a quem veio dizer que nao vai pagar... Por outras palavras, se o Siryza conseguir o que pede, a seguir estamos nos a exigir, mas nas eleicoes seguintes os eurocepticos e extrema direita varrem a maior parte da Europa, e acaba-se o Euro e a UE num instante. E no dia seguinte temos mais meio milhao de retornados a porta... E uma queda no PIB de meter medo, pois regressaremos à nossa condicao periferica. Cuidado com o que se deseja. Eu nao conheco nenhum povo que aceite grandes subidas de impostos para transferir para outros. A Madeira esta na situacao da Grecia (embora um pouco menos dramatica), e nao vejo ca ninguem disposto a perdoar-lhes as dividas, e sao portugueses como todos os outros. Nao temos solidariedade para os nossos e achamos que os outros vao te-la connosco? De forma massiva?

«David Ribeiro» >> “Esta coisa do Syriza é um borrão de Rorschach” – Interessante analogia entre o partido vencedor das eleições gregas e o Teste de Rorschach, caro José Costa Pinto. Quando não sabemos muito bem o que a coisa é, projectamos aspectos da nossa personalidade.



Publicado por Tovi às 21:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Eleições Legislativas na Grécia

Grécia bandeira c.jpg

Coisas importantes a saber sobre as Eleições Legislativas de hoje na Grécia:

a) As urnas fecham às 17h00 de Domingo (hora de Lisboa) e nessa altura já serão conhecidas algumas sondagens credíveis. Os primeiros resultados globais deverão ser conhecidos por volta das 20 horas.

b) O partido que for mais votado tem direito, antes de mais, a um bónus de mais 50 deputados à partida só por ter ganho as eleições, que os restantes partidos terão em função dos votos. Se tiver maioria pode formar Governo, caso contrário terá três dias para negociar uma coligação com os restantes partidos.

c) Um partido precisa de ter entre 35% e 40% dos votos para ter uma maioria absoluta.

d) Se o partido vencedor não conseguir negociar uma coligação nos três dias a que tem direito após as eleições, o segundo partido mais votado terá também três dias para tentar formar Governo. Caso o segundo partido mais votado não tenha sucesso, o terceiro partido mais votado ainda terá uma oportunidade antes de ser convocada uma nova ronda.

e) Há um total de oito partidos que estarão nos boletins de voto grego nas eleições de hoje, onde se incluem além do Syriza e da Nova Democracia: To Potami - Liderado por Stavros Theodorakis, o partido mais ao centro foi fundado apenas no ano passado mas já está a lutar pelo terceiro lugar com o Pasok; Aurora Dourada - Liderado por Nikolaos Michaloliakos, a Aurora Dourada é o partido fascista da Grécia e tem vindo a ganhar apoio desde 2012; Partido Comunista - É o único partido grande na Grécia que assume que à cabeça quer que a Grécia abandone o euro e a União Europeia, sendo opositor da política de austeridade desde o início, o que ainda assim não lhe deu grande crescimento nas intenções de voto; PASOK - Liderado por Evangelos Venizelos, de centro-esquerda, numas eleições que podem ditar um dos piores resultados de sempre do partido, que perdeu grande parte da sua base de apoio depois de começar a implementar a austeridade no país, quando chegou ao poder em 2009; Gregos Independentes - O partido nacionalista anti-austeridade que se afastou da Nova Democracia quando Samaras deixou cair a sua oposição ao resgate, tendo continuado desde aí a fazer campanha contra o programa da troika, que consideram ser uma violação da soberania grega; Kinima - O Movimento dos Socialistas Democráticos foi lançado a 3 de janeiro por Georges Papandreou, que foi primeiro-ministro entre 2009 e 2011, e é visto como o grande responsável pela implementação da política de austeridade.



Publicado por Tovi às 02:06
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015
Sondagens dão vitória ao Syriza

Grécia SYRIZA 22Jan2015.jpg

Em vésperas de eleições legislativas gregas o Syriza (esquerda radical) encontra-se à frente da Nova Democracia (centro-direita) em 4 pontos percentuais. Algo vai mudar na Grécia… e na Europa também.



Publicado por Tovi às 09:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 6 de Janeiro de 2015
Merkel está-se a ver grega com o Syriza

Grécia eleições 25Jan2015 a.jpg

Vai ser o resultado das eleições para o Parlamento Grego, em 25 deste mês de Janeiro, que ditará a forma como a Grécia irá encarar as enormes obrigações contratuais que tem com o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional. A chanceler alemã até já admite e desvaloriza a saída dos gregos do Euro, mas o seu ministro das Finanças, Wolfgang Schaeuble, diz que “deixar um génio sair da garrafa vai ser difícil de controlar".

 

 Comentários no Facebook

«Raul Vaz Osorio» >> A Alemanha vai ter que assumir de uma vez por todas que é a principal interessada e a maior beneficiária do Euro, não está a practicar caridade. E isso pode mudar muita coisa

«Zé De Baião» >> Bastará rever a seguinte investigação jornalística para compreender o percurso dos milhares de milhões e dos medos que procuram incutir-nos para aceitarmos continuar a pagar e a alimentar tudo e mais alguma coisa. Não podemos ter medo. Nada é fatal e há outros caminhos. -  Onde estão os milhões de euros injetados na banca europeia?

«Renato Rodrigues» >> Só uma correcção Raul. Os juros da dívida Grega são enormes. Ou seja, os 'mercados' sabem que irá haver outro haircut algures no futuro e isso é um problema para a Grécia - Greece Govt Bond 10 Year Acting as Benchmark Analysis - GGGB10YR

«Raul Vaz Osorio» >> E os nossos não?

«Renato Rodrigues» >> Depende do que estiver a falar. No mercado secundário a diferença é brutal. Não sei como são as taxas para empresas e Estado Grego, sei que o nosso problema não é em termos de taxas de juro. O problema é mesmo a dívida total e a falta de crescimento económico.

«Raul Vaz Osorio» >> ou seja estamos a precisar de um haircut como de pão para a boca

«Carlinhos da Sé» >> O circo já está montado, vai nascer um partido socialista renovado.

«Maria Teresa de Villas-Boas» >> Muitos se seguirão!! O euro ditou a morte do projecto europeu.

«António Vidal» >> O cagaço com que eles estão. Quero ver se Syrisa diz que não paga!!??? ihihihihihihih. Ainda vamos ver a Merkel a pedirem para não sairem do Euro. Até agora foram só ameaças, que Portugal e a Grécia, cheias de medo, foram aplicando, sem se preocuparem, no que estavam a fazer ao povo. Vamos a ver o que fazem os gregos, aos muitos bancos da Europa.

«Mario Pinheiro» >> As próximas semanas vão ser emocionantes.

«Tiago Vasquez» >> Os Gregos foram colonizados centenas de anos pelos Otomanos mas mesmo assim têm muito mais tomates que a "potencia colonial" Portugal



Publicado por Tovi às 08:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 28 de Dezembro de 2014
Crise política na Grécia

Grécia SYRIZA 27Dez2014.jpg

Não se tem falado muito em Portugal desta crise grega para a escolha do Presidente e que poderá obrigar a eleições legislativas em Janeiro, sendo que as intenções de voto dão a vitória ao Syriza, uma coligação de esquerda radical. Vai ser interessante o resultado da votação da próxima segunda-feira.

 

 Comentários no Facebook

«António Lopes» >> Seria certamente uma lufada de ar fresco caso o Syriza tivesse a maioria dos votos.

«António Alves» >> O que é isso da esquerda radical?

«David Ribeiro» >> SYRIZA é a abreviatura de Coligação da Esquerda Radical (em grego Συνασπισμός Ριζοσπαστικής Αριστεράς - Synaspismos Rizospastikīs Aristerás) e é assim uma coisa a modos que um saco de gatos, onde estão: Synaspismos - Coligação da Esquerda dos Movimentos e da Ecologia; AKOA - Esquerda Comunista Ecológica e Renovadora; KOE - Organização Comunista da Grécia; DEA - Esquerda Internacionalista dos Trabalhadores; Kokkino - Quarta Internacional (pós-reunificação); APO - Grupo Político Anticapitalista; Rosa; KEDA - Movimento pela Unidade na Acção da Esquerda; Energoi Polites - Cidadãos Activos; Rizospastes; Eco-socialistas Grécia; DIKKI - Movimento Democrático Social.

«António Lopes» >> Excelente caro David Ribeiro, desconhecia por completo.



Publicado por Tovi às 09:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


26
27
28
29

30


Posts recentes

O Syriza e a Esquerda Por...

Syriza vence as Eleições ...

Eleições Legislativas na ...

Sondagens dão vitória ao ...

Merkel está-se a ver greg...

Crise política na Grécia

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus