"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010
Adega de Pegões Trincadeira 2006

 Um dos meus genros trouxe para o jantar de hoje uma garrafa de Adega de Pegões Trincadeira 2006, um tinto feito pela Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões… Depois eu conto-vos o que me pareceu este monocasta das Terras do Sado.


«Joaquim Leal» in Facebook >> Tratam-te na palminha das mãos eh eh eh

«Rui Lopes A. D'Orey» in Facebook >> Posso confirmar que é muito agradável de se beber.

«João Barbosa» in Facebook >> bom proveito :-P

«José António Roseira» in Facebook >> TRINCADEIRA! Casta deliciosa! dura, salta nos dentes! O sumo é, em qualquer região, se bem madura - um néctar disfarçado de Vinho!

«David Ribeiro» in Facebook >> Ora viva meu caro amigo José António Roseira... Há muito tempo que não tinha o prazer de o ouvir (ler). Os seus comentários sobre vinhos, e não só, são sempre bem-vindos.

«Joaquim Leal» in Facebook >> Espero um dia ter um genro desse tipo eh eh eh


 Foi o vinho do jantar de hoje e foram estas as minhas notas de prova do Adega de Pegões Trincadeira 2006: Este tinto Regional Terras do Sado, feito com base na casta Trincadeira, apresentava-se ao olfacto com aromas de frutos negros e algumas especiarias. Na boca estava muito redondo e com boa acidez. Um grande vinho.

Notas do contra-rótulo: Localizada em Pegões Velhos, sul de Portugal, a Cooperativa Agrícola de Santo Isidro de Pegões, produz e engarrafa vinhos de qualidade desde 1958 data da sua fundação. Elaborado com base na casta Trincadeira, produzida por vinhas perfeitamente identificadas em solos arenosos, as uvas são colhidas em meados de Setembro, quando a maturação fenólica é atingida. Vinificado em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada, seguido de estágio de 6 meses em meias pipas de carvalho, resultou um vinho denso, macio, aveludado com aromas a frutos muito maduros típicos da casta, que se pode consumir desde já, ou guardar por mais alguns anos. Acompanha bem pratos de carne, queijos e pratos de peixe bem cozinhados. Período máximo de guarda aconselhado: 7 anos. Guardar garrafa deitada em local fresco não húmido. Temperatura de consumo: 16-18 graus.


«João Barbosa» in Facebook >> :-P miam miam



Publicado por Tovi às 18:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 22 de Abril de 2009
Horácio Simões Regional Terras do Sado

Para acompanhar os Filetes de Pescada com Salada Russa do almoço de Sábado passado resolvi abrir uma garrafa que um dos meus sobrinhos me tinha dado no último Natal – Horácio Simões Regional Terras do Sado – um vinho branco sem data da Casa Agrícola Horácio Simões (Quinta do Anjo) feito com uvas da casta Fernão Pires vinificadas por sistema de bica aberta e com controlo de temperatura de fermentação durante 10 dias. É um vinho do ano (este deveria ser de 2007), sem estágio, mas que se apresenta frutado, encorpado e ao mesmo tempo fresco e macio. Uma agradável surpresa.



Publicado por Tovi às 19:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007
Feira dos Vinhos - Carrefour

A Feira dos Vinhos do Carrefour está a decorrer de 12 a 23 de Setembro.
Tem muita coisa no catálogo… Vou destacar os seguintes vinhos:

Alentejo
Loios Branco 2006 – 2,79€; Loios Tinto 2006 – 2,79€; Monte da Cal Tinto 2004 – 3,29€; Monte Velho Branco 2006 – 3,49€; Monte Velho Tinto 2006 – 3,99€; Encostas do Enxoé Tinto 2005 – 4,90€; Vinha da Defesa Rosé 2006 – 4,78€; CR&F Tinto Colheita Seleccionada 2004 – 5,40€; E.A. Tinto 2006 – 5,90€; Montes Claros Tinto Reserva 2004 – 5,90€; Cartuxa Branco DOC 2005 – 6,90€; Vinha da Defesa Tinto 2005 – 7,50€; Herdade dos Grous Tinto 2006 – 7,90€; Reguengos Tinto Garrafeira dos Sócios 2001 – 10,90€; Quinta da Terrugem Tinto 2004 – 10,90€; Herdade do Esporão Branco Colheita Tardia 2005 – 11,90€; Quinta do Carmo Tinto 2002 – 11,90€; Tapada de Chaves Tinto 2001 – 12,40€; Esporão Reserva DOC Tinto 2005 – 14,90€; Cartuxa Tinto 2004 – 14,90€; Herdade do Peso Tinto Reserva 2003 – 19,80€; Mouchão Tinto 2002 – 26,90€; Altas Quintas Tinto 2004 – 19,90€.

Douro
Lello Tinto 2005 – 3,49€; Lello Branco 2006 – 2,99€; Esteva Tinto 2005 – 3,90€; Burmester Tinto DOC 2005 – 4,29€; Planalto Branco 2006 – 4,59€; Quinta da Soalheira Tinto 2005 – 4,98€; Vinha de Mazouco Reserva DOC Tinto 2003 – 6,90€; Quinta do Côtto Tinto 2004 – 7,90€; Valle Pradinhos Tinto 2004 – 7,90€; Vinha Grande Branco 2006 – 9,90€; Vinha Grande Tinto 2003 – 9,90€; Casa Burmester Tinto Reserva DOC 2005 – 10,90€; Callabriga Tinto 2002 – 14,90€; Evel Tinto Grande Escolha 2004 – 14,90€; Duas Quintas Tinto Reserva 2003 – 19,90€; Quinta da Leda Tinto 2004 – 24,90€; Quinta do Crasto Tinto Vinhas Velhas DOC 2005 – 17,90€.

Terras do Sado
Periquita Tinto 2004 – 3,79€; Romeira Palmela Tinto DOC 2005 – 3,79€; Catarina Branco 2006 – 3,99€; Dona Ermelinda Touriga Nacional 2004 – 8,90€; Dona Ermelinda Tinto DOC 2005 – 2,99€; Quinta da Bacalhôa Tinto 2004 – 14,90€; Colecção Privada DSF Touriga Nacional 2003 – 11,90€.

Dão
Grilos Tinto 2005 – 2,79€; Cabriz Branco Colheita Seleccionada 2006 – 2,79€; Cabriz Tinto Colheita Seleccionada 2005 – 2,89€; Casa de Santar Tinto 2004 – 4,90€; Cabriz Tinto Reserva 2004 – 7,90€; Borges Dão Tinto Reserva 2003 – 12,90€; Quinta dos Carvalhais Colheita 2002 – 8,90€; Quinta dos Carvalhais Touriga Nacional 2000 – 13,90€.

Vinho Verde
Muralhas de Monção Branco 2006 – 3,49€; Quinta da Aveleda Branco 2006 – 3,59€; Alvarinho Deu-la-Deu Branco 2006 – 5,80€; Alvarinho Portal do Fidalgo Branco 2006 – 5,90€; Alvarinho Dona Paterna Branco 2006 – 7,80€.

Beiras e Bairrada
Castelo Rodrigo Tinto Colheita Seleccionada 2003 – 3,49€; Castelo Rodrigo Touriga Nacional DOC 2004 – 5,90€; Quinta do Cardo Tinto Colheita Seleccionada 2003 – 3,98€
Luis Pato Tinto 2004 – 4,98€; Quinta da Corga Tinto Reserva 2004 – 9,90€.

Estremadura
DFJ Alvarinho & Chardonnay 2004 – 4,99€; DFJ Caladoc & Alicante Bouschet 2001 – 5,90€; DFJ Tinta Roriz & Merlot 2004 – 5,90€; Morgado de Stª. Catherina Branco 2005 – 7,80€.

Ribatejo
Quinta da Lagoalva Tinto Reserva 2005 – 5,90€; Quinta da Lagoalva de Cima Branco 2006 – 5,70€; Fiúza Cabernet Sauvignon Rosé 2006 – 3,99€; Quinta do Falcão Tinto Reserva 2004 – 6,90€; Falcoaria Tinto 2004 – 7,90€.

Licorosos
Moscatel de Favaios – 3,79€; Moscatel de Setúbal J.P. DOC – 4,29€; Moscatel de Setúbal JMF 2001 – 4,79€; Moscatel de Setúbal Bacalhôa DOC – 11,90€; Moscatel Medalha de Campeão – 6,90€; Vinho Licoroso Quinta do Boição Arinto 2003 – 9,50€.

Espumantes
Espumante Raposeira Reserva (Bruto/Meio seco/Doce) – 4,98€; Espumante Luís Pato Bruto 2005 – 5,80€; Espumante João Pires 2005 – 6,90€; Espumante Murganheira Reserva Tinto Bruto – 8,90€; Espumante Vértice Reserva Bruto 2004 – 8,90€; Espumante Herdade do Esporão Bruto – 12,50€.

Vinho do Porto
Porto Westport (tawny/ruby/white) – 4,29€; Porto Ferreira (tawny/ruby) – 5,79€; Porto Ramos Pinto Lágrima – 7,90€; Porto Velhotes Reserva – 8,90€; Porto Ramos Pinto Collector – 9,90€; Porto Quinta do Crasto LBV 2001 – 9,90€; Porto Quinta do Noval 10 Anos – 17,90€; Porto Ferreira Dona Antónia reserva – 10,90€; Porto Rozés White Reserve – 11,90€; Porto Ferreira Quinta do Porto 10 Anos – 19,90€; Porto Cruz Vintage 1989 – 14,90€; Porto Borges Vintage 2004 – 32,90€.



Publicado por Tovi às 08:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 26 de Agosto de 2007
Colheita 2007 (III)

E todos os dias aparecem novas previsões para a vindima deste ano para Portugal, o 5º produtor da União Europeia, e que em 2006 foi o oitavo país com a maior área de vinha e o oitavo maior exportador.

Seta O Instituto Nacional de Estatística (INE) aponta para uma produção de 580 milhões de litros, traduzindo uma diminuição de 23% em relação à campanha do ano anterior.

Seta Segundo o Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) será a pior colheita dos últimos nove anos.

Seta O Vinho Verde terá uma queda de 30%; No Douro, a perda será de 18%; Em Trás-os-Montes atingirá os 50%; No Dão o decréscimo será de 40% e na Bairrada o recuo estará entre 25 e 30%; O Ribatejo deverá ser pouco penalizado, antevendo-se uma diminuição entre 5 e 10%; Mais a Sul, as quedas serão também relevantes no Alentejo (-30%), na Estremadura (-20%) e nas Terras do Sado (-15%).

Seta Mas não é tudo mau… Uma colheita em menor escala pode ser uma oportunidade para o escoamento de stocks e permitir assim aos produtores a oportunidade para subirem o preço dos vinhos em cerca de 10%.

«Ricardo» / "NovaCrítica-vinho"Isto da eventual subida de preço faz um pouco lembrar a gasolina. Um furação na Venezuela e o preço sobe, o consumo aumenta na China pois torna a subir, um acidente em qualquer país productor, pois claro que tem de haver compensação. O Bin Laden peidou Surprised e é evidente que tem de haver correção no preço do crude Very Happy...

E sob que condições é que o preço desce?

«apcperes» / "NovaCrítica-vinho"Não desce, apenas podemos esperar que o mercado se mantenha...

«frexou» / "NovaCrítica-vinho"Embora se repita por vezes esta pergunta, parece-me inevitável. O que acham desta chuvada que passou por portugal para a maturação das uvinhas?

«Tovi» / "NovaCrítica-vinho"Uma chatice!... Quando hoje ao fim da manhã tive que ir varrer o jardim, foi uma dor de cabeça… É que as folhas molhadas agarradas ao cimento, dão cá uma trabalheira a varrer… Wink

Ó «frexou», desculpe lá este meu reparo, mas Portugal deve-se sempre escrever com letra maiúscula. Evil or Very Mad



Publicado por Tovi às 17:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Dezembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Posts recentes

Adega de Pegões Trincadei...

Horácio Simões Regional T...

Feira dos Vinhos - Carref...

Colheita 2007 (III)

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus