"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Sábado, 1 de Setembro de 2012
O forcado Nuno Carvalho está paralítico

{#emotions_dlg.sidemouth} Luta estúpida esta, entre o homem e o touro.

{#emotions_dlg.meeting} [Diário Taurino] - Nuno Carvalho, 26 anos, infelizmente não vai conseguir recuperar, afirmam os médicos que o operaram esta sexta-feira, em Lisboa, no Hospital de Santa Maria. Infelizmente fica paralítico o valente forcado que iniciou funções no Aposento da Moita em 2005. (...) Os médicos tudo fizeram para o recuperar, mas as lesões vertebrais, segundo os mesmos são "irreversíveis". A noite de quinta-feira no Campo Pequeno fica assim marcada por este triste episódio.


«Zé Regalado» in Facebook >> Infelizmente não é a única. Faz parte da natureza humana ultrapassar os limites

«Laura Sarmento» in Facebook >> Muito estúpida... e de certeza que não foi culpa do touro... desculpem-me a frieza, porque não é agradável saber que um jovem vai ficar assim para o resto da vida... podia ser o filho de um de nós... mas quem se julga superior à lei da Natureza, dá-se mal...

«Luis Leal Pipa Brasil II» in Facebook >> Sinto muito , Nuno Carvalho ...

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> Eu sou contra as touradas, mais concretamente a cavalo. Quanto aos forcados não sou contra, é uma "luta" de igual para igual. Tem é de ser suficientemente louco para se colocar de caras com um animal com mais de 500 kg.

«Zé Regalado» in Facebook >> De igual para igual, Guilherme?

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> É de igual para igual no que diz respeito à utilização de outros "meios" que não o corpo...

«Zé Regalado» in Facebook >> Precisava de ver isso mais explicado para ver se percebo.

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> Também me parece... Acho que não me estou a explicar bem...

«Zé Zen» in Facebook >> Coitadinho do touro. espero que não tenha sentimentos de culpa judaico cristã. O senhor ficoi com doi doi, foi? E eu ralado. No stress.

«Cristina Queimado» in Facebook >> Lamento o desfecho, mas podia ter sido evitado. Um deles tinha podido escolher

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> Vamos ver se me explico. Enquanto na tourada "a cavalo" é uma luta desigual, para além de o Homem estar montado num cavalo, animal com mais agilidade e mais rápido, são utilizador "ferros" que ferem o touro. Nos forcados, como disse não são utilizados outros meios que não os físicos. O touro, pelo menos na cara até está em vantagem porque tem mais força mas aí quem está em desvantagem tem capacidade de raciocínio para pensar se é isso que quer. Não sei se me fiz entender...

«David Ribeiro» in Facebook >> Ok, Guilherme... Mas num duelo à moda antiga, entre dois homens de pistola na mão, os “meios” e as “forças” também são iguais e continua a ser estúpido.

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> Eu não disse que não era estúpido, só me estou a referir ao facto de ser mais "leal" do que a tourada a cavalo. Neste caso o maior estúpido é o que se põe à frente do touro...

«Zé Regalado» in Facebook >> Agora está melhor um bocado (lol) Deixo de lado a parte do toureio a cavalo e dos matadores. Confesso que aprecio a pega. Aqui o homem tenta mostrar a sua coragem, a sua bravura e a sua habilidade. Claro que há sempre desigualdade porque a força do touro é incomparavelmente maior. Claro que o ser humano, por diversas razões, gosta de se exceder e ir além dos limites. Às vezes corre bem, outras nem por isso. E isso acontece em muitas actividades

«Guilherme Lickfold» in Facebook >> Exactamente amigo Regalado. Quando se excede os limites e as coisas correm mal normalmente passamos a ser mais racionais e menos emotivos. Seguramente este rapaz vai pensar muitas vezes que não devia ter feito aquilo mas de certa forma é normal porque todos nós cometemos excessos e somos mais irracionais do que racionais.

«David Ribeiro» in Facebook >> Eu não costumo ver touradas, nem em praças taurinas nem na TV, mas quis o destino que assistisse em directo pela televisão a esta pega trágica para Nuno Carvalho. Entrei na sala cá de casa, onde já não estava ninguém, mas tinham deixado a TV ligada, e quando pegava no comando para a desligar aconteceu a pega fatídica para este jovem do Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Moita.

«Guilherme LIchfold» in Facebook >> Deve ter sido aquilo a que chamam o destino... o mesmo que vai fazer com que a bebida do almoço seja vinho...

«Isabel Taborda Oliveira» in Facebook >> O forcado só pega depois de o touro estar cheio de farpas (há uns anos morreu um forcado por uma farpa ter ficado entre os cornos) e ser toureado a cavalo e além disso embolado. Lamento muito o que aconteceu, mas estava lá por sua vontade!!!!!

«Maria Vilar de Almeida» in Facebook >> Pois eu cá não lamento nadinha, mesmo nadica de nada. Se a população mundial tem de decrescer rapidamente, que comece por esses.

«Zé Regalado» in Facebook >> Lamento o comentário anterior. Sinceramente a minha inteligência não consegue chegar tão longe. A minha opção para fazer decrescer a população começava por outro tipo de pessoas.

«Zé Zen» in Facebook >> Afinal, o homem bateu a bota ou não? È que o touro, jà era.

«Zé Regalado» in Facebook >> Continuo com inteligência a menos para conseguir entender alguns comentários. Talvez seja mesmo isso.

«Maria Vilar de Almeida» in Facebook >> Olhe... e em relação a si, SEM COMENTÁRIOS.

«Zé Regalado» in Facebook >> Se o "si" sou eu, ainda bem.

«Zé Zen» in Facebook >> Maldito teclado. Às vezes saem coisas quase certas.




Sábado, 18 de Agosto de 2012
As Touradas voltam a Viana do Castelo

Concordo plenamente com esta tomada de posição do Movimento Partido do Norte.

{#emotions_dlg.star} Não vamos aqui julgar a questão das touradas como "manifestação cultural". Alguns assim as entendem e outros as rejeitam. Mas este episódio é mais um exemplo de tentativa de imposição de práticas e factos consumados sobre os poderes locais do Norte, como também as barragens o são, ultrapassando o que os nossos eleitos (Câmara de Viana do Castelo) defendem. Tal não sucederia com um Governo Regional do Norte devidamente integrado com o sentir da sua população e cultura própria

(MPN - Movimento Partido do Norte - 16Ago2012)


«Zé Zen» in Facebook >> Meu caro David, a culpa é de Lisboa, neste caso do governo central. No dia que o Partido do Norte estiver a funcionar institucionalmente, não optando pelo pensamento unico, vai ter muita gente no seu seio a defender posições semelhantes a estas. Neste caso, não me parece que o problema esteja na região, està nas mentes. Està naqueles que "confundem" tradição e cultura. Jà foi tradição trabalhar de Sol a Sol, porque é que esses trogloditas não praticam essa tradição? Abraço




Domingo, 9 de Outubro de 2011
Matador em risco de perder olho esquerdo

Estou muito mais preocupado com o polícia dos Açores que perdeu a visão do olho esquerdo quando foi baleado por um homem que na passada quinta-feira atingiu a tiro três agentes polícias no aeroporto de Vila do Porto, em Santa Maria.

{#emotions_dlg.meeting} [JN] - O matador espanhol Juan José Padilla corre o risco de perder o olho esquerdo, depois de ter sido corneado na cara pelo quarto touro da tarde, na sexta-feira, durante a segunda corrida da Feira do Pilar, em Saragoça, Espanha. O toureiro encontra-se hospitalizado com prognóstico reservado.


«Carlos De Melo Sárria» in Facebook >> Parece-me uma cornada bem dada.

«Fernando António Fraga Pimentel» in Facebook >> Caro David, inteiramente de acordo. Já agora tb lhe digo que o atirador suicidou-se depois de ser encontrado.

«Zé Zen» in Facebook >>  No stress, jà hà olhos de vidro made in china, a preço de uva mijona.



Publicado por Tovi às 07:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13


23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

O forcado Nuno Carvalho e...

As Touradas voltam a Vian...

Matador em risco de perde...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus