"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Domingo, 1 de Agosto de 2021
Patrícia Mamona é Medalha de Prata no Triplo Salto

Captura de ecrã 2021-08-01 140100.jpg

Patrícia Mamona voou para a medalha de prata com novo recorde nacional no triplo salto - 15,01 metros - na quarta tentativa da final da disciplina Triplo Salto Feminino dos Jogos Olímpicos Tokyo2020.

A atleta portuguesa, de 32 anos, só foi batida pela venezuelana Yulimar Rojas, bicampeã do mundo, com 15,67 metros, que estabeleceu um novo recorde do mundo. No terceiro lugar ficou a espanhola Ana Peleteiro, com 14,87.

 

   Patrícia Mamona em entrevista à National Geographic em ago2019

Cresceu em… Lisboa.
O seu herói é… não tenho. Tenho pessoas que admiro, principalmente quando o seu trabalho está em constante superação, isso deixa-me inspirada e motivada no meu próprio trabalho. Se elas conseguem superar-se porque é que eu não hei de me superar?
Num dia típico… treino, recupero, como uma tapioca com banana e vejo anime.
Para se divertir… gosto de dançar.
O seu sítio preferido no mundo é… em casa com a família.
Não consegue saltar sem… tomar um café expresso.
O seu melhor conselho é… não deixes que ninguém te diga que não consegues. Se acreditas, vai! (e mostra-lhes o contrário).



Publicado por Tovi às 14:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 16 de Agosto de 2016
Portugal fora das Medalhas Olímpicas de hoje

Havia uma certa esperança de se conseguir hoje para Portugal duas medalhas, uma no Triplo Salto por Nelson Évora e uma outra por Fernando Pimenta em Canoagem K1 1000m. Mas as coisas não nos correram bem e nenhum destes nossos atletas conseguiu um lugar no pódio.

Nelson Évora Triplo Salto aa.jpg
Nelson Évora
voltou a uma final olímpica depois de uma fratura na perna o ter impedido de lutar por uma medalha em Londres, em 2012. Esta segunda-feira, Évora saltou diretamente para a final com 16,99 metros, igualando o seu melhor resultado pessoal deste ano - ultrapassado com os 17,03m desta terça. O americano Christian Taylor (17,86m), o também americano Will Claye (17,76m) e o chinês Bin Dong (17,58m) ficaram com as medalhas.

Fernando Pimenta Canoagem K1 1000m.jpg
Fernando Pimenta
, uma das grandes esperanças para a medalha, dominou a primeira metade da final de k1 1000 de canoagem - fez-nos sonhar. Os primeiros 500 metros foram sempre liderados pelo português, que acabou por ser ultrapassado na corrida às medalhas na metade final da prova. O espanhol Marcus Walz ficou com o ouro, o checo Josef Dostal conquistou a prata e o bronze foi para um russo - Roman Anoshkin. Com o quinto lugar, Fernando Pimenta fica com um diploma olímpico.



Publicado por Tovi às 22:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Posts recentes

Patrícia Mamona é Medalha...

Portugal fora das Medalha...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus