"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."

Quinta-feira, 5 de Maio de 2022
Ao 71.º dia é assim que estamos

5mai2022.jpg
O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pede uma trégua prolongada para resgatar os cerca de 200 civis e combatentes abrigados nos bunkers da siderúrgica Azovstal.

A Rússia afirma que suas forças interromperão as hostilidades em Azovstal e abrirão um corredor humanitário por três dias [das 8h00 às 18h00 (horário de Moscovo) nos dias 5, 6 e 7 de maio].
 
 

  

guerra-na-ucrania-02032022084426141.jpegA Polónia e a Suécia, em parceria com a União Europeia, organizam hoje uma conferência internacional de doadores para a Ucrânia. A iniciativa, que visa fornecer apoio humanitário à Ucrânia, será presidida pelos primeiros-ministros da Polónia, Mateusz Morawiecki, e da Suécia, Magdalena Andersson, em parceria com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, e com a presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen. O primeiro-ministro português, António Costa, vai participar no evento por meios digitais. A reunião, convocada ao nível de chefes de Estado e de Governo, conta ainda com a participação de representantes de empresas e instituições financeiras globais. Segundo Varsóvia e Estocolmo, esta conferência, que dará início a uma série de eventos de apoio à Ucrânia que irão decorrer nos próximos meses, visa arrecadar fundos para satisfazer as crescentes necessidades humanitárias da Ucrânia, onde cerca de 13 milhões de pessoas precisam de ajuda humanitária vital, incluindo abrigo, alimentos e medicamentos. Os dois países afirmam que “é essencial mobilizar ajuda internacional imediata para a Ucrânia, que atualmente cobre menos de 15% do que é necessário”.
Entretanto o Reino Unido anunciou também no dia de hoje um pacote de 45 milhões de libras (53 milhões de euros) de ajuda humanitária à Ucrânia, sobretudo a mulheres e crianças, canalizado na maior parte através das agências e instituições da ONU. O Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico disse que o apoio destina-se a pessoas mais vulneráveis afetadas pelo conflito, pelo que 15 milhões de libras (18 milhões de euros) serão destinados ao Fundo Humanitário da ONU para a Ucrânia (UHF), outros 15 milhões de libras para a UNICEF.
O primeiro-ministro português, António Costa, anunciou na Conferência de Alto Nível de Doares para a Ucrânia, que decorre em Varsóvia, numa intervenção que fez por vídeo, que Portugal vai contribuir com 2,1 milhões de euros em ajuda humanitária à Ucrânia, dos quais um milhão de euros para as respostas das Nações Unidas e 1,1 milhões adicionais.

Captura de ecrã 2022-05-05 142614.jpg

 

 


gas-natural-eua-1.jpg
A presidente da Comissão Europeia apresentou ontem o novo pacote de sanções contra a Rússia, que passam pelo embargo do petróleo e gás russos até ao final do ano. E não há dúvida que mais sanções e cada vez mais direcionadas à economia do Kremlin são fundamentais. Mas tenhamos tininho na forma como as vamos implementar, pois na União Europeia nem todos têm o mesmo arcaboiço económico e são vários os países que dependem muito do gás e produtos petrolíferos vindos da Rússia, correndo nós o risco de acabarem as sanções por terem efeitos contra os próprios países europeus.
A ministra francesa do Meio Ambiente e Energia, Barbara Pompili, diz estar confiante de que os Estados membros da União Europeia chegarão a um consenso sobre como encerrar as importações de petróleo russo até o final desta semana. “Alguns países são mais dependentes do petróleo russo do que outros e, portanto, devemos tentar encontrar soluções para que eles possam aderir a essas sanções (...) Mas acho que devemos ser capazes de fazê-lo", disse a ministra à rádio France Info.

  Não!... Não vai ser fácil, seguramente
1 .jpg

 

 

  19h45 (TMG) de hoje / Al Jazeera
Azovstal.jpgUma terceira operação está em andamento para retirar civis da cidade portuária ucraniana de Mariupol e das instalações da siderurgia Azovstal sitiada, disse António Guterres, secretário-geral da ONU. Guterres recusou-se a dar detalhes sobre a nova operação “para evitar prejudicar um possível sucesso”. “Espero que a coordenação contínua com Moscovo e Kiev leve a mais pausas humanitárias para permitir que os civis passem a salvo dos combates e que a ajuda chegue àqueles em necessidade crítica”, disse ele aos 15 membros do Conselho de Segurança. “Devemos continuar a fazer tudo o que pudermos para tirar as pessoas desses cenários infernais.”



Publicado por Tovi às 08:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 29 de Abril de 2022
A "crise" das Sanções à Rússia

catar-diz-que-substituir-gas-russo-e-impossivel-b4

Avançou o Financial Times na manhã de ontem [28abr2022]: "Distribuidores de gás na Alemanha, Áustria, Hungria e Eslováquia planeiam abrir contas em rublos no Gazprombank, na Suíça, para satisfazer a exigência russa de pagamentos na própria moeda".
Então?... Onde está a solidariedade com a Polónia e Bulgária?... E as sanções da União Europeia à Rússia não são para cumprir por todos?
 

Jorge De Freitas Monteiro - Depois de num primeiro tempo ter afirmado que o pagamento em rublos violaria as sanções a Comissão veio desdizer-se e admitiu que era possível pagar em rublos. Não há portanto qualquer ilegalidade por parte dos Estados membros que aceitam fazê-lo. Se a Polónia e a Bulgária se recusam a pagar em rublos são eles que estão a criar um problema a eles próprios. Aliás da parte da Polónia há uma incoerência enorme uma vez que andam já há mais de um mês a pedir o embargo das importações de hidrocarbonetos russos mostrando-se indiferentes aos problemas que tal embargo criaria a outros Estados membros. Afinal querem ou não querem gás russo?
David Ribeiro - Ou seja, Jorge De Freitas Monteiro, a sanção "não pagar em rublos" foi só para se ficar bem na fotografia.
Jorge De Freitas Monteiro - David Ribeiro, terá sido? Ou terá sido um sintoma da cada vez maior divisão no seio da UE?
David Ribeiro - Jorge De Freitas Monteiro... ou isso.
Serafim Nunes - Ainda não percebi bem a vantagem para os russos, e a desvantagem para o ocidente, deste tipo de pagamento e tenho alguma experiência em matéria cambial. Segundo li há tempos no Economist, creio, os pagamentos pelos compradores ocidentais continuam a ser feitos na moeda dos contratos (sobretudo dólares e euros), pelos preços previstos nesses contratos nessas mesmas moedas. Ou seja, pagarão o mesmo. De seguida são creditados noutra conta em rublos ao câmbio do fecho desses dias e entregues aos fornecedores. Não vejo, pois, qualquer vantagem de preço na operação em relação ao que vinha acontecendo, salvo o facto de, eventualmente, se pretender “prestigiar” o rublo como moeda.
David Ribeiro - Serafim Nunes... Mas numa altura em que o rublo está nos mercados cambiais em profunda queda, avultadas compras da moeda russa dá-lhe uma grande ajuda.
Serafim Nunes - David Ribeiro quando a Rússia tomou esta decisão o rublo já tinha recuperado. O que li então é que o próprio Ocidente tinha ficado baralhado e desconfiado com a proposta e daí a sua reacção. Obviamente que, neste caso, a Rússia sai (para já) pro cima. Mais por causa do desfecho do circo que se montou do que propriamente por razões económicas.
Carlos Miguel Sousa - Business as usual. As boas intenções dos politicos nada podem contra o poder do dinheiro. É por isto que a base de todos os problemas de um país, é sempre FINANCEIRA.
David Ribeiro - Mas a um político, caro Carlos Miguel Sousa, exige-se leituras políticas com base no social, económico e financeiro, seja qual for o assunto e os "donos do dinheiro".
Carlos Miguel Sousa - David Ribeiro Os Politicos eleitos democráticamente não passam de «assalariados» do grande capital internacional. Antes, alguns durante, e quase todos depois de exercerem cargos politicos. Hoje, em democracia, ninguém ascende a qualquer cargo politico sem antes ter estabelecido a rede de sustentação, cuja base é saberem os podres uns dos outros. Quem não tem, ou pode viver sem os ter, não vai para a politica.
David Ribeiro - Carlos Miguel Sousa... Há, infelizmente, muitos políticos dependentes dos "donos disto tudo", mas somos nós, os eleitores, que poderemos fazer a diferença no hora do voto, pois nem todos são como descreveu.
Carlos Miguel Sousa - David Ribeiro É verdade. Note porem que o VOTO, é algo sem grande valor. Se a ideia fosse dar-lhe valor, certamente já haveria estudos nesse sentido. Estudos que permitissem criar formas justas de aferir o VALOR DO VOTO de cada um. Até que assim seja - se alguma vez for - o resultado da democracia na segunda metade do século XIX, é o mesmo da democracia nas primeiras décadas do século XXI. Passaram mais de 100 anos, mas não aprendemos nada. Pensámos que ao alargar a base de voto, as coisas iríam ser diferentes. Não são. E não são porque se calhar o caminho não é esse.
 
 
  Da série "Sanções à Rússia"

279369675_10221299566546552_3448206872756992673_n.

 

  Se Von der Leyen me explicasse...
...é que eu, se me explicarem, percebo tudo.
Captura de ecrã 2022-04-28 135609.jpg

 

  Após a Rússia ter bloqueado esta semana a venda de gás à Bulgária e à Polónia e ameaçado outros países que não aceitem pagar as faturas de energias em rublos, o Presidente dos EUA, Joe Biden, disse que não deixará que a Rússia “intimide” os países europeus com ameaças de bloqueio de recursos energéticos. “Não permitiremos que usem as suas reservas de petróleo ou de gás para evitar as consequências da sua agressão. Estamos a trabalhar com outros países, como Japão, Coreia do Sul ou Qatar para ajudar os nossos aliados europeus, ameaçados por essas chantagens”, prometeu Biden.

 

  Bruxelas promete avançar com ações legais se os Estados-membros contornarem as sanções contra a Rússia. Moscovo exige que os países considerados "hostis" façam pagamentos em rublos à empresa estatal Gazprom. Ao abrigo de um novo sistema de pagamentos, instituído por decreto, estes só são considerados saldados se os euros ou os dólares pagos forem, depois, convertidos para divisa local através de uma segunda conta criada no Gazprombank e o depósito chegar à empresa fornecedora. Valdis Dombrovskis, vice-presidente executivo da Comissão Europeia, afirmou ontem: "Estamos a monitorizar se os Estados-membros estão realmente a aplicar as sanções da União Europeia. E se percebermos que não é esse o caso, existe a possibilidade de a Comissão Europeia abrir procedimentos de infração a esse respeito".

 

  Gás russo - Quem importa e quanto
279205829_10221300526330546_4484370972192279479_n.

  Jorge De Freitas Monteiro - David Ribeiro, melhor depender a 9% do que a 90%, claro. Mas isso não muda grande coisa a médio prazo caso não haja um, cada vez mais improvável, acordo de paz. Todos, os que dependem a 90% ou os que dependem a 10%, se se virem privados do gás russo vão comprar gás de outras proveniências. Gás que não chegará para todos e que por isso será cada vez mais caro. Os que dependem a 9%, como nós, serão tão atingidos como os outros, só que um pouco mais tarde.

 

  Pois é... agora, além da invasão da Ucrânia pelas tropas russas, também temos a guerra de Putin com os importadores de gás russo.
Captura de ecrã 2022-04-29 084043.jpg
O chanceler federal alemão, Olaf Scholz, afirmou durante uma visita ao Japão nesta quinta-feira [28abr2022] que a Alemanha deve estar preparada para a suspensão do abastecimento de gás natural russo. "Se haverá e qual vai ser a decisão do governo russo nesse sentido é especulação, mas… É preciso estar preparado para isso", disse o chefe de governo, que acrescentou que o governo alemão já havia começado a refletir sobre essa possibilidade antes do início da invasão russa da Ucrânia, no dia 24 de fevereiro.
  Renato Ferreira
Resumo da ópera: A Polónia não compra mais gás à Rússia; A Alemanha está a vender gás (russo) à Polónia; A “UE” proíbe que sejam pagos bens em rublos; Apenas o gazprombank não foi excluído do Swift; A Alemanha paga à Rússia em euros via Gasprombank; O Gasprombank autonomamente converte os euros para rublos; Estão todos felizes e coerentes a brincarem às sanções económicas, até o dia em que começar a “pancadaria”. 😵‍💫

 

  No jornal Público de hoje
279383778_10223938284599483_4454428633098344109_n.
A União Europeia anunciou três pacotes de ajuda militar à Ucrânia no valor total de 1,5 mil milhões de euros, ou o equivalente ao que pagamos a Putin em apenas dois dias pela energia.

 

  Sanções contra a Rússia
Putin neck grabbed.jpgCaptura de ecrã 2022-04-29 155531.jpg



GettyImages-1239410934-768x511.jpgA Noruega vai proibir o transporte rodoviário aos operadores russos, a partir de 7 de maio, e fechar os seus portos aos navios com bandeira daquele país, anunciou o Governo de Oslo. A Noruega, que faz fronteira com a Rússia, cumpre assim o quinto pacote de sanções a Moscovo por causa da guerra na Ucrânia adotado há algumas semanas pela União Europeia (UE), da qual não faz parte, embora integre o Espaço Económico Europeu (EEE). O encerramento dos portos afeta navios comerciais com mais de 500 toneladas brutas, iates e alguns barcos de recreio que navegam em águas internacionais, com exceção para a pesca.



Publicado por Tovi às 07:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 8 de Abril de 2022
Presidente da Comissão Europeia a caminho de Kiev

Captura de ecrã 2022-04-08 094411.jpg
Ursula von der Leyen, da Comissão Europeia, e o chefe de política externa da UE, Josep Borrell, a caminho de Kiev para se encontrarem com Zelensky.

 

Captura de ecrã 2022-04-08 182523.jpg

A presidente da Comissão Europeia visitou uma vala comum em Bucha, uma cidade nos arredores de Kiev, onde as forças russas são acusadas pela Ucrânia e seus aliados de realizar atrocidades contra civis. Um jornalista da AFP informou que von der Leyen estava na cidade ao norte da capital como parte de uma viagem para reforçar o apoio à Ucrânia ao lado do chefe de política externa do bloco, Josep Borrell. O primeiro-ministro da Eslováquia, Eduard Heger, também estava nesta viagem.

Captura de ecrã 2022-04-08 223205.jpg

Von der Leyen entregou a Zelensky um questionário que será o ponto de partida para que os membros da UE decidam sobre a adesão da Ucrânia ao bloco europeu. "Penso que [esta decisão] não demorará anos, como é costume, mas sim semanas", sublinhou a presidente da Comissão Europeia. Zelensky garantiu que enviaria as respostas dentro de uma semana.

 


  Entretanto...

#  Mais de 30 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas num ataque de mísseis russos a uma estação ferroviária na cidade de Kramatorsk, no leste da Ucrânia, informou a empresa ferroviária estatal. O ataque ocorreu quando civis estavam a ser evacuados para partes mais seguras do país. A primeira reação oficial do lado russo surgiu por parte do Ministério da Defesa, que nega a responsabilidade do ataque. Em declarações citadas pela agência Reuters, que cita a RIA, o governo russo diz que o tipo de míssil utilizado em Kramatorsk só é utilizado pelo exército ucraniano, acrescentando que será um tipo de míssil semelhante ao utilizado num ataque que matou 17 pessoas em Donetsk a 14 de março. A mesma fonte diz ainda que a Rússia não tinha quaisquer alvos definidos em Kramatorsk para esta sexta-feira.

#  “Mísseis de alta precisão do sistema de mísseis costeiros Bastion destruíram um centro de treino de mercenários estrangeiros perto da vila de Krasnosilka, a nordeste de Odesa”, disse um porta-voz do Ministério da Defesa russo num briefing.

#  As forças russas estão concentradas em assumir o controle das cidades de Popasna e Rubizhne, na região de Luhansk, no leste da Ucrânia, disse o Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia num post no Facebook. Dizem também que as forças russas continuam a tentar estabelecer o controle sobre a cidade sitiada de Mariupol. “O inimigo russo continua a bloquear a cidade de Kharkiv. Para impedir o avanço de nossas tropas, os invasores colocaram campos minados”, acrescenta o post.

#  A União Europeia já adotou o quinto pacote de sanções contra a Rússia. De acordo com um comunicado publicado no Conselho da União Europeia, este pacote surge “por causa da continuação da guerra na Ucrânia”, fazendo menção às “atrocidades cometidas pelas Forças Armadas russas”. “O conselho decidiu hoje impor um quinto pacote de sanções económicas e individuais contra a Rússia”, pode ler-se. Neste novo pacote incluem-se o embargo à importação de carvão e outros combustíveis fósseis (MAS NÃO PETRÓLEO OU GÁS NATURAL) vindos da Rússia. Esta medida TERÁ EFEITO A PARTIR DE AGOSTO, um mês mais tarde que o previsto. É ainda instituída a proibição de atracar a todos os barcos com bandeira russa.

#  Os preços de produtos “commodities” (*), como grãos e óleos vegetais, atingiram os níveis mais altos no mês passado por causa da guerra da Rússia na Ucrânia e das “interrupções maciças de fornecimento” que está causando, disse a ONU. A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação disse que seu Índice de Preços de Alimentos, que acompanha as mudanças mensais nos preços internacionais de um cabaz de produtos básicos não industrializados, teve uma média de 159,3 pontos no mês passado, um aumento de 12,6 por cento em relação a fevereiro. (*) Em inglês "commodity" é um termo que corresponde a produtos básicos globais não industrializados, ou seja, matérias-primas que não se diferem independente de quem as produziu ou de sua origem, sendo seu preço uniformemente determinado pela oferta e procura internacional.

#  Numa rara admissão o Kremlin disse que a Rússia sofreu "perdas significativas" na Ucrânia, o que representa uma "enorme tragédia" para o país. "Sim, temos perdas significativas de tropas e é uma grande tragédia para nós", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, à Sky News na quinta-feira [7abr2022]. As baixas do lado russo foram sempre difíceis de avaliar com o ministro da Defesa da Rússia a dizer em 25 de março – sua atualização mais recente – que 1.351 de seus soldados foram mortos em combate, enquanto 3.825 ficaram feridos. A Ucrânia diz que 19.000 soldados russos foram mortos. No entanto, os números de ambas as partes não são confiáveis, já que Kiev provavelmente os Inflacionará para aumentar o moral de suas tropas, enquanto a Rússia provavelmente os minimiza.



Publicado por Tovi às 09:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Março de 2022
O pior está para vir

  Vladimir Putin e Emmanuel Macron estiveram numa conversa telefónica de hora e meia no dia de ontem [03mar2022] e da conversa o presidente francês concluiu que “o pior está para vir”, na ofensiva russa em território ucraniano.

 


central nuclear.jpg
Esta madrugada a Central Nuclear de Zaporizhzhia esteve em chamas após um ataque russo. O diretor da Agência Internacional de Energia Atómica (IAEA), Rafael Mariano Grossi, garantiu na manhã de hoje [04mar2022] que os seis reatores de Zaporizhzhia "não foram afetados" pelo ataque à central, pelo que não houve fuga de material radioativo. "É importante dizer que todos os sistemas de segurança dos seis reatores da central não foram de todo afetados. Não houve fuga de material radioativo", afirmou o responsável da IAEA, em conferência de imprensa, após o alegado ataque das tropas russas à maior central nuclear da Europa. Grossi disse que apenas o "edifício adjacente" da central foi atingido, mas que, "naturalmente", a situação "continua a ser extremamente tensa e desafiadora devido às circunstâncias". Segundo fontes do parlamento ucraniano a Central Nuclear está agora controlada pelos russos. Do outro lado da “barricada” um porta-voz do ministro russo da defesa, citado pela Interfax, culpa "sabotadores ucranianos" pelo ataque à Central Nuclear de Zaporizhzhia, dizendo que a Ucrânia perdeu o controlo dos "mercenários estrangeiros". 

 

   A brincar se vão dizendo verdades
249432190.jpgPara quem já andou praticamente dois anos de máscaras Covid passar a usar as de proteção de contaminação radioativa não deve ser muito difícil.

 

  Mais uma da série "Rússia invadiu Ucrânia"
275057375_5581090128573645_5997371291025171963_n.j

 

  13h36 de 04mar2022Várias explosões seguidas foram ouvidas em Kiev, testemunhou um jornalista da Reuters no local, tendo sido acionadas as sirenes de alerta de ataque aéreo na cidade. A origem das explosões é ainda desconhecida, segundo a mesma agência de notícias.
  15h47 de 04mar2022Vladimir Putin falou esta sexta-feira ao telefone com o chanceler alemão Olaf Schokz, garantindo que a Rússia está aberta ao diálogo com a Ucrânia, apresentando um "mas". 
Segundo o presidente russo, Kiev deve cumprir "todas as exigências" de Moscovo, disse Putin, citado pela agência Interfax. Na conversa entre os dois líderes mundiais, Putin disse ainda a Scholz que espera que a Ucrânia assuma "uma posição construtiva" na próxima ronda de negociações.
  16h21 de 04mar2022Volodymyr Zelensky conversou esta sexta-feira com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. O presidente ucraniano adianta que a candidatura da Ucrânia à União Europeia (UE) e os acontecimentos da última madrugada na central nuclear de Zaporizhzhia estiveram em discussão. “Falei com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen. Informei-a sobre as agressões de terrorismo nuclear. Prevenir é o nosso esforço comum. Discutimos o fortalecimento das sanções contra a Rússia. O problema da candidatura da Ucrânia à União Europeia também esteve na agenda”, pode ler-se na publicação de Zelensky no Twitter.
  16h30 de 04mar2022O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai reunir-se agora (11h30 em Nova Iorque). Em causa está o ataque à central nuclear de Zaporizhzhia. O Conselho de Segurança das Nações Unidas é composto por cinco membros permanentes e dez não-permanentes. Os membros permanentes são a República Popular da China, Estados Unidos da América, Reino Unido, França e Federação Russa. Neste momento (mandatos de 1jan2022 a 31dez2023) os membros não-permanentes são Gana, Gabão, Emirados Árabes Unidos (EAU), Albânia, Brasil, Índia, Irlanda, Quénia, México e Noruega.
  17h35 de 04mar2022
O ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que União Europeia, Estados Unidos, Reino Unido e Canadá alinharam-se nas sanções a impor à Rússia. De acordo com Augusto Santos Silva, que falou depois de uma reunião em Bruxelas, um ponto muito presente é a “necessidade de cuidar da implementação completa das sanções”, avaliando o efeito das mesmas. “É uma fase muito importante, não podemos multiplicar-nos em sanções sem cuidar que elas estão completamente implementadas no terreno”, afirmou. O responsável falou de uma evolução “muito negativa” no terreno, e admite que foram discutidas novas medidas de “isolamento da Rússia nas organizações internacionais”.
  18h00 de 04mar2022
Um enviado chinês à reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU apelou, mais uma vez, ao diálogo entre a Rússia e a Ucrânia para chegarem a um entendimento político. "A comunidade internacional deve manter a cabeça fria e racional", afirmou. Aproveitou ainda para saudar o entendimento entre os dois países no que toca aos corredores humanitários.
  18h37 de 04mar2022Milhares de refugiados estão a sair da Ucrânia com os seus animais de estimação, no meio de temperaturas negativas. Na Roménia, estão a ser recebidos com ambulâncias veterinárias e condições para cuidar de muitos cães e gatos apanhados pela guerra.
  20h54 de 04mar2022
Cidade de Trostyanets [cerca de 20 mil habitantes] capturada pelos russosA notícia foi confirmada pelo governador da região de Sumy, Dmytro Zhyvytskyy, que anunciou também que as tropas russas controlam a estação de ambulâncias e não estão a deixar as equipas médicas tratar outros pacientes para além de crianças. Zhyvytskyy acrescentou que todas as lojas foram saqueadas e que ninguém na cidade consegue arranjar comida.



Publicado por Tovi às 10:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 2 de Março de 2022
Ao sétimo dia continua a ofensiva russa na Ucrânia

274665801_10217047196850677_8138173251786505536_n.

Seguramente e sem qualquer dúvida a PAZ é desejada e terá que ser rapidamente alcançada… mas o facto de as tropas russas terem encontrado uma heroica resistência ucraniana, leva-me a crer que acabarão por avançar em força e sem qualquer respeito pela população civil. Até a China já iniciou a retirada dos seus cidadãos do território ucraniano e Xi Jinping não se costuma enganar nas suas análises políticas. Esperemos que todas as sanções impostas pelo Ocidente venham a provocar um afundamento rápido da economia russa e fazer “tremer” o Governo de Putin.

 

  O dia de ontem
09h36 de 01mar2022 - O presidente ucraniano vai participar na sessão desta terça-feira do Parlamento Europeu, por videoconferência, que tem como um dos pontos de debate a assistência macroeconómica à Ucrânia. A sessão tem início previsto para as 12 horas de Bruxelas, menos uma hora em Lisboa. Em Bruxelas, em frente ao Parlamento Europeu, está prevista para a tarde (15h30 locais) uma concentração de apoio à Ucrânia, que terá a participação da presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, e dos eurodeputados.
09h43 de 01mar2022 - O ministro russo da Defesa, Sergey Shoygu, garantiu hoje que a Rússia vai continuar as suas operações na Ucrânia "até atingir os seus objetivos", avança a agência de notícias russa Interfax.
10h38 de 01mar2022A invasão da Ucrânia pela Rússia já causou uma vaga de mais de 660 mil refugiados, indicou esta terça-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), alertando que os números estão a aumentar de forma “exponencial”.
13h21 de 01mar2022
Kiev continua a resistir aos ataques da Rússia, mas uma coluna de carros militares (centenas de veículos blindados, tanques, artilharia rebocada e veículos de apoio logístico) aproxima-se da capital ucraniana. Os veículos já ocupam cerca de 65 quilómetros de estrada. Ainda assim, ao sexto dia de guerra, os russos ainda não controlam a cidade.
15h23 de 01mar2022Uma torre de televisão com 300 metros em Kiev acaba de ser atingida pelas tropas russas. Segundo uma jornalista ucraniana, não há sinal de televisão neste momento na capital ucraniana. Meia hora mais tarde o 
governador de Kiev veio dizer que esta torre de televisão foi atingida "por dois mísseis". Além de danos na torre, o governador da capital ucraniana diz que também a "subestação transformadora, que fornece eletricidade à torre, bem como o hardware da própria torre estão danificados".
18h07 de 01mar2022O ministro do interior da Ucrânia disse que as tropas russas já entraram em Kherson, a norte da Crimeia, mas que a cidade continua sob controlo ucraniano.

 


Captura de ecrã 2022-03-02 093649.jpgForam lançados mais rockets sobre a economia russa: MasterCard e Visa bloqueiam várias operações financeiras na Rússia; Jaguar Land Rover suspende vendas na Rússia; Ford também suspende operações na Rússia; BMW trava produção e exportação de viaturas para a Rússia; Empresa Suíça que administra Nord Stream 2 pede falência; Apple suspende vendas na Rússia.

 


1024 (1).jpgJoe Biden anunciou esta noite, no discurso do Estado da União, perante as duas câmaras do Congresso dos EUA, o encerramento do espaço aéreo norte-americano a todos aviões russos, e prometeu continuar a liderar uma ampla coligação internacional em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia, num confronto apresentado como de democracias contra tirania. O alvo de Biden foi Putin, a quem se referiu como o “ditador russo”, mas também toda a elite russa que sustentou e apoiou Putin ao longo dos anos. “Vamos atrás de vocês”, prometeu o presidente norte-americano. “Esta noite, digo aos oligarcas russos e líderes corruptos, que sacaram biliões de dólares graças a este regime violento: acabou!"

 

  09h16 de 02mar2022O grupo siderúrgico russo Severstal anunciou a suspensão das entregas na Europa após as sanções impostas pela União Europeia (UE) contra o seu principal acionista russo Alexei Mordashov, em retaliação à invasão da Ucrânia pela Rússia. "Suspendemos as entregas na UE no quadro das sanções impostas a um acionista [da companhia]. Estamos a direcionar os fluxos de matérias-primas para mercados globais alternativos", afirmou a Severstal num comunicado citado pelas agências de notícias russas. Segundo o Grupo, as entregas para a Europa são de cerca de 2,5 milhões de toneladas de aço por ano e representam cerca de um terço do faturamento total da empresa.
  09h50 de 02mar2022O governador de Kiev, Vitaliy Klychko, diz que as forças russas estão "cada vez mais perto" do centro da capital
"Estamos a preparar-nos e vamos defender Kiev. Kiev está de pé e não cairá", afirmou.
  11h12 de 02mar2022O gigante alemão da logística, a DHL, anunciou hoje que deixou de fazer entregas para a Rússia e Bielorrússia, juntando-se a uma lista cada vez maior de empresas que estão a cessar operações nos dois países.
  11h22 de 02mar2022 - Imagens aéreas de Energodar [cidade com 63,5 km2 de área e uma população estimada em cerca de 153 mil habitantes, onde está localizada a Central Nuclear de Zaporizhzhia, a maior da Europa] mostram dezenas de civis a ocupar as estradas da cidade para impedir a entrada das tropas russas. Além da população, foram também colocados camiões do lixo e formadas trincheiras para impedir o avanço dos tanques.
  12h41 de 02mar2022 - A União Europeia excluiu sete bancos russos do SWIFT, sistema bancário internacional, anunciou esta quarta-feira a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, após publicação no Jornal Oficial da UE. 
Estes bancos, entre os quais se encontra o segundo maior da Rússia (VTB), têm agora dez dias para liquidar as suas operações no SWIFT. Os restantes são: Bank Otrkitie, Novikombank, Promsvyazbank, Bank Rossiya, Sovcombank e VEB. Segundo apurou a Reuters junto de fonte da UE, estes bancos foram escolhidos pelas suas ligações ao Estado russo. "À velocidade da luz, a UE adotou pesadas sanções contra o sistema financeiro da Rússia, as suas indústrias de alta tecnologia e a elite corrupta. A decisão de hoje de desconectar os principais bancos russos da rede SWIFT enviará mais um sinal muito claro a Putin e ao Kremlin", justificou Von der Leyen.
  17h00 de 02mar2022
A Assembleia-geral das Nações Unidas votou esta quarta-feira contra a invasão russa na Ucrânia. Ao todo 141 países votaram a favor, 35 abstiveram-se e apenas cinco votaram contra. Os votos contra pertencem à Federação Russa, Eritreia, Coreia do Norte, Bielorrússia e Síria. Entre as abstenções destaca-se a presença da China, Índia, Angola, Moçambique, Vietnam, Iraque e África do Sul.
  19h02 de 02mar2022
As Forças Armadas suecas anunciaram que quatro caças russos violaram o espaço aéreo do país esta quarta-feira. A Suécia tem sido um dos alvos da Rússia durante toda esta crise que, juntamente com a Finlândia, recebeu ameaças por parte do Kremlin caso decida juntar-se à NATO.
  19h03 de 02mar2022A Rússia informou que aguarda uma delegação ucraniana na quinta-feira de manhã, na Bielorrússia, para nova ronda de negociações com vista a um cessar-fogo, e Kiev anunciou que os negociadores vão a caminho. A Presidência ucraniana confirmou que uma delegação estava a caminho do local escolhido para esta nova ronda de conversações, a segunda desde o início da crise. "Esperamos que eles estejam aqui amanhã (quinta-feira) de manhã", disse o negociador russo, Vladimir Medinsky, numa comunicação transmitida pela televisão pública russa. O local escolhido para as negociações situa-se na região de Bialowieza, localidade polaca próxima da fronteira com a Bielorrússia e que dá nome a uma floresta que abrange os dois países e que foi escolhida por ambas as partes.Na agenda de trabalhos para este segundo encontro de negociações russo-ucranianas está a possibilidade de um cessar-fogo, pedido pela Ucrânia, enquanto continuam os bombardeamentos das forças russas em várias cidades.



Publicado por Tovi às 07:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos (1)

Sábado, 19 de Fevereiro de 2022
O "Proteger a Ucrânia" e a "Crise dos Mísseis de Cuba"

Captura de ecrã 2022-02-18 160849.jpg

Numa altura em que Putin se irrita por os EUA se preparam para “Proteger a Ucrânia” com o fornecimento de armamento a um país vizinho da Rússia, recordo-me da Crise dos Mísseis de Cuba, um episódio que durou de 16 a 28 outubro de 1962 entre os Estados Unidos e a União Soviética, relacionado com a implantação de mísseis balísticos soviéticos na ilha de Fidel. Foi o mais próximo que se chegou ao início de uma guerra nuclear em grande escala durante a Guerra Fria. Depois de um longo período de tensas negociações, foi alcançado um acordo entre Kennedy e Kruschev. Os soviéticos desmantelaram as suas armas em Cuba e levaram-nas para a União Soviética.

 

  Ponto da situação na Crise da Ucrânia

Putin e Ucrânia.jpeg

Os líderes das regiões separatistas do leste da Ucrânia de Donetsk e Lugansk declararam uma mobilização militar total, medidas que ocorrem numa altura em que se verifica um aumento de violência na região devastada pela guerra e que o Ocidente teme que possa ser usado como pretexto para uma invasão da Rússia.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, irá supervisionar os grandes exercícios militares ao longo das fronteiras da Ucrânia no dia de hoje [sábado, 19fev2022] enquanto o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, está viajando pela Europa para angariar apoios.
O chanceler alemão Olaf Scholz afirmou na Conferência de Segurança de Munique que um ataque russo à Ucrânia seria um "erro grave" com altos "custos políticos, económicos e geoestratégicos". Na mesma conferência o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que Moscovo estava a apresentar questões de segurança que o Kremlin sabia nunca poderem ser atendidas pela NATO. Também foi afirmado pela chefe do executivo da União Europeia, Ursula von der Leyen, que as ameaças de Moscovo à Ucrânia podem remodelar todo o sistema internacional, alertando Moscovo que o seu pensamento de “um passado sombrio” pode custar à Rússia um futuro próspero.
Rostov, uma região russa na fronteira com a Ucrânia, declarou estado de emergência, citando um número crescente de pessoas que chegam de áreas controladas por separatistas na Ucrânia depois de receberem ordens de evacuação.
O presidente dos EUA, Joe Biden, continua a alertar para o facto de haver indicações que a Rússia está a planejar invadir a Ucrânia, até porque existem sinais de Moscovo estar a realizar uma operação de “bandeira falsa” para justificá-la, depois de forças ucranianas e rebeldes pró-Moscovo trocaram tiros.

 

  Esquema da ofensiva ucraniana, a partir dos dados obtidos pela inteligência da República Popular de Donetsk.
Captura de ecrã 2022-02-19 122658.jpg

 

  O seguro morreu de velho
Além de Portugal (existem 240 portugueses residentes naquele país), outros países pediram aos seus cidadãos na Ucrânia para que deixem o país. A lista inclui Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Noruega, Dinamarca, Bélgica, Países Baixos, Alemanha, Espanha, Israel, Austrália, Nova Zelândia, Japão, Iraque, Kuwait e Itália.
Captura de ecrã 2022-02-20 100443.jpg

 

  João Cravinho na Conferência de Segurança de Munique 

32528560.jpgNo dia em que as tensões entre a Rússia e a Ucrânia atingiram um ponto máximo, o ministro português da Defesa, João Gomes Cravinho, presente na Conferência de Segurança de Munique (CSM), explicou de que modo Portugal poderá ser chamado a envolver-se nos conflitos: “Portugal faz parte da NATO, portanto a nossa primeira preocupação será a solidariedade em relação aos nossos aliados na NATO. Neste caso, muito em particular aqueles que fazem fronteira com a Ucrânia. .../... Existe uma força chamada VJTF (Very High Joint Readiness Task Force) que é a força de mais elevada prontidão da NATO, em que os países membros da NATO participam de forma rotativa. Portugal neste momento participa na VJTF, em 2022 estamos na VJTF. Se a VJTF for mobilizada para efeitos de defesa da NATO, naturalmente que Portugal participará”. O ministro da Defesa português disse também que a possibilidade de adesão da Ucrânia à NATO não está atualmente em cima da mesa. Gomes Cravinho salientou que “a adesão da Ucrânia à NATO foi discutida em 2008”. “Nessa altura, decidiu-se que não havia condições para a NATO aceitar a Ucrânia e desde então o assunto tem ficado exatamente nesse ponto. .../... É absolutamente falso que esta crise seja sobre a adesão da Ucrânia à NATO. Essa matéria não está em cima da mesa. Nem aqui em Munique, nem ao longo dos últimos 13, 14 anos se discutiu essa possibilidade.”

 

  O gás da Gazprom

I060104.jpg

Um fator importantíssimo a considerar no conflito que se está a viver no Leste da Europa tem a ver com as reservas de gás nas instalações de armazenamento subterrâneo na Ucrânia, que se encontram no mínimo, tendo caído, de acordo com a Gazprom, para 10,6 mil milhões de metros cúbicos, o que é 45% menos que no ano passado. Além disso, no início desta semana, as autoridades da Alemanha, que possui uma das maiores capacidades de armazenamento subterrâneo da Europa, relataram uma queda nos volumes de armazenamento para níveis historicamente baixos em comparação com os anos anteriores.
E se Putin interromper o seu fluxo de gás para a Europa?... Hoje em dia a “guerra” já não se faz só em combates militares.



Publicado por Tovi às 10:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
Exército Europeu vs NATO

Captura de ecrã 2021-09-11 162235.jpg

Já há algum tempo que se fala na criação do Exército Europeu, equipado com unidades e departamentos organizacionais, escritórios operacionais, de inteligência e mobilização, equipas de comunicação e outras estruturas militares. Tudo isto já existe na NATO, mas falta cada vez mais uma interação forte e eficiente entre a Aliança Atlântica e a União Europeia, dificultando operacionalidade quando se trata de reunir Forças Armadas e planejar operações. E ainda temos a questão critica do atual poder militar da NATO depender, em grande parte, das Forças Armadas dos Estados Unidos, domínio particularmente evidente em áreas como inteligência e sistemas de alerta precoce contra mísseis nucleares. Mais de metade dos 2 mil veículos orbitando a Terra pertencem aos EUA. No entanto não é só Moscovo que diz estar a Aliança Atlântica à beira da dissolução, mas cá para mim isto ainda não é previsível num futuro próximo.

 

  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse esta semana que a União Europeia deve ser capaz de implantar uma força militar sem depender dos EUA ou da NATO. A necessidade desse aumento da capacidade militar europeia ficou clara recentemente durante as caóticas evacuações do aeroporto de Cabul. Mas para isso é preciso vontade política… e eu não a vejo.



Publicado por Tovi às 07:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Domingo, 4 de Outubro de 2020
COVID-19 - Situação hospitalar

Situação hospitalar 04out.jpg

Diz o Governo que o aperto nas medidas só acontecerá se houver um agravamento significativo que coloque em causa o SNS, mas a verdade é que a ocupação hospitalar em Portugal, nomeadamente em cuidados intensivos, já está nos valores de meados de maio passado. Só na região de Lisboa e Vale do Tejo os hospitais estão com capacidade entre os 70% e os 80%. Um novo confinamento está fora de questão, tal seria o efeito devastador numa economia já débil, mas mais do que nunca teremos todos que apostar na responsabilidade individual. E o negacionismo e a cruzada obscurantista contra a ciência não são boa opção perante o SARS Cov-2.

 

   23h00 de hoje
Anotação 2020-10-04 231954.jpg

 

   5h14 de 5out2020
Os testes de diagnóstico de infeção com o novo coronavírus realizados no domingo pelo chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e pelo primeiro-ministro, António Costa, deram negativo. A informação foi avançada à Lusa por fonte oficial da Presidência da República, que adiantou que também deram resultado negativo os testes realizados por outros cinco conselheiros de Estado: os antigos presidentes da República Jorge Sampaio e Aníbal Cavaco Silva, Francisco Pinto Balsemão, Leonor Beleza e Francisco Louçã.

 

   7h58 de 5out2020
Anotação 2020-10-05 104503.jpg

   Terá sido?
Anotação 2020-10-05 215213.jpg



Publicado por Tovi às 14:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 29 de Setembro de 2020
Ursula Von der Leyen está em Portugal

120197864_3650703958275235_4271995254488846287_o.j

Ursula Von der Leyen está de visita oficial a Portugal, para participar no Conselho de Estado. A presidente da Comissão Europeia tem também agendada uma visita ao Instituto Ricardo Jorge e à Fundação Champalimaud, em Lisboa, ao lado do primeiro-ministro António Costa, onde vão apresentar os planos de recuperação de Portugal e o da União Europeia.



Publicado por Tovi às 11:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Agosto 2022
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Ao 71.º dia é assim que e...

A "crise" das Sanções à R...

Presidente da Comissão Eu...

O pior está para vir

Ao sétimo dia continua a ...

O "Proteger a Ucrânia" e ...

Exército Europeu vs NATO

COVID-19 - Situação hospi...

Ursula Von der Leyen está...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus