"Devido à velocidade da luz ser superior à do som, algumas pessoas parecem inteligentes até as ouvirmos."
Quarta-feira, 24 de Maio de 2023
Tensão na fronteira da Rússia com a Ucrânia
As coisas estão a ficar complicadas na região de Belgorod.
 
  Al Jazeera na manhã de terça-feira 23mai2023

Captura de ecrã 2023-05-23 102229.png
As forças russas continuaram com uma “operação de contraterrorismo” num distrito fronteiriço um dia depois do que parecia ser uma das maiores incursões transfronteiriças da Ucrânia desde o início da guerra, 15 meses atrás. O governador da região de Belgorod, na Rússia, disse que drones foram abatidos na área por armamento antiaéreo. Há combates em Belgorod, que faz fronteira com a Ucrânia, desde segunda-feira [22mai2022], depois que o que as autoridades russas chamaram de “grupo de sabotagem” ucraniano cruzou a fronteira. A inteligência militar ucraniana foi citada como tendo dito que dois grupos armados da oposição russa - a Legião da Liberdade da Rússia e o Corpo de Voluntários Russos, ambos compostos por cidadãos russos - foram os responsáveis ​​pelo ataque. Vyacheslav Gladkov, o governador regional russo, disse: “A limpeza do território pelo ministério da defesa, juntamente com as agências de aplicação da lei, continua”. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas, vários prédios danificados e muitos moradores foram embora, acrescentou.

  Antero FilgueirasComeçou o cerco. Tchau Putin.

 

  Al Jazeera às 14h53 GMT de 23mai2023
Captura de ecrã 2023-05-23 160818.png

Um ataque na fronteira na região russa de Belgorod continuou pelo segundo dia na terça-feira [23mai2023], ferindo 12 pessoas. Enquanto a Rússia culpou grupos armados ucranianos e lançou uma investigação sobre terrorismo, Kiev negou a acusação. No entanto, o Corpo Voluntário Russo (RVC) e a Legião da Liberdade da Rússia assumiram a responsabilidade pelos ataques a prédios administrativos e infraestrutura civil.

 

  Al Jazeera às 18h30 GMT de 23mai2023
Captura de ecrã 2023-05-23 205036.png

Os Estados Unidos estão céticos em relação aos relatos de que armas fornecidas pelos EUA foram usadas num ataque dentro do território russo, disse um porta-voz do Departamento de Estado, acrescentando que Washington não encoraja ou permite ataques dentro da Rússia. Moscovo disse nesta terça-feira que desbaratou e matou dezenas de "nacionalistas ucranianos" que cruzaram a fronteira da Ucrânia para a região de Belgorod, na Rússia, após dois dias de combate, no que parecia ser uma das maiores incursões desse tipo na guerra de 15 meses. Os combates forçaram a Rússia a evacuar cidades ao longo da fronteira com o nordeste da Ucrânia. A Rússia culpou a Ucrânia pelo ataque, o que Kiev negou. Os dois grupos que assumiram a responsabilidade se descrevem como dissidentes russos armados. 

  
Carlos Miguel Sousa
Infelizmente para Putin, os dissidentes russos, serão cada vez mais...
Isabel Sousa Braga
Uns santos
Jorge Rodrigues
Pois… pois…



Publicado por Tovi às 07:23
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Mais sobre mim
Descrição
Neste meu blog fica registado “para memória futura” tudo aquilo que escrevo por essa WEB fora.
Links
Pesquisar neste blog
 
Julho 2024
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Posts recentes

Mai nada...!

Convenção Nacional Repub...

Guerra na Ucrânia... nos ...

Espanha vence UEFA EURO 2...

Donald Trump baleado na o...

A saga destes "sem-abrigo...

Assim vai o mundo do tráf...

Cimeira da Nato em Washin...

Centro Tecnológico Especi...

Nova Revolução... ou será...

Reino Unido à esquerda......

Assim vai o Leste da Euro...

Keir Starmer garante que ...

Portugal 0 (3) - 0 (5) Fr...

Ventura apela aos polícia...

Nunca é demais lutar pela...

Faz hoje 47 anos que casa...

Portugal 0 (3) - 0 (0) E...

Eleições parlamentares fr...

Planos para acabar com a ...

Arquivos
Tags

todas as tags

Os meus troféus